motogp-final

MotoGP: Panorama geral da temporada 2016

Muitos duelos já foram travados, joelhos e cotovelos raspados no asfalto e motores levados ao limite neste ano na MotoGP. Restando pela frente 4 (de 18) etapas, a temporada 2016 da maior competição de motos do mundo está se inclinando para sua última curva e chegando a reta final. Por isso, traçamos uma retrospectiva de tudo o que já aconteceu até aqui e jogamos nossos búzios para apostar em como serão os próximos episódios da série estrelada pelos guerreiros da motovelocidade.

Temporada eletrizante na MotoGP! As oito últimas corridas foram vencidas por pilotos diferentes. Dentre eles, Maverick Viñales

Temporada eletrizante na MotoGP! As oito últimas corridas foram vencidas por pilotos diferentes. Dentre eles, Maverick Viñales

A temporada 2016 da MotoGP tem sido eletrizante ao ponto de nos fazer compreendermos racionalmente porque nós, que amamos motos, somos capazes de ficar horas falando sobre competições em duas rodas. Para se ter uma ideia, as oito últimas etapas foram vencidas por pilotos diferentes, e três destes nunca haviam recebido a bandeirada em primeiro: Cal Crutchlow, Maverick Viñales e Jack Miller. Além dos pódios inesperados, também assistimos erros – e quedas – do experiente Valentino Rossi na tentativa desmedida de diminuir pontos em relação ao líder da temporada e Jorge Lorenzo, o atual campeão, receber a bandeirada na 17ª (e última) colocação – correndo em pista molhada, claro.

A Ducati tem vivido uma temporada e tanto. Dos tropeços do início, quando um piloto derrubou o outro, até uma dobradinha histórica, na Áustria

A Ducati tem vivido uma temporada e tanto. Dos tropeços do início, quando um piloto derrubou o outro, até uma dobradinha histórica, na Áustria

Quem leva o título da MotoGP 2016?

Esta é uma questão humanamente impossível de responder, afinal, quem acompanha a motovelocidade sabe que tentar prever o futuro é, na maioria das vezes, um tiro na água. A qualquer momento um retardatário pode assumir a ponta e vencer a prova, começar a chover e acontecer a dança das cadeiras ou um piloto (talvez companheiro de equipe – e provavelmente de macacão vermelho) acertar outro com a própria motocicleta. Todavia, claro, estratégias bem executadas (ênfase às escolhas de pneus) são fatores a serem considerados.

Nos combates finais, Rossi tem chances de tirar o título das mãos de Márquez, que também pode vencer novas corridas e impor um 'fatality' sobre os adversários

Nos combates finais, Rossi tem chances de tirar o título das mãos de Márquez, que também pode vencer novas corridas e impor um ‘fatality’ sobre os adversários

Neste cenário instável, o bicampeão Marc Márquez, que já ergueu a taça em 2013 e 2014, aponta como favorito. O espanhol lidera a classificação até este momento com 248 pontos, seguido por Valentino Rossi e Jorge Lorenzo, com 196 e 182 pontos, respectivamente. Em seguida vem, com chances praticamente nulas de um possível título fruto de uma reviravolta de pódios e sucessão de vitórias, Dani Pedrosa, com 155 pontos.

Marc Márquez tem 52 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Rossi. Será que levanta o troféu do tri em 2016?

Marc Márquez tem 52 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Rossi. Será que levanta o troféu do tri em 2016?

Por falar em números, vale lembrar que para vencer o Mundial de MotoGP no ano passado, Lorenzo somou 330 pontos, seguido de muito perto por Rossi, que terminou a temporada com 325. Márquez, por sua vez, conquistou ‘tímidos’ 242.

A pontuação acontece da seguinte forma: Cada vitória na MotoGP vale 25 pontos; o segundo lugar, 20; o terceiro, 16; o quarto, 13; e o quinto, 11. A partir daí, cada posição perde um ponto, até que o 15º colocado receba um ponto por sua posição final. Logo, há 100 pontos em jogo neste resto de temporada, margem suficiente para que qualquer um dos três primeiros colocados fique com o título do campeonato. Mas não é tão simples quanto parece.

Sua ousadia deixou claro a determinação de Valentino Rossi na briga pelo título. Se ele vencer, levará o oitavo troféu para casa

Sua ousadia deixou claro a determinação de Valentino Rossi na briga pelo título. Se ele vencer, levará o oitavo troféu para casa

Na verdade, a esta altura do campeonato, Rossi é o único piloto com chances quase palpáveis de tomar a taça de Marc Márquez. Em uma possibilidade, Rossi pode faturar seu oitavo (o-i-t-a-v-o) título na categoria principal se vencer 3 e conquistar mais 1 segundo lugar nas corridas restantes, o que o levaria para 291 pontos sem depender de mais nada. Para tal, Márquez poderia somar apenas 42 pontos, algo como 2 terceiros lugares, um sexto e uma queda. Improvável quando sabemos que o piloto somou 67 pontos nas últimas quatro etapas e acumula experiência e maturidade, não? Neste mesmo período, lembrando que faltam 4 corridas para o fim da temporada, Rossi acumulou 72.

Cheio de marra e inalcançável em 2015, o atual campeão Jorge Lorenzo tem feito uma temporada despretensiosa. Chances de título são praticamente nulas

Cheio de marra e inalcançável em 2015, o atual campeão Jorge Lorenzo tem feito uma temporada despretensiosa. Chances de título são praticamente nulas

Jorge Lorenzo faturar seu tricampeonato é um cenário tão provável quanto o América Mineiro sair da zona de rebaixamento da Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol. Para desbancar Márquez e Rossi, Lorenzo precisaria somar o máximo de pontos possível, sempre torcendo para tropeços (ou quedas) dos principais rivais. Ainda que JL 99 vencesse as quatro corridas restantes, somaria apenas 282 pontos. Como Márquez já acumula 248, se ele obtivesse mais 35 já acabaria com a festa do conterrâneo espanhol. Nas últimas quatro corridas, Lorenzo conquistou apenas 44 pontos.

Cansado de números? A gente resume: Márc Marquez está fazendo uma grande temporada, cautelosa e estratégica, praticamente sem quedas ou abandonos e, obviamente, por ser o líder do calendário, é favorito ao título. Valentino Rossi tem chances de roubar a festa e a taça, desde que vença ao menos 3 das 4 corridas restantes, e ainda conte com tropeços de Márquez. Para correr por fora e tomar a bandeirada como campeão, Lorenzo precisa de reza braba, falhas dos adversários e resultados não condizentes com sua temporada morna da MotoGP. Confira a classificação completa da MotoGP restando quatro corridas para o final, aqui.

Como foram as corridas da MotoGP até aqui

O Motonline é o maior portal de motociclismo do Brasil e, claro, acompanhamos cada acelerada e curva de mais esta temporada da MotoGP. Confira o resumo de cada uma das provas realizadas até aqui:

Resultados da última prova

A 14ª etapa do Mundial de MotoGP aconteceu no último final de semana (24 e 25/9), em Aragão, na Espanha. A corrida teve um pódio que pode parecer previsível, mas que foi pouco visto até aqui. Na ocasião, os postos foram ocupados pela ‘santíssima-trindade’ Márquez, Lorenzo e Rossi. Marc também faturou a pole e recebeu a bandeirada com praticamente três segundos de vantagem para o segundo colocado, Jorge Lorenzo.

Na Moto2, nova vitória de Sam Lowes, seguido pelo Márquez desta categoria, Alex. Em terceiro, chegou Franco Morbidelli, cruzando a linha de chegada praticamente junto de Alex. Já na Moto3, Jorge Navarro travou batalha e venceu Brad Binder por um guidão de vantagem. Em terceiro chegou Enea Bastianini.

Brad Binder, na Moto3, é o primeiro campeão desta temporada da MotoGP

Brad Binder, na Moto3, é o primeiro campeão desta temporada da MotoGP

A próxima etapa acontecerá no Japão, no circuito de Twin Ring Motegi, no dia 16 de outubro. No ano passado, Dani Pedrosa venceu no traçado, com Valentino Rossi em segundo e Jorge Lorenzo em terceiro. Quem desejar assistir as corridas no Brasil, invés de acordar cedo, deverá dormir tarde. A Moto3 inicia sua prova às 23h de sábado, enquanto a Moto2 às 1h20 de domingo. A corrida da MotoGP™ começa às 3h.

Próximas etapas da temporada 2016

A próxima corrida da MotoGP acontecerá na terra natal de marcas como Honda e Yamaha, o Japão. O circuito de Twin Ring Motegi recebe a 15ª etapa do calendário no dia 16 de outubro, às 03h no horário de Brasília. No ano passado a prova foi vencida por Pedrosa, com Rossi em segundo e Lorenzo em terceiro. Depois, o mundial vai para a Austrália, no dia 23 do mesmo mês, onde Márquez venceu a corrida em 2015, seguido por Lorenzo e Iannone. Em seguida ocorre a penúltima etapa, na Malásia, no rápido e longo Circuito Internacional de Sepang que tem 339,6 km/h como seu recorde, batido por Lorenzo em 2015. No ano passado, Pedrosa colecionou mais uma vitória na pista, com Lorenzo e Rossi recebendo a bandeirada na sequência. Então, no dia 13 de novembro ocorre a última etapa da temporada 2016 de MotoGP, no circuito de Valência, na Espanha. No ano passado a prova foi vencida por Lorenzo, que com o resultado conquistou o campeonato mundial. Márquez chegou em segundo, e Pedrosa em terceiro.

O que esperar da Moto2 e da Moto3

Quatro pilotos formam um pelotão com chances reais de título na Moto2: Johann Zarco, com 202 pontos; Alex Rins, com 201; Sam Lowes, com 162; e até Thomas Luthi, com 154. Destes, Zarco é o único que já sentiu o gosto de ser campeão mundial, em 2015. Johann e Rins lideram esta temporada praticamente empatados, com apenas um ponto de diferença. Quem será que leva o título? Nas últimas 4 corridas Rins conquistou 59 pontos, Luthi 48, Lowes 41 e Zarco 26. Confira a classificação completa da Moto2 clicando aqui.

Apenas um ponto na tabela separam Alex Rins...

Apenas um ponto na tabela separam Alex Rins…

Nota do autor: Ele vem de uma sequência de bons resultados e é o único destes pilotos que pontuou nas quatro últimas provas… então minha aposta vai para Alex Rins. Mas é apenas um palpite, hein? Não vem me cobrar um churrasco depois!

... do atual campeão, Zarco. A participação de ambos na categoria principal em 2017 já está confirmada

… do atual campeão, Zarco. A participação de ambos na categoria principal em 2017 já está confirmada

Na Moto3 não há mais mistérios! Depois de uma temporada formidável, com várias corridas decididas nos metros finais em surpresas aos adversários, Brad Binder é o novo campeão mundial de Moto3 a bordo de sua alada KTM. O sul-africano é o primeiro campeão desta temporada da MotoGP. Ele conquistou o título ao ficar com o quarto lugar na última prova, em Aragão. Para ver a classificação completa da Moto3, clique aqui.

Em entrevista a imprensa oficial da MotoGP, Brad Binder disse que “a verdade é que me custou bastante dormir em Aragão. Fomos celebrar com todos os membros da equipe e da família, foi muito bom. Em seguida, voltamos ao circuito para um dia de testes. Parece que nada mudou, mas a verdade é que somos campeões do mundo”, contou. Em 2017, Binder integrará a equipe Red Bull KTM na Moto2.

Equipes e calendário para 2017

A MotoGP™ já divulgou seu calendário provisório para a temporada 2017 do mundial de motovelocidade. Até aqui, nenhuma novidade quanto a países ou circuitos, apenas algumas mudanças de ordem em relação ao calendário 2016. Infelizmente, mais uma vez, o Brasil está de fora da lista. Sobre as equipes, há alguns meses apuramos as conversas de bastidores e divulgamos as prováveis combinações em uma matéria completa, que você pode conferir aqui. Destaque para Lorenzo que fará dupla com Andrea Dovizioso na Ducati e Maverick Viñales, que será colega de box de Valentino Rossi na Yamaha. Alex Rins, candidato ao título pela Moto2, estará na Suzuki, ao lado de Andrea Iannone.

Separador_MotoGPCopyright by Dorna

 



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.