Foto: Thiago De Bosco venceu na 500cc em Bras¡lia

MOTOVELOCIDADE – Luizinho vence na Supersport

Foto: Thiago De Bosco venceu na 500cc em Bras¡lia

Foto: Thiago De Bosco venceu na 500cc em Bras¡lia

Bras¡lia – Ao menos na categoria Supersport, a voz da experiˆncia nÆo falou mais forte na 4a etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, em Bras¡lia.

Assim, Luiz Carlos Pinto, 14 anos, o Luizinho, que j  tinha deixado o tricampeÆo Gilson Scudeler, 38, para tr s nos treinos, tamb‚m ficou em primeiro na corrida. “Foi muito duro, s¢ tenho a agradecer ao grande trabalho que minha equipe fez no final de semana”, disse Luizinho.

O piloto paulista perdeu a lideran‡a nas primeiras voltas, mas a retomou de forma definitiva na sexta volta. Depois, ele administrou a vantagem at‚ o final, mantendo Gilson em segundo. “Consegui assumir a lideran‡a na hora certa”, afirmou Luizinho. J  Gilson estava insatisfeito com sua posi‡Æo, mas disse que teve de tirar a mÆo devido a um problema no amortecedor traseiro. “Pensei no campeonato”, explicou. O resultado em Bras¡lia, ali s, embolou a temporada. Agora, ambos tˆm 70 pontos. Em terceiro, chegou Pablo Martins, seguido por Cristiano Vieira e Marco Aur‚lio Brunheroto.

500cc – A fam¡lia Del Bosco nÆo estava satisfeita. Na 125cc, Raphaela tinha largado em segundo, com boas chances de vit¢ria, mas terminou em terceiro. Seu irmÆo Thiago tamb‚m largou em segundo na 500cc, por‚m venceu. Com a vit¢ria, o brasiliense levou ao del¡rio seus familiares e toda a torcida que compareceu ao Aut¢dromo Internacional N‚lson Piquet. “Eu sou apenas um garoto no meio dos tubaräes. Foi muito dif¡cil, mas levei vantagem por correr em casa”, disse Thiago.

Logo na largada, o brasiliense tomou a ponta do pole Murilo Colatreli. Mas foi por pouco tempo. O l¡der da classifica‡Æo geral e atual campeÆo, Alecsandre Brieda, o Doca, pulou na frente de ditou o ritmo da corrida at‚ faltarem cinco voltas para o final. EntÆo Murilo o ultrapassou, mas em seguida Thiago roubou-lhe o primeiro lugar mais uma vez. Logo Murilo tamb‚m perdeu posi‡äes para Doca e outro brasiliense, Caio C‚sar Penha.

Dali at‚ o final, Thiago, Doca e Caio disputaram a lideran‡a, mas Thiago usou todo seu conhecimento do circuito e agentou os ataques at‚ a linha de chegada. Ele venceu ao som de gritos e aplausos da torcida. Doca foi o segundo, Caio, o terceiro. J  Murilo teve mesmo que se contentar com a quarta posi‡Æo. Em quinto, completando o trio de brasilienses no p¢dio, chegou Luiz Gustavo Soares.

250cc – A torcida ficou frustrada. O piloto da casa William Pontes, o Pamonha, venceu de ponta a ponta, mas nÆo levou. Sua moto estava irregular e ele foi desclassificado na vistoria t‚cnica p¢s-corrida.Assim, o paulista Devanir Lippi foi promovido a vencedor. Durante a prova , Devanir duelou com outro brasiliense, Luiz Paulo Coelho. Nas £ltimas trˆs voltas, Devanir se firmou e, apesar, da pressÆo de Luiz Paulo, cruzou alguns mil‚simos … frente do piloto da casa. Em terceiro, ficou Igor Calura, J  em quarto chegou o l¡der do campeonato, Felipe Garcia, e, em quinto, Fabio Peasson.

125cc – Outra vez, nÆo teve para ningu‚m, Ana Lima, a japonesinha voadora, manteve 100% de aproveitamento na temporada. Ela venceu a 4a etapa do Brasileiro, em Bras¡lia, com folga. “Mantive a calma e procurei me distanciar do bolo”, disse a vencedora. Em segundo lugar, chegou Antonio Lazarini. J  Raphaela Del Bosco, que corria em casa e por isso era considerada favorita pela pr¢pria Ana Lima, decepcionou. Apesar de ter largado em segundo, ela perdeu v rias posi‡äes na primeira volta, fez uma corrida de recupera‡Æo, voltou … vice-lideran‡a da prova, mas, na £ltima volta, caiu para quarto e frustrou a torcida. Ap¢s o final da bateria, ela ganhou uma posi‡Æo com a desclassifica‡Æo de Antonio Chiari e Eric Granado, que estavam com as motos irregulares. Com as desclassifica‡äes, Murilo Ribeiro ficou em quarto e Lucas Corsini em quinto.