O britânico Scott Redding estreou-se a vencer na Moto2™, no que acabou por ser um Monster Energy Grande Prémio de França afectado pela chuva. A Marc VDS Racing Team conquistou a dobradinha com Mika Kallio a terminar em segundo. Já para muitos dos candidatos ao título foi o desastre, com vários deles a acabarem no chão nas escorregadia e molhada curva Musee.

Moto2™ – Redding quebra malapata com vitória em Le Mans

A emocionante vitória de Redding faz dele o primeiro britânico a vencer em Le Mans desde que Alan Carter triunfou na corrida de 250cc há 30 anos; a outra vitória na carreira de Redding surgiu na classe de 125cc em Donington Park, em 2008. Mas o sucesso desta tarde não foi tarefa fácil, já que no início o piloto de 20 anos chegou a rodar em nono.

O britânico Scott Redding estreou-se a vencer na Moto2™, no que acabou por ser um Monster Energy Grande Prémio de França afectado pela chuva. A Marc VDS Racing Team conquistou a dobradinha com Mika Kallio a terminar em segundo. Já para muitos dos candidatos ao título foi o desastre, com vários deles a acabarem no chão nas escorregadia e molhada curva Musee.

O britânico Scott Redding estreou-se a vencer na Moto2™, no que acabou por ser um Monster Energy Grande Prémio de França afectado pela chuva. A Marc VDS Racing Team conquistou a dobradinha com Mika Kallio a terminar em segundo. Já para muitos dos candidatos ao título foi o desastre, com vários deles a acabarem no chão nas escorregadia e molhada curva Musee.

Takaaki Nakagami liderou nos momentos inicias, com Pol Espargaró atrás. De forma inacreditável, Espargaró e o líder do campeonato e companheiro de equipa na Tuenti HP 40, Esteve Rabat, caíram sozinhos, mas ao mesmo tempo e da mesma forma, na curva Musee na terceira volta. Nakagami ficou com três segundos de margem na frente, mas o piloto da Italtrans Racing Team perdeu o controlo da moto na mesma curva quatro voltas mais tarde com alguns pingos de chuva a deixarem a zona muito escorregadia.
As condições climatéricas complicadas contribuíram para a desistência de dez pilotos, incluindo os da dupla da Mapfre Aspar Tech Moto2, Jordi Torres e Nico Terol, Tom Lüthi, da Interwetten Paddock Moto2 Racing, e o independente Gino Rea, que depois de ter partido de 31º rodava em 12º.
Uma forte recuperação de Redding viu-o ascender à liderança na 8º volta, passando Johann Zarco, que tinha deliciado o público ao liderar em casa. O companheiro de equipa de Redding, Kallio, começou a revelar-se uma ameaça ao rodar cada vez mais forte na segunda parte da corrida. Perto do final a intensidade da chuva aumentou fez Redding perder muita da vantagem que tinha, mas a bandeira vermelha foi apresentada na 24ª das 26 voltas da prova. Em resultado disso a corrida foi declarada como terminada à 22ª volta (a última completada por todos os pilotos), com Kallio a garantir o segundo posto apesar de ter sido ultrapassado por Xavier Simeon antes da interrupção. Ainda assim, o belga da Desguaces La Torre Maptaq conquistou o primeiro pódio da carreira.