Thomas Luthi vence corrida cheia de punições no Qatar

Moto2™: temporada 2016 começa com corrida truncada

Uma série de penalidades em seu início fez com que a corrida de Moto2™ no Grande Prêmio do Qatar virasse tudo de cabeça para baixo. Thomas Luthi foi o vencedor, à frente de Luis Salom e Simone Corsi.

Thomas Luthi vence corrida cheia de punições no Qatar

Thomas Luthi vence corrida cheia de punições no Qatar

Largando da pole position, depois de ter vencido a edição de 2015 do Grande Prêmio do Qatar, muitos tinham Jonas Folger (Dynavolt GP intacta) como o favorito da corrida. O alemão fez uma boa largada e assumiu a liderança sem tomar conhecimento do que acontecia atrás dele.

Takaaki Nakagami (Idemitsu Honda Team Ásia) e Sam Lowes (Federal Oil Gresini Moto2) se degladiavam enquanto caçavam Folger, mas o alemão era como um foguete e abriu um segundo de vantagem no final da primeira volta. O pelotão de Lowes e Nakagami cresceu com a chegada de Tom Lüthi (Interwetten garagem mais), mas Folger continuava disparado à frente.

Johann Zarco (Ajo Motorsport), Sam Lowes, Marcel Schrotter (AGR Team) e Alex Rins (Paginas Amarillas HP 40) foram todos penalizados com passagem pelos boxes por queima de largada. Zarco foi o primeiro a cumprir a penalização, seguido por Lowes, Schrotter e Rins na volta seguinte.

Enquanto este drama se desenrolava, Folger continuava a acelerar na frente, mas o alemão ultrapassado o limite e caiu na terceira volta, na Curva 4, jogando fora a confortável vantagem que havia conseguido. Assim Folger entregou de presenta a liderança corrida para Franco Morbidelli (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS), que perdeu logo depois a liderança para Luthi

Assim que Luthi assumiu a liderança, Nakagami e Robin Mulhauser (CarXpert Interwetten) também cumpriram as respectivas punições por queima de largada. A batalha pela quinta também foi emocionante, Luis Salom (SAG Team) liderando um grupo de cinco pilotos, incluindo Danny Kent (Leopard Racing). Mal sabiam eles que isso iria rapidamente tornar-se uma batalha pelo pódio. Na 14ª volta da corrida, foi anunciado que Morbidelli e Cortese, que estavam em primeiro e quarto, estavam sendo investigados pela direção de prova.

Sem saber o que estava acontecendo, Morbidelli continuou a acelerar na frente com Luthi no seu encalço, fazendo tudo o que podia para ganhar a sua primeira vitória de corrida no Campeonato do Mundo. No meio da penúltima volta o piloto suíço viu sua chance virar fumaça. Foi anunciado na última volta que Morbidelli receberia uma punição de 20 segundos após a corrida. A Sandro Cortese também foi dada a mesma pena.

Luis Salom e Simone Corsi completaram o pódio, valorizando o feito por serem suas primeiras corridas com novas equipes. Houve um quarto lugar impressionante para Hafizh Syahrin (Petronas Raceline Malásia), que terminou à frente do militante experiente Dominique Aegerter (CarXpert Interwetten), em quinto.

Luthi deixa a corrida de abertura na liderança do campeonato com 25 pontos. O Campeonato do Mundo de Moto2™ estará de volta no dia 3 de abril, para o Grande Prêmio da Argentina.

Banner GP Dorna

Por motivos de força maior, não pudemos publicar as notícias da prova de abertura da Moto2™, como de costume, logo após as corridas. Mas como nosso compromisso é o de não deixar nossos leitores sem informações sobre o principal Campeonato Mundial de Motovelocidade, optamos em publicá-las mesmo com atraso, manifestando assim o nosso profundo respeito para com aqueles que há muito acompanham a MotoGP™ através do Motonline.



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.