Foto: Após o Brasil o Equador é o país que terá a maior quantidade de pilotos

Motocross – Pilotos locais prometem dar trabalho no Latino

Foto: Após o Brasil o Equador é o país que terá a maior quantidade de pilotos

Foto: Após o Brasil o Equador é o país que terá a maior quantidade de pilotos

Trinta e cinco pilotos foram confirmados pela União Latino-americana de Motociclismo para correr na etapa brasileira do Latino Americano de Motocross MX2 neste final de semana em Ji-Paraná, Rondônia.

Vinte brasileiros estão inscritos, sendo oito pilotos locais, além do campeão brasileiro Wellington Garcia, federado naquele estado.

Alberto Maschio é uma referencia entre os pilotos rondonienses. Aos 44 anos, Brizola, como é mais conhecido, acumula em seu currículo sete títulos estaduais e uma história que se confunde com a do motociclismo no estado.

Por outro, Marco Túlio Couto representa a nova geração do esporte. Com três títulos estaduais conquistados nos últimos quatro anos, incluindo a última edição do Rondoniense de Motocross na MX2, o piloto de 19 anos pode se destacar entre os primeiros colocados.

Hugo Amaral, Everson Júnior, Victor Carlos, Jean Carlos, Elias Marinho e Aparício Paixão serão os outros representantes de Rondônia no Latino. Dentre os estrangeiros, o Equador é o país que terá mais competidores, com seis inscritos. Participarão da prova pilotos do Chile, Venezuela, Costa Rica, Peru, Paraguai e Uruguai.

Horário de voos – A Federação de Motociclismo do Estado de Rondônia (FMR) divulgou a lista de voos para oficiais, pilotos e equipes que participarão da prova. Em caso de dúvidas, os relacionados devem entrar em contato com a Jitur Turismo, através do agente Paulo Fernandes pelo (69) 3421-3465/9975-3465. Confira neste link a lista de vôos.

A etapa brasileira do Latino Americano de Motocross, em Ji-Paraná, contará com a coordenação da FMR, supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e Union Latino Americano de Motociclismo (ULM). Apoio do Ministério dos Esportes, Governo de Rondônia, Assembléia Legislativa, Prefeitura de Ji-Paraná, Honda do Brasil, senador Valdir Raupp e deputada federal Marinha Raupp.