Ossa de Trial com motor 2T injetado

Motos 2T tem futuro

Ossa de Trial com motor 2T injetado

Ossa de Trial com motor 2T injetado

Carta do motonliner Dirceu Coghetto

Corpo da mensagem:
Olá eu gostaria de saber se tem alguma pespectiva das  motos dois tempos de cross virem com injeção eletronica

R: É muito provável Dirceu. Apesar delas não terem necessidade de passar pelas normas anti-poluição, o desenvolvimento dos motores com ID (Injeção Direta) está sendo impulsionado pela maior possibilidade de performance e adaptabilidade ao uso. Outros veículos como as motos de neve (snowmobiles) Jet skis e motores de popa tem necessidade de emissões limpas e estão progredindo muito nesse sentido.
A KTM, ainda continua com suas motos 2T e sabe-se que continuam pesquisando na injeção direta. Esta é um pouco diferente da injeção eletrônica que conhecemos. De fato ela se parece mais com o sistema de injeção de motores diesel, onde o combusivel é injetado diretamente na câmera de combustão. Isso, no caso das 2T proporciona menos emissões porque o óleo não precisa ser injetado junto.
Em vez disso ele é injetado diretamente nas peças móveis e na quantidade mínima necessária, sem passar para o escapamento. É possível até a utilização de válvulas de escape, no estilo dos 4T, ou como já foi amplamente utilizado em motores 2T diesel.

Bitenca