yamaha-motogp

MotoGP: Yamaha apresenta seu protótipo para 2018

Sem rodeios, a Yamaha apresentou hoje sua nova arma para a temporada 2018 do Mundial de Motovelocidad, em um evento em Madri, transmitido ao vivo. Valentino Rossi e Maverick Viñales acelerarão a nova YZR-M1, o protótipo de alguns milhões de dólares desenvolvido para as próximas corridas da equipe Movistar Yamaha MotoGP.

Esta é a YZR-M1 2018, que tentará levar (através de Rossi e Viñales) a Yamaha de volta ao topo do Mundial de Motovelocidade

Esta é a YZR-M1 2018, que tentará levar (através de Rossi e Viñales) a Yamaha de volta ao topo do Mundial de Motovelocidade

Como de costume, pouco se fala sobre a máquina, mas durante a apresentação oficial a Yamaha que o modelo possui 1.000 cilindradas, 240 cv, peso próximo de 150 kg e vários componentes em carbono. Assim, o conjunto ultrapassa a barreira dos 350 km/h. Também nesta quarta, a escuderia prolongou o contrato com Viñales, mantendo o piloto na Yamaha 2020.

Esta será a quinta temporada consecutiva onde as empresas (Yamaha e Movistar) atuam em conjunto, com “o objetivo de ir mais longe para encontrar o limite e depois subir ao próximo nível”, conforme informaram. No ano passado, a equipe celebrou sua vitória de número 500 no Mundial, mas conquistou ‘apenas’ quatro vezes o primeiro lugar em corridas (três de Viñales e uma para Rossi), contra 7 da Repsol Honda Team (que acabou campeã com Marc Márquez) e 6 da Ducati Team – todas de Andrea Dovizioso. Em 2017, a atualização do protótipo foi criticada várias vezes por Rossi, que disse preferir o antigo. Desejamos sorte – e mais intimidade entre máquina e pilotos – à equipe oficial da Yamaha nesta nova temporada…

Evento ocorreu em Madri, nesta quarta-feira. Além da nova YZR-M1, Yamaha falou sobre expectativas para o ano e o novo contrato com Viñales, válido até 2020

Evento ocorreu em Madri, nesta quarta-feira. Além da nova YZR-M1, Yamaha falou sobre expectativas para o ano e o novo contrato com Viñales, válido até 2020

Tech 3 ainda não anunciou novo piloto da MotoGP 2018

Na semana passada, Jonas Folger surpreendeu a todos quando anunciou que não correria a temporada 2018 da MotoGP devido a problemas de saúde. O piloto sofre com a “Síndrome de Gilbert”, uma doença genética que ataca o fígado e que impediu Folger de completar as quatro últimas corridas em 2017. Ele disse que se afastaria por não estar preparado física e mentalmente para mais uma temporada e afirmou estar ‘incrivelmente triste’ por ficar longe das pistas, então agradeceu a todos os parceiros e afirmou ter esperanças de voltar um dia ao Mundial. Assim, por motivos de força maior, a equipe satélite Yamaha Tech 3 ficou sem um jogador na véspera de entrar em campo.

A Ducati foi a primeira equipe a divulgar sua moto para a temporada 2018, ainda na semana passada. No próximo sábado, 27, será a vez da Suzuki Ecstar. Enquanto isso, uma vaga para piloto na Tech3 segue em aberto...

A Ducati foi a primeira equipe a divulgar sua moto para a temporada 2018, ainda na semana passada. No próximo sábado, 27, será a vez da Suzuki Ecstar. Enquanto isso, uma vaga para piloto na Tech3 segue em aberto…

Até o momento, a escuderia ainda não confirmou quem será o substituto de Folger. Herve Poncharal, diretor da equipe, afirmou que ‘todos os pilotos rápidos’ da categoria rainha já têm contratos assinados e que por isso talvez buscasse alguém da Moto2 (onde Jonas corria até 2016), mas que não havia um favorito ao posto. Até que surjam confirmações de quem será o novo piloto, Johann Zarco segue sozinho na equipe. Também vindo da Moto2, o francês fez uma grande temporada de estreia na MotoGP em 2017, somando 174 pontos e 9 corridas no Top5 (em 18 etapas), o que lhe garantiu o sexto lugar na classificação final, melhor piloto das equipes satélites.

A MotoGP 2018 estreia com o grande prêmio do Qatar, no dia 18 de março. Antes, acontecem testes oficiais em Sepang (Malásia) e Chang (Tailândia), nos dias 28 de janeiro e 16 de fevereiro, respectivamente. Aliás, o GP da Tailândia, que será realizado no Circuito Internacional de Chang, é a pista novidade da temporada e pela sua inclusão no cronograma a MotoGP terá o maior calendário da história em 2018, com 19 provas. A pista asiática foi construída 2014 e recebe o Mundial de SuperBike desde 2015.

Separador_MotoGP



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.