Foto: Alecsandre Brieda venceu e disparou na lideran‡a da 500cc no MS

MOTOVELOCIDADE – Corridas emocionantes no MS

Foto: Alecsandre Brieda venceu e disparou na lideran‡a da 500cc no MS

Foto: Alecsandre Brieda venceu e disparou na lideran‡a da 500cc no MS

Murilo Ribeiro, Marciano Santin, Alecsandre Brieda, Bruno Corano e Gilson Scudeler vencem a terceira etapa do Campeonato Brasileiro no Mato Grosso do Sul; l¡deres da Supersport caem e abandonam corrida

Campo Grande (MS) – Arquibancadas cheias, temperatura agrad vel e muito vento. Assim foi o domingo (25/06) em Campo Grande (MS), local da terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Na pista, emo‡Æo de sobra com 58 dos melhores pilotos em cinco categorias. As corridas nÆo tiveram surpresas e os candidatos reais ao t¡tulo deste ano garantiram o lugar mais alto no p¢dio.

Gilson Scudeler (Superbike 1000), Bruno Corano (Supersport 600), Alecsandre Brieda (500cc), Marciano Santin (250cc) e Murilo Ribeiro (125cc) foram os vencedores. Na Supersport, Philippe Braga Thiriet e Murilo Colatreli, que estavam empatados na lideran‡a com 45 pontos, ca¡ram e nÆo terminaram a corrida. Corano assumiu a ponta com 54 pontos.

Gilson Scudeler disparou na lideran‡a da Superbike com 70. Na 500, Brieda tem 75, a mesma pontua‡Æo de Murilo Ribeiro na 125cc. Willian Pontes agora soma 56 pontos na categoria 250.

Foto: Bruno Corano assumiu a lideran‡a no Supersport da Motovelocidade

Foto: Bruno Corano assumiu a lideran‡a no Supersport da Motovelocidade

As corridas – A primeira categoria a entrar na pista foi a 125cc, depois vieram a 250, 500 e, finalmente, Superbike e Supersport, que, embora tenham cilindradas diferentes, correm juntas na mesma bateria – mas com resultados separados.

Na primeira metade da corrida da Superbike, Gilson, Pierre Chofard (segundo) e Leandro Panad‚s, o terceiro, travaram uma emocionante disputa. Mas logo Gilson conseguiu se separar e distanciar do grupo e cruzar a linha de chegada em primeiro.

Atr s a briga era na Supersport. Thiriet, Colatreli e Danilo Andric lutavam pela ponta e, em um momento de falta de sorte, foram para o chÆo e abandonaram a prova. Andric caiu e a moto “andou sozinha” e atingiu Colatreli logo … frente. Thiriet conseguiu desviar dos dois pilotos ca¡dos e assumiu a lideran‡a da Supersport.

Com os principais advers rios no chÆo, relaxou quando a equipe fez sinal para “ter cabe‡a no lugar” e manter a ponta. Relaxou demais. Quase uma volta depois, e trˆs segundos mais lento, caiu e tamb‚m abandonou. Sem os principais rivais na corrida, a lideran‡a caiu no colo de Bruno Corano, que marcou mais 25 pontos.

500cc – Alecsandre Brieda venceu a terceira corrida da temporada 2006 e lidera o Campeonato com diferen‡a de 19 pontos para Gilson Pessoa, terceiro colocado em Campo Grande e vice-l¡der com 56 pontos. Carlo Alberto de Campos terminou a corrida em segundo e aparece em terceiro na temporada com 49. “A corrida foi bastante dif¡cil, principalmente por causa do vento”, afirmou Brieda.

250cc – A categoria 250 cilindradas terminou antes do previsto – com apenas 11 das 19 voltas programadas. Fabio Peasson levou um tombo numa curva e precisou de atendimento na pista. E como o carro dos m‚dicos precisou entrar no aut¢dromo para socorrˆ-lo, os pilotos receberam bandeira vermelha, o que indicava o final da prova.

Marciano Santin, que liderava a corrida, acabou subindo o lugar mais alto do p¢dio e faturou o t¡tulo em Campo Grande. William Pontes e Juracy Rodrigues terminaram em segundo e terceiro. “Eu s¢ tenho de agradecer a Jesus, que quis a minha vit¢ria”, disse o cat¢lico Marciano.

125cc – Na 125 cilindradas, a disputa est  acirrada entre Murilo Ribeiro e Eric Granado. Ambos disputaram o primeiro lugar, mas no final Ribeiro conseguiu levar vantagem e garantir a vit¢ria. Ali s, vit¢ria ‚ a palavra que resume o desempenho dele na temporada de 2006: ele ganhou as trˆs corridas disputadas at‚ agora – SÆo Paulo, Santa Cruz do Sul e agora em Campo Grande – e tem 75 pontos no campeonato.

Eric Granado, que come‡ou a correr na Espanha este ano, segue Murilo de perto e ficou em segundo lugar em todas as provas do Brasileiro e soma 60 pontos. Ot vio Lucchini, terceiro na corrida de Mato Grosso do Sul, tamb‚m ocupa a mesma posi‡Æo no acumulado (48).

A quarta etapa do Brasileiro de Motovelocidade est  marcada para os dias 15 e 16 de julho em Curitiba. A oitava e £ltima etapa da temporada ser  dias 18 e 19 de novembro.

O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade ‚ organizado e promovido pela CBM (Confedera‡Æo Brasileira de Motociclismo), tem patroc¡nio de Honda e Mobil e co-patroc¡nio de Michelin e Arlen Ness.