Foto: Honda lidera segmento de duas rodas, com 70,88% de participação

Motos já são quase a metade dos veículos distribuídos no País

Foto: Honda lidera segmento de duas rodas, com 70,88% de participação

Foto: Honda lidera segmento de duas rodas, com 70,88% de participação

Motos já são quase a metade dos veículos distribuídos no País

A Federação Nacional de Distribuidores de Veiculos Automotores (Fenabrave) divulgou na primeira semana de julho os números relativos à distribuição de veiculos no terrítório nacional.

Na planilha da entidade, as motos representam quase a metade de todos os veículos fabricados e distribuídos. O total divulgado aponta o acumulado na distribuição às revendas no período entre janeiro e junho (1° semestre) de 2008.

Do total de veículos distribuídos este ano, que é de 5.063.421, as motos atingiram a marca de 2.108.572 unidades — quase a metade da frota nacional. As motocicletas se aproximam cada vez mais do total de todos os veículos zero-quilômetro produzidos, que é de 2.954.849 e reúne carros, caminhões, ônibus, comerciais leves e picapes.

Segundo o presidente da Fenabrave, Sérgio Reze, a venda de veiculos projetada para 2008 está ocorrendo dentro do previsto, mas deve sofrer uma desaceleração no próximo ano.

— As motocicletas serão uma exceção à desaceleração prevista, e continuarao vendendo bem. Elas mantém o crescimento verificado nos últimos anos.

Reze reafirmou a causa do crescimento constante das motocicletas:
— A procura por motos ocorre devido ao maior poder de compra da população de baixa renda, que adquire as populares, além da natural busca de alternativas para substituir os transportes públicos, facilitar a locomoção dentro das grandes cidades e prestar serviços.

Ranking geral – No ranking geral, em 2008 as motos cresceram mais que os automóveis, dominando 23,41% do mercado, contra 20,86% de autos, que ocupam a segunda posição.

A economista Tereza Fernandez, que analisou e comentou a atual participação das motos durante a coletiva da Fenabrave, explicou que o crescimento do setor de duas rodas “se deve à ampliação de prazos de crédito e outras facilidades de aquisição”.

— A projeção é que o mercado de veículos automotores, como um todo, diminua seu crescimento em 2009, com exceção das motocicletas populares, que ainda tem muito espaço pela frente para crescer. Isso explica a razão pela qual as marcas chinesas estão vindo para o Brasil e buscando sua nacionalização em quantidade cada vez maior — comenta.

A marca líder entre as motocicletas mais distribuídas para as revendas permanece a Honda (com 674.151 motos, ou 70.88% de participação no segmento de duas rodas), seguida da Yamaha (com 110.681 unidades, ou 11,64%), Suzuki (77.460 unidades, ou 8,14%), Sundown (43.276 unidades, ou 4,55 %) e Dafra (15.565 unidades, ou 1,64%).