Foto: Leandro Silva, piloto da MX2

MOTOCROSS – Prova em Curitiba define campeões 2006

Foto: Leandro Silva, piloto da MX2

Foto: Leandro Silva, piloto da MX2

Cezar Zamboni (65), Rodrigo Rodrigues (85) e Leandro Silva (MX2) conquistaram o t¡tulo neste domingo; Milton Becker (MX3) e JoÆo Paulino da Silva (MX1) garantiram o campeonato por antecipa‡Æo

Curitiba (PR) – Arquibancadas lotadas, p£blico vibrando a cada salto e defini‡Æo de t¡tulos do Campeonato Brasileiro de Motocross. Esse ‚ o resumo da oitava e £ltima etapa da temporada 2006, realizada neste final de semana no Marumby Expocenter, em Curitiba. Na categoria 65cc, para crian‡as, Cezar Zamboni faturou o t¡tulo depois de um duelo emocionante com Everaldo Rodrigues, que ficou com o vice-campeonato. Na 85, outro t¡tulo estava em jogo, desta vez entre Rodrigo Rodrigues, que sagrou-se campeÆo, e Eduardo Ferreira Lima, que terminou em segundo. Leandro Silva levou na MX2. Outras duas categorias j  estavam definidas desde a pen£ltima etapa, com Milton Becker na MX3 e JoÆo Paulino da Silva na MX1.

Emo‡Æo de sobra – Foi dif¡cil nÆo se emocionar com a corrida dos meninos e meninas da 65cc. Os problemas de Cezar Zamboni, at‚ entÆo apenas candidato ao t¡tulo, come‡aram ainda na largada: a moto dele nÆo pegou e ele teve que empurr -la at‚ dar a partida e saiu em £ltimo. Os pensamentos do garoto eram os mais pessimistas. “Pensei que nÆo conseguiria mais ganhar o campeonato, mas nÆo desisti e continuei acelerando forte”, disse o novo campeÆo ap¢s o p¢dio.

Faltando apenas duas voltas para o final, o virtual campeÆo era Everaldo Rodrigues, que ocupava a terceira posi‡Æo. Mas Zamboni ganhou uma inje‡Æo de ƒnimo quando conseguiu pelo menos ver o advers rio … frente. “A partir da¡ voltei acreditar que ainda seria poss¡vel levar o trof‚u para casa”, contou. Neste momento ele estava em sexto, posi‡Æo que ainda daria o t¡tulo a Rodrigues. Na £ltima curva antes da bandeirada final, ele conseguiu fazer uma ultrapassagem e terminar em quinto.

Everaldo terminou em terceiro e ficou esperando Zamboni completar. Enquanto isso, a tor cida, e principalmente os pais dos pilotos, aguardavam com apreensÆo a divulga‡Æo dos resultados oficiais. Os dois terminaram empatados com 121 pontos e por isso a conta exigiu bastante. O crit‚rio para desempate foi o n£mero de melhores resultados durante as etapas ao longo da temporada. E nessa Zamboni se deu bem e ele levou o t¡tulo para casa. “Dedico o t¡tulo … minha mÆe, Roseli, que fez anivers rio na sexta-feira”, disse Zamboni. Gustavo Roratto ganhou a corrida na 65cc e Rodrigo Rodrigues na 85cc.

MX2 – Depois da 65 e da 85 foi a vez da MX2 entrar na pista para definir a categoria. A briga estava entre Leandro Silva, que correu em casa e contou com o apoio da torcida, e Marcello Ferreira Lima. Leandro tinha a situa‡Æo confort vel e podia terminar at‚ em nono para garantir o t¡tulo de 2006. Na primeira curva ap¢s a largada, Ferreira Lima caiu e perdeu muito tempo para conseguir voltar … prova. Com a diferen‡a Leandro ficou tranq uilo e optou por administrar a corrida, pilotando na ponta dos dedos at‚ cruzar a linha de chegada em terceiro. T¡tulo garantido.

“Estou muito feliz por ter vencido na minha cidade, com o apoio da torcida curitibana. Queria ganhar a corrida para dar mais uma alegria ao p£blico, mas precisei administrar. Afinal, o campeonato ‚ o resultado de um ano inteiro de trabalho e nÆo podia arriscar”, disse Leandro ao microfone, numa esp‚cie de “pedido de desculpas” ao p£blico paranaense. O campeÆo, da equipe oficial Honda, foi muito aplaudido. Estava “desculpado”. Wellington Garcia venceu a corrida na MX2.

MX3 – A categoria MX3 foi a primeira a entrar na pista constru¡da em Curitiba. Nico Rocha, vice-campeÆo, largou na frente e manteve na ponta no come‡o. Milton Becker, o Chumbinho, estava em segundo mas pressionou o tempo todo. Mariana Balbi, que correu a temporada 2006 nos Estados Unidos, aparecia na terceira pos i‡Æo. Ap¢s trˆs voltas, Becker conseguiu se aproximar de Nico e deu o bote, tomando o primeiro lugar.

Depois de assumir a lideran‡a, Chumbinho disparou e nÆo deu tr‚gua para Nico, que continuou na segunda posi‡Æo at‚ o final. Mariana terminou em quinto lugar e subiu ao p¢dio. “Terminei essa temporada muito contente. Fui campeÆo por antecipa‡Æo e ainda venci a £ltima etapa aqui no Paran . Agora come‡o a trabalhar para montar uma equipe forte em 2007″, afirmou Becker.

CampeÆ – A Honda ‚ a grande campeÆ na temporada 2006 do Brasileiro de Motocross. Das quatro categorias em que participa, trˆs vencedores usavam motos da marca: Milton Becker, na MX3, Leandro Silva (MX2) e Rodrigo Rodrigues na 85 cilindradas. Al‚m disso faturou o vice-campeonato na MX1 com Roosevelt de Freitas Assun‡Æo. JoÆo Paulino da Silva, que correu com equipamento Suzuki, venceu na MX1. A Yamaha teve dois vice-campeonatos: Marcello Ferreira Lima, na MX2, e E duardo Ferreira Lima na 85cc.

“Foi um campeonato bastante disputado e prevaleceu o esp¡rito de equipe. E esse esp¡rito nos levou at‚ a vit¢ria. Essa ‚ a nossa maior recompensa”, afirmou Wilson Yasuda, gerente de competi‡äes e promo‡äes da Honda.

Resultados das corridas – MX1 – 1. JoÆo Paulino da Silva
2. Roosevelt de Freitas Assun‡Æo
3. Cristopher Castro
4. Marcos Cordeiro
5. Davi GuimarÆes

MX2 – 1. Wellington Garcia
2. Thales Villardi
3. Leandro Silva
4. Marcello Ferreira Lima
5. Deni Marques

MX3 – 1. Milton Becker
2. Nico Rocha
3. Alxandrro Valerim
4. Leonardo Muller
5. Mariana Balbi

85cc – 1. Rodrigo Rodrigues
2. Gabriel Gentil
3. Hector Assun‡Æo
4. Eduardo Lima
5. Gabriel Montenegro

65cc – 1. Gustavo Roratto
2. Talles Hess
3. Everaldo Rodrigues
4. Kaio de Miranda
5. Cezar Zamboni

Classifica‡Æo final do campeonato 2006
MX1 – 1. JoÆo Paulino da Silva – 174 pontos
2. Roosevelt de Freitas Assun‡Æo – 106
3. Cristopher Castro – 96
4. Jorge Balbi Junior – 95
5. Massoud Nassar – 76

MX2 – 1. Leandro Silva – 162
2. Marcello Ferreira Lima – 140
3. Wellington Garcia – 138
4. Lucas Moraes – 92
5. Rodrigo Selhorst – 71

MX3 – 1. Milton Becker – 181
2. Nico Rocha – 150
3. Leonardo Muller – 108
4. Alexandro Valerim – 106
5. Leo Lopes – 61

85cc – 1. Rodrigo Rodrigues – 152
2. Eduardo Ferreira Lima – 147
3. Gabriel Gentil – 109
4. Hector de Freitas Assun‡Æo – 103
5. Gabriel Montenegro – 85

65cc – 1. Cezar Zamboni – 121
2. Everaldo Rodrigues – 121
3. Daniel Guelman – 80
4. Marcos Holtman – 76
5. Caio Cardoso Ferreira – 70