Alex Rins, Estrella Galicia 0,0, Indianapolis

Moto3™: Alex Rins bate Alex Márquez

A Estrella Galicia 0,0 festejou uma dobradinha no Red Bull Grande Prêmio de Indianápolis de Moto3™ neste domingo com o homem da pole, Alex Rins, levando a melhor sobre Alex Márquez em batalha espetacular, recheada de troca de posições até o final. Maverick Viñales completou o pódio com o líder do campeonato Luís Salom terminando em quinto depois de largar em quarto.

Alex Rins, Estrella Galicia 0,0, Indianapolis

Alex Rins, Estrella Galicia 0,0, Indianapolis

Após as férias de Verão Indianápolis foi a primeira corrida da Moto3™ em cinco semanas. Para Rins e Viñales (Team Calvo) em particular, foi uma oportunidade de ouro depois do líder do Campeonato Salom (Red Bull KTM Ajo) ter sofrido queda durante a qualificação, caindo para o quarto posto do grid. A corrida de 23 voltas acabou por se revelar muito difícil, com nada mais, nada menos, que 12 pilotos – mais de um terço do pelotão – ficando pelo caminho e não terminando a prova.

Márquez, Rins e Viñales no pódio de Indianapolis

Márquez, Rins e Viñales no pódio de Indianapolis

O primeiro foi Jasper Iwema (RW Racing GP), que desistiu na primeira volta, enquanto o homem da pole, Rins espalhou na primeira curva e perdeu a liderança. Uma forte largada de Salom levou-o ao terceiro posto, mas Rins, Viñales e Márquez acabaram depois se destacaram e ficaram na frente. Na 11ª volta Rins perdeu a liderança para Viñales e depois para Márquez, recuperando as posições duas voltas mais tarde.

Os dois pilotos da Estrella Galicia 0,0 contaram com a ajuda de um erro de Viñales na 14ª volta, com o piloto do Team Calvo perdendo oito décimos de segundo e, assim, deixando os outros dois respirarem um pouco na frente. Rins venceu com menos de dois décimos de segundo de vantagem sobre Márquez – o irmão mais novo de Marc Márquez – que conquistou o primeiro pódio da carreira.

Dando sequência à soberba largada Salom passou o companheiro de equipe Arthur Sissis para chegar a quinto e depois superou Jonas Folger (Mapfre Aspar Team Moto3), contudo o espanhol acabou depois caindo uma posição na 18ª volta. Ele ainda recuperou o quinto posto que era ocupado pelo companheiro de equipe e manteve a posição até ao final, garantindo que continua na frente da classificação, se bem que por margem mais reduzida.

Os pilotos da Ajo ocuparam as quinta a sétima posições, com Zulfahmi Khairuddin atrás do trio. A lista dos dez primeiros contou ainda com Miguel Oliveira (Mahindra Racing, 8º), Romano Fenati (San Carlo Team Italia, 9º) e Jakub Kornfeil (Redox RW Racing GP, 10º).

Além do já citado Iwema, registaram-se ainda as desistências de Efren Vazquez (Mahindra) com suspeitas de problemas de motor e Jack Miller (Caretta Technology – RTG) que, depois de largar de quinto, foi ejetado da moto na Curva 2, na quarta volta. Pouco depois foi confirmada fratura da clavícula direita do australiano. Eric Granado (Mapfre Aspar Team) caiu novamente e não terminou a prova.

Salom continua na frente do Campeonato com 183 pontos, apenas nove a mais que Viñales (174). O vencedor Rins (167) mantém-se em terceiro, agora a 16 pontos da liderança.