Saiba quem são os pilotos que representarão o Brasil no Mundial de MX 2014 em Penha (SC)

Mundial de MX: confira os pilotos que disputarão a etapa brasileira

Nos dias 29 e 30 de março a cidade de Penha (SC) vai receber o Mundial de Motocross. A CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo enviou comunicado no mês de janeiro aos pilotos das categorias MX1 e MX2, que participaram do Campeonato Brasileiro de Motocross em 2013 e foram considerados aptos a participar da etapa do Mundial conforme o ranking e o nível técnico exigido pela organização:

Saiba quem são os pilotos que representarão o Brasil no Mundial de MX 2014 em Penha (SC)

Saiba quem são os pilotos que representarão o Brasil no Mundial de MX 2014 em Penha (SC)

MX1
Antonio Jorge Balbi
Wellington Garcia
Marcello Lima
Jean Ramos
Pipo Castro
Roosevelt Assunção
Thales Vilardi
Anderson Cidade
Rafael Faria

MX2
Eduardo Lima
Hector Freitas Assunção
Endrews Armstrong
Marçal Muller
Gustavo Pessoa
Anderson Amaral
Fabio Aparecido dos Santos
Gustavo Amaral
Rodrigo Lama

Como alguns competidores não confirmaram a participação na etapa, a CBM decidiu convidar outros pilotos, antes do encerramento das inscrições. Também foi considerado o nível técnico dos competidores para entrar na disputa do Mundial.

Até agora os pilotos confirmados são:

MX1
– Antonio Jorge Balbi
– Wellington Garcia
– Jean Ramos
– Anderson Cidade
– Thales Vilardi
– Rafael Faria
– Carlos Campano
– Paulo Alberto
– Jetro Salazar

MX2
– Hector Assunção
– Endrews Armstrong
– Anderson Amaral
– Rodrigo Lama
– Fabio Aparecido
– Caio Lopes

Pilotos estrangeiros – Para melhor entendimento dos apaixonados pelo esporte, os pilotos estrangeiros, que vivem no Brasil e participam de competições nacionais, só podem se inscrever em competições internacionais via CBM. Quando esses competidores vêm correr no Brasil é exigida uma carta de desfiliação do seu país de origem. Por estarem filiados à Confederação Brasileira de Motociclismo, somente a CBM pode efetuar junto a FIM a inscrição do piloto em qualquer GP do Mundo.

Diferente do Motocross das Nações, em que só podem participar pilotos nascidos no Brasil, já que irão representar o País, no Mundial de MX os estrangeiros podem competir desde que estejam aptos conforme os critérios exigidos pela organização.