Motocross: Stefany volta a brilhar nos Estados Unidos

Motocross: Stefany volta a brilhar nos Estados Unidos

Motocross: Stefany volta a brilhar nos Estados Unidos

Os brasileiros Stefany Serrão e Djalma Brito voltaram a pista no último final de semana no Estado da Flórida, Estados Unidos, para a etapa final da 37ª edição do Flórida Winter AM Series Motocross. O Circuito de Reddick foi palco da prova que encerrou a tradicional competição internacional que reúne centenas de atletas da modalidade neste início de temporada.

Os representantes do Brasil, que fizeram sua estreia na semana anterior durante a quinta etapa, disputada em Gatorback, voltaram à pista com garra e vontade peculiar de nossos pilotos. Tanto Stefany quanto Djalminha enfrentaram percalços durante a jornada na competição, mas superaram as adversidades para finalizarem brilhantemente as provas que encerraram a competição.

Stefany foi brilhante mais uma vez subindo ao pódio da categoria Women. A pista desta etapa, construída em terreno plano com muitos saltos, tinha canaletas profundas que foram a grande dificuldade encontrada pelos pilotos. No sábado, quando foram disputadas as primeiras baterias da etapa, Stefany enfrentou novamente adversárias muito experientes com motos de até 450cc. Competindo com uma 150cc ela perdeu terreno na largada, mas conseguiu uma rápida recuperação entrando na briga pelas primeiras posições da prova.

Pilotando muito bem Stefany em pouco tempo estava na briga pela quarta posição, fato que chamou a atenção dos presentes e mereceu destaque do narrador oficial da prova que comentou a disputa envolvendo a brasileira. A atleta paulista continuou aumentando o ritmo chegando a ocupar o terceiro lugar da prova, mas infelizmente numa das curvas do circuito ela perdeu o posto voltando ao quarto lugar, onde finalizou a corrida.
No domingo, já com maior conhecimento do circuito e das adversárias, Stefany encarou suas concorrentes em igualdade em mais uma brilhante apresentação. O maior problema enfrentado pela brasileira era um grande obstáculo, um salto que as atletas com motos de maior cilindrada completavam sem dificuldade, nos demais pontos da pista a brasileira contava com sua habilidade para descontar a diferença. Após muita disputa pela quarta posição com Ashley Jackson, atleta de 21 anos com a qual se alternou na colocação, Stefany acabou a bateria no quinto posto, resultado excepcional para uma competidora de apenas 13 anos de idade. Com o resultado deste segundo dia a piloto da equipe General Motos fechou sua participação com a quinta posição na soma das baterias

Além do excelente resultado na categoria destinada as mulheres, Stefany também competiu na classe Supermini, uma forma de adquirir mais experiência enfrentando os mesmos adversários da etapa de Gatorback. Durante a disputa, no final de uma reta, a jovem piloto sofreu uma queda que prejudicou sua corrida, mas com determinação ela finalizou a prova. Na segunda bateria, optando por uma corrida segura, Stefany utilizou a prova que foi disputada antes da categoria Women como treinamento para seu principal objetivo, a categoria feminina.
O pai da atleta, Dener Serrão, ficou satisfeito com a experiência: “Foi emocionante ver a Stefany numa categoria exclusiva de mulheres, algo que ela queria há muito tempo. Tudo aqui funciona sem maiores problemas. A garantia dessa nossa experiência é o aprimoramento técnico, já estamos pensando em voltar na próxima edição do torneio para participar de todas as etapas com equipamento igual ao das nossas concorrentes. Seria interessante que outros pilotos do nosso pais tivessem a mesma oportunidade, com certeza o nosso esporte cresceria ainda mais”, acredita.
O piloto Djalma Brito competiu novamente em duas classes da categoria 65cc. Nos treinos o grande números de inscritos deixou claro que o brasileiro teria uma árdua tarefa pela frente e, para complicar, um choque de Djalminha com o piloto Yasnier Laureano acabou em acidente. Na queda ele acabou arremessado longe de sua motocicleta, mas sem tempo para descanso precisou alinhar pouco depois na primeira disputa, para pilotos de 10 e 11 anos. Djalminha superou as dores pelo corpo e uma largada ruim (18º lugar) fazendo uma corrida de recuperacao que terminou com a conquista da 12ª posição. Após a primeira disputa as dores e náuseas continuaram e por isso o piloto de Jandira, SP, optou por não participar da bateria 65cc Open, buscando uma melhor condição para as provas de domingo.

Uma boa noite de sono recarregou a energia do piloto que retornou para a pista para novas disputas em Reddick. Após apenas uma volta de treino no circuito,Djalminha partiu para a segunda bateria da 65cc 10-11, a qual terminou na 13ª colocação. Com este resultado na soma das baterias ele alcançou o 14º lugar da classe, mas ainda restava o desafio da segunda bateria da categoria 65cc Open, a última corrida desta temporada nos Estados Unidos. Sem ter participado da primeira corrida Djalminha encarou a prova com a intenção de adquirir conhecimento e experiência. Mais a vontade no circuito e na disputa por posições o brasileiro fechou esta forte bateria na 13ª colocação.
Djalma Brito, pai de Djalminha, destacou: “Estou muito satifeito com tudo que vi por aqui, não imaginava ser possível 36 largadas em um mesmo dia. Desde a 50cc as categorias são muito fortes. Trago comigo a alegria de ter participado destas provas e ter oferecido essa oportunidade ao meu filho, gostaria que todos pudessem estar aqui. Já estamos planejando nosso retorno, se Deus quiser.”

Os brasileiros também aproveitaram para agradecer o apoio que tiveram. “Ao Sr. Mauricio e Sra Rosane, pais do piloto Ramyller Alves, ao Jânio Rezende e sua esposa Rosângela, que não mediram esforços para nos acomodar em sua residência, a CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) através do presidente da entidade Sr. Alexandre Caravana Guelman, a toda imprensa que divulga nosso trabalho por aqui e aos que torceram por nós, nosso muito obrigado!”

Os dois pilotos seguem durante esta semana em uma série de treinamentos no exterior antes de retornar ao Brasil focando a temporada 2009 das principais competições nacionais.
Resultados
P. Categoria Women 1ª bateria 2ª bateria Pontos
1 Dyanna Conner 1 1 25
2 Kelsey Morris 2 2 22
3 Ashley Jackson 3 4 20
4 Sade Allender 5 3 18
5 Stefany Serrão 4 5 16
6 Vanessa Guindon 8 6 15
7 Hannah Sexton 6 9 14
8 Shelby Quast 9 7 13
9 Lindsay Griffin 7 10 12
10 Brooke Lynds DNF 8 11
P. Categoria 65cc 10-11 1ª bateria 2ª bateria Pontos
1 Kade Walker 1 1 25
2 Jake Pinhancos 2 3 22
3 Grayson Graham 3 4 20
4 Tommy Maxey 4 5 18
5 Chase Miller 6 6 16
6 Joshua Guffey 13 2 15
7 Yasnier Laureano 7 8 14
8 Connor Tierney 5 10 13
9 Ramyller Alves 11 7 12
10 Drew Swenson 8 11 11
11 Kyle Tomlinson 10 12 10
12 Reed Remitz 9 14 9
13 Hunter Chandler 16 9 8
14 Djalma Brito 12 13 7
15 Thomas Cook 14 15 6

Stefany Serrão compete no Motocross com patrocínio General Motos.