MotoGP_Marquez10_10_08

MotoGP™: dez em dez para Márquez

O Campeão do Mundo de MotoGP™ Marc Márquez venceu a décima corrida consecutiva da temporada neste domingo no Grande Prêmio Red Bull de Indianápolis, com Jorge Lorenzo e Valentino Rossi completando o pódio. A vitória fez com que Márquez, da Repsol Honda, se tornasse no primeiro piloto desde Mick Doohan em 1997 a vencer em dez corridas consecutivas da categoria rainha. Foi também a 100ª vitória por parte de um piloto espanhol na categoria rainha e a 500ª para Espanha em todas as categorias.

Marc Marquez da Repsol Honda Team, intocável

Marc Marquez da Repsol Honda Team, intocável

O GP de Indianápolis proporcionou ao público superior a 61 mil pessoas presentes autódromo e às milhões de pessoas que acompanharam a prova pela TV no resto do mundo foi, talvez, a mais emocionante da temporada de 2014. A liderança de Valentino Rossi e o esforço de quem vinha atrás para tomar-lhe a posição já valeram o ingresso. Foram disputas eletrizantes por aproximadamente 10 voltas de tirar o fôlego.

Na 11ª volta da corrida de MotoGP™ na modificada pista de Indianápolis, Márquez aproveitou luta de Lorenzo com Rossi, saltando para a liderança da prova; o Campeão do Mundo passou pelo “buraco da agulha” que sobrou no meio da confusão, para chegar à liderança e não mais olhar para trás – ele terminou a corrida com pouco menos de dois segundos de margem para o segundo colocado, Lorenzo.

Desta feita Lorenzo levou a melhor sobre o companheiro de equipe Rossi, terminando em segundo, isto depois do italiano ter liderado nos momentos iniciais da prova enquanto era alvo dos fortes ataques de Andrea Dovizioso (Ducati Team), que começou muito bem mas terminou a prova em sétimo. Ao concluir a corrida em terceiro, Rossi tornou-se no primeiro piloto a somar 4.000 pontos na categoria rainha.

Dani Pedrosa (Repsol Honda Team) foi quarto depois de ter largado em oitavo e de ter apostado no pneu duro para a frente da sua moto. Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech3) correu bem, chegando até ao quinto posto, com o colega de equipe Bradley Smith terminando a prova em sexto. depois de ter sofrido forte queda no sábado, o que agravou uma antiga lesão num dedo.

Cal Crutchlow (Ducati Team) ficou a 20 segundos do companheiro de equipe Dovizioso, em oitavo, com Scott Redding (GO&Fun Honda Gresini) na roda traseira do britânico, em nono. Hiroshi Aoyama (Drive M7 Aspar) completou a lista dos dez primeiros, mas o Leon Camier, que está substituindo Nicky Hayden e fez dupla com o nipônico, foi tocado pelo azar com problemas técnicos que o obrigaram a abandonar a seis voltas do final.

Registaram-se ainda os abandonos de Háctor Barberá (Avintia Racing) e Danilo Petrucci (IodaRacing Project) devido a problemas técnicos, enquanto o Álvaro Bautista (GO&Fun Honda Gresini) caiu na Curva 4, ainda na primeira volta, levando consigo Yonny Hernández (Energy T.I. Pramac Racing).

Na 13ª volta Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP) e Aleix Espargaró (NGM Forward Racing) tocaram-se, com Bradl tendo que desistir na sequência de uma queda em que a moto do espanhol ficou muito danificada. Andrea Iannone (Pramac Racing) parou com problemas mecânicos na 17ª quando ocupava a oitava posição.

Leia mais sobre a MotoGP:  clique aqui