05lemans18m3-jolivares_joc7232-gallery_full_top_fullscreen

MotoGP Le Mans: vitória de Márquez e emoção na Moto3

Marcada pelas quedas inesperadas de Johann Zarco (Yamaha #5) e Andrea Dovizioso (Ducati #4), a 5ª etapa da da MotoGP, disputada no circuito francês de Le Mans, não teve grandes emoções. Para variar um pouco, o espanhol Marc Márquez (Honda #93) venceu e trouxe consigo um surpreendente Danilo Petrucci (Ducati #9) para a segunda posição e Valentino Rossi (Yamaha #46) para completar o pódio. Fechando o “top5″ em Le Mans, Jack Miller (Ducati #43) em quarto e Dani Pedrosa (Honda #26) em quinto.

Como sempre, Jorge Lorenzo (Ducati #99) largou muito bem e pulou na frente, com o pole-position Johann Zarco (Yamaha #5) em segundo e a outra Ducati #4 de Andrea Dovizioso em terceiro. Lorenzo resistiu aos ataques de ambos até a queda de Dovizioso na terceira volta e logo em seguida de Zarco, que vinha empurrado pela sua torcida. Essas duas quedas logo no início facilitaram o trabalho de Marc Márques, que não teve dificuldade para ultrapassar Lorenzo, assim como Petrucci, ambos na volta 7.

Decepção de Zarco com queda na 5ª volta

Decepção de Zarco com queda na 5ª volta

Com o ritmo mais lento de Lorenzo, Rossi, Miller e Pedrosa também ultrapassaram o espanhol até o último terço da prova, quando tudo se estabilizou até a bandeirada final. Completaram o “top 10″ atrás de Lorenzo, Maverick Viñales (Yamaha #25), Cal Crutchlow (Honda #35), Aleix Espargaró (Aprilia #41) e Alex Rins (Suzuki #42). Com esta terceira vitória consecutiva na temporada 2018, Márques consolida seu caminho para mais um provável título na MotoGP deste ano.

Moto2 sem emoção

Francesco Bagnaia (Kalex #42) quebrou a longa maldição de que o piloto que larga na pole-position não ganha a prova da Moto2. De ponta a ponta o piloto italiano não deu chance a ninguém e consolidou sua liderança na categoria intermediária do Mundial de Motovelocidade com a vitória no circuito francês de Le Mans.  O “irmão” Alex Márques (Kalex #73) largou em segundo e manteve a posição até o final. Joan Mir (Kalex #36) e Marcel Schrotter (Kalex #23) foram 3º e 4º respectivamente.

Petrucci bem que tentou, mas não conseguiu acompanhar Márquez

Petrucci bem que tentou, mas não conseguiu acompanhar Márquez

Disputa mesmo aconteceu apenas pela 5ª posição, entre Xavi Vierge (Kalex #97) que largou do box e fez uma espetacular corrida de recuperação, Romano Fenati (Kalex #13) e Miguel Oliveira (KTM #44), com Vierge levando a melhor, seguido do português Oliveira e do italiano Fenati na 7ª posição. Surpresa também foi o 10º lugar de Stefano Manzi (Suter #62), companheiro de equipe de Eric Granado (Suter #51), que teve mais um final de semana para esquecer, largando da 34ª posição e não conseguindo completar a segunda volta da prova.

Moto3: prova para cardíacos

E também para não perder o hábito, a Moto3 reservou as maiores emoções do final de semana em Le Mans. O pole-position Jorge Martin (Honda #88) liderou a corrida, revesando-se na ponta com Marco Bezzecchi (KTM #13) e Jakub Kornfeil (KTM #84). Mas o pelotão rodando no mesmo segundo tinha uma fila com outras seis motos, todas em condições de ganhar a primeira posição a qualquer momento. Lá estavam também Fabio Di Giannantonio (Honda #21), Enea Bastianini (Honda #33), Alberto Arenas (KTM #75) e Andrea Migno (KTM #16).

Na Moto3, sobra emoção e dramaticidade, com quedas e ultrapassagens todo o tempo

Na Moto3, sobra emoção e dramaticidade, com quedas e ultrapassagens todo o tempo

Com esse pelotão compacto, veio a última volta e Bastianini cai quando ocupa a 4ª posição e Korfeil bate na moto que escorrega na pista, decola e consegue seguir na prova apesar de aterrizar na brita, deixando desgarrar os 3 primeiros Bezzecchi, Martin e Di Giannantonio. Mas o melhor ainda veio na última curva, quando Di Gianantonnio ultrapassou a Martin e Bezzecchi, que se tocaram e caíram, deixando a corrida ali mesmo, a poucos metros da linha de chegada. No entanto, apesar da vitória, Di Giannantonio ficou com a terceira posição final porque foi punido com 3s por ter cortado caminho numa curva. Assim, a vitória caiu no colo de Alberto Arenas, com Andrea Migno em segundo, seguido de Marcos Ramirez (KTM #42), Di Gianantonnio e Nicollo Antoneli (Honda #23).

Fotos: motogp.com

Separador_MotoGP



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.