f6

Motociclismo de viagem é a minha vida

Olá Motonliners!! Vocês não imaginam o prazer que estou sentindo em poder escrever para esse importante site do motociclismo brasileiro e compartilhar vivências. O Motonline.com.br é pioneiro, existe há mais de doze anos, sempre com informações sobre todas as tribos do mundo das motos.

Deixa eu me apresentar um pouco… sou editor do RockRiders.com.br, um portal de conteúdo também focado em motos, mas, principalmente sobre viagens com elas. Sou um verdadeiro apaixonado em viagens de moto (também chamada de moto turismo). Minha vida mudou depois da primeira longa viagem que fiz e hoje, motociclismo de viagem é minha vida pessoal e profissional.

Poderia começar escrevendo esse artigo dizendo que “sou o cara” que sou um dos “bam bam bam”, por já ter percorrido as Américas (Sul, Central e do Norte), saindo de São Paulo, indo até o extremo sul do Continente (Ushuaia) e de lá, ter percorrido 18 países até o Alaska. Rodei nesse sonho de viagem mais de 41.000km. Cruzei os principais pontos turísticos, naturais e conheci todas as capitais dos países que passei.

E a viagem ainda não acabou! Ainda irei voltar para o Brasil pilotando desde a cidade de Toronto no Canadá. Estou ansioso para poder partir… mas preciso trabalhar né! Lá para novembro/12 ou em maio/13 irei iniciar a volta da viagem, que chamei de Jornada Três Américas.

Sim, passei frio, calor, rodei com neve, sol escaldante, peguei chuva, dormi em barracas de camping, passei sede, tive diárreia, minha moto caiu 3 vezes durante a viagem (sem eu ou ela se machucar), fui parado sei lá quantas vezes pela polícia de um montão de países, cruzei 4 desertos, rodei com altitude de 5000 metros e tudo mais. Mas são exatamente essas coisas, somadas aos aprendizados, vivências naturais, culturais, gastronômicas e tudo mais que viajar de motocicleta proporciona que as tornam fantásticas! Temos várias lições de vida quando fazemos uma longa viagem de moto.

Me entristece conhecer e verificar que mesmo que alguns motociclistas realizem longas viagens, retornam divulgando “horrores” e se comportam como o Superman ou o Homem-Aranha! Tipo; tá vendo, consegui, venci o desafio, superei todos os problemas e obstáculos! Que desafio e problemas? O de viajar sobre duas rodas motorizado curtindo toda a emoção que isso proporciona?

Nas estradas das Américas vemos diversas pessoas viajando de bicicleta, a pé, pegando carona… Acredite, no Canadá indo para o Alaska, vi um homem viajando no acostamento usando uma cadeira de rodas. Isso mesmo que você leu. Então porque motociclista de viagem é herói? É nada, é um felizardo em ter tido atitude de organizar sua vida para poder realizar o sonho de viajar de moto.

Talvez aquele que faça uma grande viagem de bicicleta seja um pouco de herói, no sentido de ter tido resistência física para a realização. Mas de moto, acelerando na manete? Para!!!

Todos nós que usamos motos somos adultos. Saci Perêre e Bicho Papão não existe! Aliás, existe sim, mas só nas nossas cabeças, na escuridão da noite quando estamos com dificuldade de pegar no sono pensando em problemas ou coisas que imaginamos possam acontecer numa grande viagem de moto. Na luz do dia, viajando de motocicleta por ai, nossos receios desaparecem… é tudo quase só alegria, com alguns perrengues sim, mas nada que uma pilotagem responsável, bom senso e educação não resolvam.

Sim, é verdade, antes de termos a experiência em longas viagens, temos receios e medos. Muito bom, todo ser humano deve e precisa ter medo, é essa sensação que gera toda uma química em nosso organismo que nos torna mais alertas. Isso é positivo e todos têm que ter medo. Aqueles que não tem, estão mentindo.

As informações para se empreender uma longa viagem de moto, como documentos necessários, equipamentos, dicas de roteiros, trâmites, etc, estão todas ai na Internet. Hoje em dia, em pleno século XXI, com toda tecnologia e a Internet, o mundo está todo mapeado! Faz mais de 500 anos que a América, o último continente, foi descoberta! Agora quem quiser descobrir o mundo por conta própria e com seus próprios sentidos, é só planejar e partir….

Agora, tem uma parte em viajar de motocicleta que é muito difícil. Isso não posso negar. Sabe qual é? Quando a viaja acaba e no sofá numa tarde de domingo ficamos recordando da viagem e pensando em quando realizaremos a próxima…

O que escreverei no próximo artigo hein? Alguma sugestão? Sugira ai…

Até a próxima amigo(a), bons ventos,