Motociclismo Goiano em 2003

O Motociclismo Goiano teve um saldo positivo nesta temporada de 2003, considerando-se a modalidade que teve eventos em Goi s – Motocross – assim como a Motovelocidade disputada apenas fora do Estado.

A Motovelocidade regional mais uma vez nÆo aconteceu apesar de termos um Aut¢dromo Internacional que nÆo ofereceu nenhuma condi‡Æo para realiza‡Æo das provas previstas, assim como motivou o cancelamento da etapa do Brasileiro, apesar de promessas de reforma. Mas contra todos os percal‡os os pilotos mostraram nas provas fora de Goi s que temos valores a altura dos melhores do Pa¡s, onde foram destaque os pilotos Frederico In cio de Almeida 4§ na Twister 250cc e Edson Morales CampeÆo Brasileiro nas 500cc.

Tamb‚m foram destaques nacionais demonstrando sua forma t‚cnica os pilotos Deni Marques Filho 10§ nas 60cc, Welington Garcia 3§ nas 80cc e na 250cc Ismael Maia foi 6§ colocado no Brasileiro, alem de Fabr¡cio Marchesi no Rally dos Sertäes.

No Campeonato Goiano de Motocross nas suas dez etapas a surpresa foi a ¢tima organiza‡Æo apresentada pelas cidades participantes onde Palminopolis, Formosa, Ipameri, Rio Verde, Ceres, SÆo Luis de Montes Belos, Mossƒmedes, Para£na, Jussara e excepcionalmente Rio Verde que realizou duas etapas, foram consideradas por todos os participantes do circo como as cidade que compuseram o melhor ano em termos de estrutura e apoio. O bom numero de participantes (entre 140 da abertura indo at‚ 100 nas cidades mais distantes e 113 da final) nas nove categorias foi outro ponto positivo, assim como o grande numero de espectadores nestas provas, nunca menor que 5.000 pessoas.

A cria‡Æo da Copa Tornado com apoio do NOA e as concession rias Honda de cada cidade, tamb‚m confirmou o acerto do regulamento onde as motos com prepara‡Æo limitada e tamb‚m o novi‡ado de seus participantes igualaram as disputas, sendo que o campeÆo s¢ foi definido na ultima etapa, fazendo jus a uma moto Biz 0Km de premio.

Os trabalhos de organiza‡Æo – procura de patroc¡nio principalmente – j  estÆo em andamento, antevendo-se uma temporada onde o aumento das cidades que pretendem sediar provas, assim como um previs¡vel aumento de participantes e entrada principalmente dos patrocinadores e o prometido apoio log¡stico governamental, acreditamos ter chegado a hora do Motocross em Goi s, com melhores premia‡äes, divulga‡Æo, infra-estrutura, dentre outros itens, tornando-o um esporte mais atrativo e interessante sob todos os aspectos.