Eric Granado testa a nova moto

MotoGP: expectativa para a temporada 2013

Texto de Maicon Ribeiro de Santana

A grande atração desta temporada da MotoGP sem dúvida é a volta de Valentino Rossi à equipe Yamaha, onde conquistou seus quatro últimos títulos mundiais. “The doctor” transferiu-se em 2010 para a Ducati, o que gerou uma grande expectativa nos fãs, principalmente na Itália, já que juntaria o talento do piloto à performance da máquina italiana. A transação tornou Rossi um dos atletas mais bem pagos do mundo.

Jorge Lorenzo (Yamaha) é o atual campeão e favorito ao título desta temporada

Jorge Lorenzo (Yamaha) é o atual campeão e favorito ao título desta temporada

Mas não foi como o esperado e após dois anos sem conquistar vitórias, Valentino abriu mão de um salário milionário para voltar a sua antiga casa e, com a tecnologia dos japoneses, tentar voltar a vencer. Mas não será fácil. Seu companheiro é o atual campeão mundial, o espanhol Jorge Lorenzo, que também era da equipe no último ano de Rossi e o derrotou na disputa pelo título daquele ano. É bom lembrar que Valentino sofreu uma fratura no tornozelo e ficou de fora de algumas etapas. Sem este acidente certamente seria campeão.

Rossi em ação nos testes em Jerez

Rossi em ação nos testes em Jerez

Toda essa badalação em torno do italiano tirou o foco do atual campeão. Lorenzo é o favorito para conquista do título deste ano, já que está em melhor forma que Rossi. Mas nos testes de pré-temporada os tempos dos dois foram bem parecidos e Rossi fechou os dois últimos testes em primeiro e segundo respectivamente. Será que veremos batalhas emocionantes entre os dois novamente?

Não podemos esquecer da equipe Honda, que trouxe o espanhol Marc Màrquez, com apenas 20 anos e muito talento. Ele foi o campeão da categoria Moto2 com 56 pontos de vantagem para o segundo colocado, o compatriota Pol Espargaró. Màrquez tem a difícil missão de substituir o bicampeão da MotoGP e agora aposentado Casey Stoner, mas mostrou personalidade nos testes e andou muito forte, assim como seu companheiro de equipe, o também espanhol Dani Pedrosa.

Cal Crutchlow, da Yamaha Monster Tech 3, deve incomodar os favoritos

Cal Crutchlow, da Yamaha Monster Tech 3, deve incomodar os favoritos

Pedrosa disputou o título com Lorenzo na temporada passada até a penúltima prova. Porém sucessivos erros e tombos deixaram o caminho mais fácil para o piloto da Yamaha. Dani foi bem nos primeiros testes de pré-temporada, mas geralmente falha quando está sob pressão e ainda não conquistou um título na categoria principal. Por isto esta nova dupla da Honda é uma incógnita, já que a rival Yamaha tem dois pilotos experientes e que somam 11 títulos mundiais.

Alguns pilotos podem surpreender neste ano. O primeiro é o britânico Cal Crutchlow da equipe satélite Monster Yamaha Tech 3. Cal, que estreou na MotoGP em 2011 e foi sétimo na classificação geral da temporada passada, fez o melhor tempo no último teste em Jerez e nos outros andou sempre próximo dos líderes.

O italiano Andrea Iannone deve ser outro a incomodar. Correndo pela Pramac Racing Team, satelite da Ducati, fez o sexto tempo em Jerez e foi o terceiro colocado na classificação geral na Moto2 em 2012, pela equipe Speed Up. Quarto colocado na temporada passada pela equipe Monster Yamaha, o italiano Andrea Dovizioso pode ser uma zebra. Mas assim como seu xará Iannone, terá muito trabalho para acertar a nova moto. Missão difícil, já que seu antecessor na Ducati foi nada menos que Valentino Rossi, que em dois anos não conseguiu uma única vitória com a equipe italiana.

Eric Granado testa a nova moto

Eric Granado testa a nova moto

Brasil na pista

O brasileiro Eric Granado estreou na MotoGP no ano passado, na categoria Moto2 (600cc) correndo a partir da segunda metade do campeonato pois o regulamento exige que os pilotos tenham no mínimo 16 anos. O caminho natural seria começar pela Moto3 (250cc), mas pelo seu peso Eric achou que não acompanharia os pilotos mais leves e por isso não seria competitivo. Com o fim do campeonato e sua participação abaixo do esperado na equipe JiR, o brasileiro voltou atrás e decidiu disputar a Moto3 nesta temporada. Irá correr pela equipe Mapfre Aspar Team, com uma KTM.

Talvez a opção de pular um degrau tenha sido um equívoco, mas sem dúvida foi uma grande experiência para Eric. Com apenas 16 anos o brasileiro terá muito tempo para mostrar seu talento. Nos últimos testes em Jerez fez bons tempos, tendo como melhor resultado o sexto lugar na sexta sessão, finalizando em décimo quarto na classificação geral em um grid com 28 motos. Vamos ficar na torcida.

Prova noturna no Catar será palco da abertura da temporada mais uma vez

Prova noturna no Catar será palco da abertura da temporada mais uma vez

A temporada terá início com os treinos livres nesta quinta-feira (4/4) no circuito Losail (Catar). No domingo as provas começarão  às 19 horas (no horário de brasília) com a Moto3. Às 20:20 será a largada da Moto2 e a categoria principal vai para pista às 22 horas. Não perca!