Largada diferente no GP da Alemanha; vários pilotos trocaram de moto (pneus) durante a volta de apresentação e tiveram que largar do pit lane

MotoGP™: Márquez mantém invencibilidade em 9 etapas

O início do Grande Prêmio eni Motorrad da Alemanha foi afetado por chuva antes da largada, com o vencedor Marc Márquez e os outros pilotos do pódio, Dani Pedrosa e Jorge Lorenzo, todos largando do pit lane.

Largada diferente no GP da Alemanha; vários pilotos trocaram de moto (pneus) durante a volta de apresentação e tiveram que largar do pit lane

Largada diferente no GP da Alemanha; vários pilotos trocaram de moto (pneus) durante a volta de apresentação e tiveram que largar do pit lane

Terceiro no grid, Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP) largou sozinho na frente do pelotão com pneus slick e liderou as primeiras voltas depois da chuva que caiu antes do início da prova ter causado a confusão na escolha de quais seriam os melhores pneus a usar. Com a pista secando muito rapidamente, a maior parte do resto do pelotão trocou de pneus de chuva para pneus de seco após a volta de apresentação, o que fez com que fossem muitos os que largaram do pit lane. A afinação da moto de Bradl parecia permitir-lhe fazer uma prova após a troca de última hora, no grid, para os pneus slick, mas ele acabou caindo na classificação terminando a corrida em casa na 16ª posição.

Marc Márquez mantém a supremacia e vence 9 corridas em 9 provas

Marc Márquez mantém a supremacia e vence 9 corridas em 9 provas

Márquez (Repsol Honda Team) voltou a mostrar competência ao garantir a nona vitória da temporada em nove possíveis, recuperando posições pelo pelotão nas caóticas primeiras voltas e acabou por se isolar na frente com o colega de equipe Pedrosa, que terminou a 1,5s de distância. Nove segundos mais atrás, Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP) fez um belo regresso ao pódio antes da parada para as férias de Verão na Europa.

Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) fez uma prova solitária em quarto, a mais nove segundos de Lorenzo, com a lista dos cinco primeiros contando ainda com um impressionante Andrea Iannone (Pramac Racing), o melhor entre os pilotos da Ducati. Os irmãos Aleix Espargaró (NGM Forward Racing) e Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech3) foram sexto e sétimo, respectivamente, e deram continuidade à boa forma que têm apresentado este ano. O Top 10 foi completado por Andrea Dovizioso (Ducati Team), Álvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini) e Cal Crutchlow (Ducati Team).

O difícil final de semana de Bradley Smith (Monster Yamaha Tech3) terminou com um 19º lugar após queda inicial – a quinta na Alemanha. Enquanto isso, na 19ª volta Michael Laverty (Paul Bird Motorsport) também caiu, felizmente sem lesões sérias.

Detalhes da pista de Sachsenring:

Autódromo/motódromo de Sachsenring

Autódromo/motódromo de Sachsenring

Os arredores da cidade germânica de Chemnitz foram palco de corridas de carros e motos em estradas públicas desde a década de 20 e ainda se disputavam em 1990. Contudo, foi decidido que um circuito de 8 km numa zona tão densamente povoada já não era seguro e em 1996 construiu-se um traçado 8 km a Oeste de Chemnitz.

Apesar de ser mais usado como centro de treino de pilotos e para cursos de condução defensiva para empresas de transportes, Sachsenring recebeu a MotoGP pela primeira vez em 1998 e desde então foram várias as melhorias levadas a cabo, incluindo a radical alteração de 2001. As muitas curvas apertadas fazem da pista uma das mais lentas do calendário, mas nunca lhe falta ação e emoção.