Márquez usa a cabeça e vence o GP da Alemanha

MotoGP™: estratégia perfeita dá vitória a Márquez

Marc Márquez (Repsol Honda Team) foi o grande vencedor da corrida do Mundial de MotoGP™, no GP da Alemanha, corrida realizada neste domingo ( 17) no Autódromo de Sachsenring. Foi uma Vitória com V maiúsculo, resultante da estratégia e cérebro de piloto sintonizado com sua equipe. Márquez cruzou a linha de chegada à frente de Carl Crutchlow (LCR Honda) e Andrea Dovizioso (Ducati Team).

Márquez usa a cabeça e vence o GP da Alemanha

Márquez usa a cabeça e vence o GP da Alemanha

Logo após o final da prova da Moto2™, caiu uma intensa chuva sobre o Circuito de Sachsenring, o que determinou o início da corrida com pneus de chuva. Entretanto, quando a corrida teve início, quase não havia mais sinais de chuva, tornando a escolha de pneus mais importante do que nunca.

Com o início da corrida, Andrea Dovizioso e Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) emergiram como os dois favoritos. Quando a pista começou a secar, os pilotos começaram a troca de moto. Andrea Iannone (Ducati Team) foi o primeiro piloto a entrar nos boxes e trocar por uma moto equipada com pneus intermédios na volta 12. Ao longo das voltas seguintes a maioria dos pilotos seguiu o exemplo, escolhendo uma variedade de pneus slick e combinações intermediárias.

Deprimente a atitude infantil de Rossi ao ignorar os chamados da sua equipe

Deprimente a atitude infantil de Rossi ao ignorar os chamados da sua equipe para troca de moto

Marc Márquez estava simplesmente incapaz de acompanhar o ritmo dos pilotos principais quando a corrida começou, lutando com Hector Barbera (Avintia Racing) pelo quinto lugar. Ele estava claramente lutando, correndo na Curva 8 e contando com a sorte para não cair. Na volta 17 ele entrou nos boxes, trocando por uma moto com pneus slicks, o que aumentaria o risco mas acabou se mostrando como um golpe de mestre. A partir daí seus tempos por volta ficaram quatro segundos mais rápido que os que ainda teimavam em permanecer com pneus de chuva, incluindo os líderes da corrida. Com seis voltas para o final, Márquez assumiu a liderança, posição que manteve até receber a bandeira quadriculada, conquistando assim a sétima vitória na temporada.

Após a pista começar a secar, Cal Crutchlow (LCR Honda) começou a ficar cada vez mais rápido. Quando Dovizioso, que corria à sua frente, entrou nos boxes ele não titubeou e foi atrás, trocando de moto. Tendo optado por slicks, Crutchlow encontrou-se logo atrás de Scott Redding (Octo Pramac Yakhnich), iniciando a caça para o segundo lugar, tendo sucesso no seu intento, voltando ao pódio pela primeira vez desde a Argentina em 2015.

Conhecido por sua habilidade no molhado, Andrea Dovizioso disparou na disputa do pódio, conseguindo apenas o degrau mais baixo. Em quarto lugar ficou Scott Redding , seguido de Andrea Iannone em quinto.

O atual campeão mundial Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP) não teve um fim de semana dos melhores. Apesar de estar entre os dez primeiros no grid, só conseguiu terminar a prova no 15º lugar. O piloto da casa Stefan Bradl (Aprilia Racing Team Gresini) não correu, isso depois de sofrer uma queda no warm up. Ele foi levado para o hospital local para uma tomografia computadorizada, depois de sofrer uma concussão no acidente.

Resultado da corrida – MotoGP™

Resultado do GP da Alemanha

Resultado do GP da Alemanha

Decepcionante foi o desempenho de Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) que mais uma vez jogou uma corrida no lixo, após cometer um erro primário, daqueles que só são cometidos por principiantes, erro inadmissível para um piloto que é nove vezes campeão na MotoGP. Acima citamos que Crutchlow entrou nos boxes para troca de moto logo atrás do piloto que corria à sua frente, pois Rossi deveria ter feito o mesmo quando Márquez trocou de moto. Mas não, Rossi mostrou-se um menino teimoso ao ignorar os insistente chamados dos boxes para a troca de moto. Quando decidiu finalmente atender aos chamados da equipe, a oito voltas do final, já era tarde demais e Márquez estava inalcançável na liderança.

Para piorar ainda mais, Rossi trocou para pneus intermediários, opção que lhe tirou também as possibilidades de lutar com Crutchlow e Dovi, acabando por ter que se contentar em terminar a prova no triste oitavo posto, permitindo que Márquez abrisse enorme vantagem na pontuação acumulada do campeonado (vide abaixo). O que mais impressiona é que esta não é a primeira vez que Rossi comete este mesmo erro e perde corridas por pura teimosia infantil.

Situação do campeonato – MotoGP™

MotoGP_Campeonato_17_07

Separador_MotoGP

Copyright by Dorna



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.