MOTOCROSS – Marronzinho e Milton Becker são campeões antecipados

Coxim (MS) – O Campeonato Brasileiro de Motocross definiu neste domingo em Coxim (MS), durante a s‚tima e pen£ltima etapa da temporada, os campeäes de duas categorias. Milton Becker, o Chumbinho, garantiu o t¡tulo na MX3 e JoÆo Paulino da Silva, o Marronzinho, faturou o bicampeonato na MX1. Al‚m delas, mais trˆs categorias integram o Brasileiro (65cc, 85cc e MX2), mas os campeäes s¢ serÆo definidos na £ltima etapa, em novembro.

MX3 – A primeira categoria a entrar na pista foi a MX3 e Chumbo j  pulou na frente e garantiu a posi‡Æo at‚ o final, quando cruzou a linha de chegada. Com a vit¢ria, Becker marcou 25 pontos e somou 156 pontos. O paranaense Nico Rocha ficou com o vice-campeonato ao terminar a corrida na segunda posi‡Æo e tem agora 130 pontos. “Quero r essaltar a importƒncia de mais essa vit¢ria na minha carreira. Ao todo sÆo 12 t¡tulos brasileiros”, afirmou Becker.

Mesmo com a vantagem em rela‡Æo a Nico, Milton Becker nÆo chegou a Coxim cantando vit¢ria. “J  perdi campeonato por um ponto e j  ganhei campeonato por um ponto tamb‚m. Sei que tudo pode acontecer em uma corrida”, disse o piloto, afirmando que ainda nÆo tem planos para 2007.

MX1 – Outra categoria que definiu o campeÆo foi a MX1, que encerrou a tarde quente de corridas. JoÆo Paulino entrou na pista com boa vantagem em rela‡Æo aos concorrentes, j  que Jorge Balbi, piloto nos Estados Unidos, nÆo veio ao Brasil para a etapa do Mato Grosso do Sul. O £nico advers rio era Roosevelt de Freitas, que chegou a dar trabalho para o bicampeÆo.

Adrian Cantero largou na frente e durante algumas voltas manteve a lideran‡a. Enquanto isso, Paulino e Roosevelt se revezaram na segunda e terceira posi‡äes at‚ a hora do bote, quando assumiu a ponta. Para facilitar ainda mais a vida de Paulino, a moto de Roosevelt quebrou e ele sobrou na pista. Mesmo que nÆo tivesse terminado a corrida j  seria bi na MX1. “Foi uma corrida legal, at¡pica. Depois que a moto do Roosevelt quebrou, foi s¢ passear at‚ o final”, afirmou Marronzinho.

MX2 – A categoria MX2, a mais disputada de todas, ser  definida apenas na £ltima etapa, em novembro. E a corrida promete um duelo emocionante entre Leandro Silva, o l¡der do campeonato com 146 pontos, e Marcello Ferreira Lima, o segundo colocado com 127. A MX2 tem o maior gate de todo o motocross, com 40 pilotos.

A categoria 65 cilindradas tamb‚m ficar  para a £ltima etapa. Everaldo Rodrigues venceu a corrida e embolou todo o campeonato com o advers rio Cezar Zamboni, que at‚ entÆo era o l¡der da temporada. Everaldo largou mal e chegou a ficar em oitavo na corrida, mas se recuperou bem e recebeu a bandeirada em primeiro. “Quem vencer a pr¢xima corrida ficar  com o t¡tulo”, afirmou Everaldo. A categoria 85 tamb‚m ficou para a final.