Foto: Leandro Silva, piloto da MX1 do Team Honda

MOTOCROSS: Líderes querem despontar na terceira etapa do Brasileiro

Foto: Leandro Silva, piloto da MX1 do Team Honda

Foto: Leandro Silva, piloto da MX1 do Team Honda

Leandro Silva (MX1), Wellington Garcia (MX2) e Rodrigo Rodrigues (MXJr) chegam em Canoas, Rio Grande do Sul, com o objetivo de somar pontos importantes

A terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, neste final de semana (16 e 17), será a oportunidade para que os líderes das principais categorias consigam abrir ainda mais vantagem sobre os adversários. Os pilotos do Team Honda Leandro Silva (categoria MX1), Wellington Garcia (MX2) e Rodrigo Rodrigues (MXJr) estão preparados para cumprir esta missão em Canoas (RS), cidade que receberá as feras da modalidade.

As provas serão disputadas no sábado e no domingo no Motódromo Parque Eduardo Gomes. Os treinos têm início na sexta-feira. Os ingressos para sábado estão disponíveis no loca l a R$ 5,00 mais um quilo de alimento não perecível. Para domingo, eles podem ser adquiridos nas concessionárias Honda em Porto Alegre, Canoas, Farroupilha, Bento Gonçalves e Caxias do Sul, a R$ 10,00. O Team Honda ainda entra na briga para recuperar o primeiro lugar da categoria 85cc. O Campeonato Brasileiro conta com oito etapas no total e será decidido em agosto na fase de Nova Friburgo (RJ).

MX1 – Leandro Silva teve um ótimo começo de temporada na MX1, a categoria mais importante da competição. Venceu as duas etapas disputadas até aqui e pretende seguir com o mesmo ritmo forte em Canoas. O paranaense de Curitiba soma 52 pontos, seguido pelo companheiro de equipe, Wellington Garcia, com 42.

Leandro afirma que a receita, repleta de muitos treinos e disciplina, está fazendo sucesso. “Acho que a forma que venho trabalhando est á dando certo. Ainda falta muito para o final do campeonato, portanto, tenho que seguir focado.” O líder lembra que a etapa de Canoas será uma surpresa, já que não fazia parte do calendário. “Esta pista de Canoas é nova e não dá para saber como será a prova”, destacou Leandro, que utiliza a motocicleta Honda CRF 450R.

Além de Leandro e Wellington, Swian Zanoni, Thales Vilardi, Marcello “Ratinho” e Jean Ramos prometem dar trabalho na bateria.

MX2 – Se na MX1 Wellington Garcia tanta alcançar o primeiro lugar, na MX2 o goiano está em uma posição muito mais confortável. Na liderança com 48 pontos, ele irá fazer de tudo para se afastar do segundo colocado, também da equipe Honda, Swian Zanoni, que soma 42 pontos. A idéia do atual líder é ganhar espaço aos poucos. “O campeonato deste ano deve chegar até o final apertado. Vou ter qu e trabalhar bastante para abrir um pouco mais a vantagem.”

Wellington ainda terá Jean Ramos, terceiro colocado, e Thales Vilardi como fortes concorrentes. O Team Honda, que corre com a motocicleta Honda CRF 250R, ainda segue com a ausência de Dudu Lima, que está em recuperação de uma fratura na perna.

MXJr – Já Rodrigo Rodrigues venceu a primeira etapa e terminou em segundo na sequência da categoria MXJr. Com 47 pontos, o paulista soma seis a mais que o segundo colocado, Gabriel Gentil. Ainda bem perto, o sergipano Rodrigo “Lama” chega com 40 pontos.

“A segunda etapa ainda deixou as coisas um pouco emboladas. Para conseguir me distanciar é preciso ter cabeça. Seguir concentrado, pois qualquer deslize é fatal. Não podemos pensar na prova e sim no campeonato em geral. É importante conseguir uma boa distância agora para não deixar para decidir só no final”, explicou Rodrigo Rodrigues.

Gustavo Takahashi e Hector Assunção completam o Team Honda na disputa. Os pilotos utilizam o modelo CRF 250R.

Recuperação – Na categoria 85cc, o Team Honda briga pela recuperação da liderança, antes pertencente a Eduardo Rudnick. Atualmente, a ponta é ocupada por Andrews Armstrong, com 47 pontos, que é seguido de perto por Thiago Formehl, com 44. Rudnick vem em terceiro com 43 pontos.

Formehl promete chegar com tudo para assumir a ponta da categoria. Um dos mais novos integrantes da equipe, o mato-grossense iniciou a temporada com belas provas e tem se dedicado muito aos treinos para conseguir bons resultados.

No último final de semana, o piloto sofreu uma queda na etapa de abertura do Arena Cross, mas não teve nada grave e se sente 100% para brigar pela liderança. “Para mim, o fundamental será ter um pouco mais de calma. A moto é bem forte e agora estou começando a melhorar o meu relacionamento com o equipamento. Todo mundo está bem forte no campeonato e tentando fazer o melhor. Também vou tentar fazer o máximo para vencer a corrida e passar à frente”, disse o piloto, que entra na pista com a motocicleta Honda CRF 150RB.

O Team Honda ainda conta com Everaldo Filho na disputa da 85cc, mas segue desfalcado de Cezar Zamboni, que se recupera de uma lesão no ombro sofrida durante a segunda etapa do Brasileiro, em Canelinha (SC).

Programação – 3ª etapa Brasileiro de Motocross – Canoas (RS)

Sábado – 16/05 – 8h – Treinos livres
10h40 – Treinos cronometrados
13h30 – Abertura oficial
A partir das 14h – Provas (MXJr, 65cc, MX3 e 50cc)

Domingo – 17/05 – 7h – Treinos Livres
10h30 – Treinos cronometrados
A partir das 14h30 – Provas (MX2, CRF230, 85cc e MX1)

* a programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.