Carlos Campano foi o melhor no Motocross Pró terceira etapa

Motocross Pró teve vitória de Campano e queda de Jean Ramos

Mais de vinte mil fãs de motos, velocidades e manobras sobre duas rodas compareceram na pista para deliciar-se com a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross Pró. Realizada em Extrema (MG), a prova ocorreu com a pista encharcada pela chuva que castigou a região neste final de semana, onde o espanhol Carlos Campano levou a taça na categoria MX1, a principal do quadro. Também na MX1, Jean Ramos, seu colega de equipe, que havia vencido as duas etapas anteriores, sofreu uma inesperada queda e ficou de fora do pódio. A chuva lambuzou (e embolou) a classificação parcial da temporada.

A MX1 acontece em duas etapas, e na de Extrema primeira Jean Ramos venceu com folga. Tudo indicava que este seria mais um pódio para o piloto da Yamaha Geração, mas caiu na segunda fase, enquanto estava na quarta posição, e encerrou a prova no hospital, mas sem ferimentos graves. Campano aproveitou o espaço e acelerou forte, levantando muito barro, para concluir a segunda bateria na terceira posição, superando dores musculares no pescoço. Ele, que terminou a primeira etapa em segundo, venceu a prova na regularidade e conquistou pontos que o levaram para o embolado topo da tabela do Brasileiro de Motocross. Agora o equatoriano Jetro Salazar é o líder, com 120 pontos, seguido por Jean Ramos, com 113, e Campano, que possui 112. Jetro, da Escuderia X (equipe satélite da Honda) ficou em segundo em Extrema após a soma de baterias, e Hector Assunção, da Honda, em terceiro.

Carlos Camapano foi o melhor no Motocross Pró MX1

Carlos Camapano foi o melhor no Motocross Pró MX1

Após a bandeirada, Campano avaliou que esta “foi uma boa corrida para mim. Na primeira bateria, larguei bem, mas abri muito na curva e fiquei preso na linha da parede, aí fui para trás e me coloquei em quinto. A pista era muito estreita, difícil de ultrapassar, mas pouco a pouco cheguei em segundo. E na segunda corrida, larguei em primeiro, comecei a andar bem rápido, mas na quarta volta já senti que meu pescoço começou a doer muito, e fui travando. No início, tinha aberto bastante e por isso ainda consegui chegar em terceiro. Importante que estamos na briga pelo campeonato. Cheguei 70% (fisicamente) nesta corrida e consegui ficar bem. Mesmo quebrando a roda e ficando fora de uma bateria (na etapa passada), estamos na disputa. Acho que na segunda metade do campeonato vai dar pra fazer diferença”.

Jetro Salazar, novo líder do Brasileiro de Motocross Pro, afirmou que a “prova foi muito boa, foi meu primeiro pódio na temporada. Na primeira bateria eu não consegui andar muito bem, acho que fiz uma largada ruim. Mas na segunda bateria foi totalmente diferente e mantive um bom ritmo, o que deu uma briga bem legal. E estou feliz com meu resultado e evolução, vou continuar treinando e tentando ganhar mais etapas daqui para frente”.

Motocross MX2

Na categoria MX2, nova vitória para  Yamaha Geração, que dormiu feliz neste domingo após faturar a dobradinha. As duas baterias da prova pegaram fogo e público vibrou ao ver Fábio Santos aproveitar a brecha deixada por Pepê Bueno, que fazia grande prova, após sua moto apagar e ficar pelo caminho. Fabio venceu as duas baterias e assumiu a ponta da classificação, com 14 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Gustavo Pessoa.

Fábio Santos venceu na MX2, garantindo dobradinha para a Yamaha no Brasileiro de Motocross Pró

Fábio Santos venceu na MX2, garantindo dobradinha para a Yamaha no Brasileiro de Motocross Pró

Na segunda etapa, Gustavo, piloto da Honda, chegou à liderar alguns momentos da prova, mas acabou recebendo a bandeirada na quarta posição. Enzo Lopes, que havia vencido a etapa anterior, caiu e sofreu uma lesão no pulso logo no início da primeira etapa, ficando de fora da disputa. Na soma das baterias, deu Fabio Santos em primeiro, seguido por Leonardo de Souza, Frederico Spagnol, José Felipe Mombach e Gustavo Pessoa.

Roman Jelen venceu na MX3

A vitória no Brasileiro de Motocross Pró categoria MX3 fala esloveno, conquistado por Roman Jelen. O piloto conquistou o primeiro lugar ao superar os adversários e as dores no cotovelo, lesionado. O resultado lhe garantiu o primeiro lugar no campeonato. Em Extrema, Willian Guimarães ficou com a segunda posição e Milton Chumbinho Becker garantiu a terceira.

Roman Jelen foi o mais rápido na MX3

Roman Jelen foi o mais rápido na MX3

Willian Guimarães tomou a ponta da prova, mas perdeu o posto para Jelen na metade da prova, após uma disputa acirrada. Chumbinho caiu algumas vezes e assim como Jelen, que teve uma largada ruim, mostrou ser bom em corridas de recuperação. Balbi Junior, vencedor da etapa anterior, não competiu em Minas Gerais pois está se recuperando de um acidente.

Na MXJR, troféu para Leonardo Nunes

Leonardo Augusto Nunes é o nome e sobrenome da vitória do Brasileiro de Motocross Pró categoria Junior. O piloto foi o melhor nos treinos cronometrados e mostrou ser bom de barro, também, durante a prova. Líder do campeonato, Leonardo Cassaroti, largou na ponta, mas Léo Nunes, que largou em terceiro, avançou até conseguir o segundo lugar ficando na cola de Cassarotti, que caiu na metade da prova, deixando o caminho livre para a vitória do xará.

Em categoria cheia de "Leonardos", melhor para o Nunes

Em categoria cheia de “Leonardos”, melhor para o Nunes

Resultados da terceira etapa do Brasileiro de Motocross Pró

MX1
1. Carlos Campano
2. Jetro Salazar
3. Hector Assunção
4. Paulo Alberto
5. Dudu Lima

MX2
1. Fabio Santos
2. Leonardo Souza
3. Frederico Spagnol
4. José Mombach
5. Gustavo Pessoa

MX3
1. Roman Jelen
2. Willian Guimarães
3. Milton Becker
4. Vinícius Borgarelli
5. André Stocovichi

MXJR
1. Léo Nunes
2. Bruno Schmitz
3. Tallys Nathan
4. Rafael Ribeiro “Bubinha”
5. Pedro Magero

Classificação parcial do campeonato

MX1
1. Jetro Salazar / 120 pontos
2. Jean Ramos / 113 pontos
3. Carlos Campano / 112 pontos
4. Paulo Alberto / 110 pontos
5. Dudu Lima / 94 pontos

MX2
1. Fabio Santos / 137 pontos
2. Gustavo Pessoa / 123 pontos
3. Pepê Bueno / 99 pontos
4. Leonardo Souza / 99 pontos
5. Enzo Lopes / 84 pontos

MX3
1. Roman Jelen / 69 pontos
2. Willian Guimarães / 57 pontos
3. Antonio Balbi Junior / 50 pontos
4. André Stocovich / 48 pontos
5. Vinícius de Queiroz / 43 pontos

MXJR:
1. Tallys Brito / 60 pontos
2. Leonardo Nunes / 59 pontos
3. Bruno Schmitz / 56 pontos
4. Rafael de Araújo / 52 pontos
5. Leonardo Cassaroti / 50 pontos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.