Foto: James Toseland

Mundial de Superbike: disputas equilibradas

Foto: James Toseland

Foto: James Toseland

Vou come‡ar me desculpando com vocˆs, tenho andado meio ausente. Como nÆo ganho milhäes como o Dr Tite, preciso de um trabalho na vida real pra sobreviver.

Neste £ltimo fim de semana teve a 5¦ etapa do Mundial de Superbikes, em Assen, na Holanda. Templo mundial da motovelocidade e o circuito mais antigo do calend rio da SBK. O p£blico compareceu em peso, arquibancadas lotadas e estacionamento entupido de tanta moto. Assen ‚ um lugar quase m¡stico quando se fala em motovelocidade. O p£blico come‡a a chegar j  na quarta feira e acampar em volta do circuito. E a¡ ‚ s¢ imaginar no que d , muito churrasco, festa e bebida, e de quebra, motos, hehe. Ainda vou l  um dia.

Bom, vamos ao que interessa: SBK! Este ano a grande for‡a no in¡cio do campeonato tem sido a Ten Kate Honda, que tem mostrado uma consistˆncia muito grande, levando seu principal piloto, James Toseland, a 8 p¢dios, com uma vit¢ria em cada uma das 5 etapas, se tornando l¡der absoluto do campeonato. Os outros vencedores foram Troy Bayliss, com 2 vit¢rias, Noryuki Haga, Max Biaggi e Ruben Xaus, cada um com uma vit¢ria. Ano passado, a Honda sofreu muito com a eletr“nica de sua moto. Por diversas vezes v¡amos seus pilotos, Alex Barros inclusive, fazerem brilhantes corridas e superpoles fant sticas, mas terem seus resultados comprometidos na largada, por falhas do controle de tra‡Æo. Esse ano a coisa mudou. Em Valˆncia, onde a Honda foi massacrada ano passado, ela deu show. Em off, a fofoca ‚ que a Honda JapÆo (leia-se HRC) est  dando uma mÆozinha pra Ten Kate esse ano, porque ano que vem ela voltaria ao campeonato com uma equipe oficial.

Foto: Troy Bayliss

Foto: Troy Bayliss

Em segundo no campeonato vem Max Biaggi, o Imperador Romano (de onde ‚ que tiraram esse apelido pra ele?), com apenas uma vit¢ria, e 7 p¢dios. Mas a Suzuki nÆo tem sido a mesma de alguns anos atr s, quando foi campeÆ. Nesta temporada, apenas Biaggi tem conseguido resultados, enquanto os outros pilotos da marca sofrem no final do grid. O pr¢prio Biaggi de vez em quando se aventura dando um passeio pelo final da fila, mas nesse caso, seu talento sempre fala mais alto, e logo est  de volta …s primeiras posi‡äes. O que se comprova por ver seu companheiro de equipe, Yukio Kagayama, usando (teoricamente a mesma moto), l  no fim da lista de classifica‡Æo.

Atr s da Alstare Suzuki no campeonato, vem Noryuki Haga, o Japonˆs Voador (mais uma vez pergunto, quem ‚ que inventa esses apelidos?) com sua Yamaha R-1. As Yamahas de Haga e de Troy Corser (Suzuki ano passado), vem sofrendo muito com desgaste dos pneus, traseiros principalmente, a partir da segunda metade de cada corrida. O que acaba complicando muito o resultado dos pilotos, mas ainda sim, a Yamaha ‚ a £nica equipe a ter 2 pilotos nos top 5 do campeonato. Em todas as corridas, a historia tem sido praticamente a mesma, os caras largam muito bem, e at‚ a 12¦ ou 14¦ volta, deixam todo mundo pra tr s, para em seguida come‡ar a perder rendimento e ir descendo nas posi‡äes. O neg¢cio aqui ‚ que nÆo existe um apoio oficial (expl¡cito) da Yamaha f brica. A equipe ‚ encabe‡ada pela Yamaha It lia, que faz todo o trabalho, e que trabalho! Mas gra‡as ao talento dos pilotos, a equipe tem conseguido se manter bem na classifica‡Æo, j  acumulando uma vit¢ria para Haga, e 8 p¢dios no total.

Completando o quarteto fant stico, vem Troy Bayliss, com sua Ducati 999F07, que aparentemente ‚ a mesma moto do ano passado, com alguns pequenos melhoramentos. O que parece ‚ que as outras equipes ‚ que melhoraram muito, pois desde a primeira corrida a Ducati nÆo tem se mostrado a mesma for‡a do ano passado. Mas tudo o que Bayliss perdeu em rela‡Æo … seus principais concorrentes, seu companheiro de equipe, o italiano, Lorenzo Lanzi, ganhou em desempenho. Ap¢s um ano de resultados p¡fios na equipe do campeÆo do mundo em 2006, Lanzi acordou, e vem mostrado resultados mais pr¢ximos do que se espera de uma moto oficial de f brica. J  o campeÆo, Bayliss, teve at‚ que amputar um dedo para estar em condi‡äes de correr a ultima etapa, em Assen.

Isso deixou a briga pelo segundo lugar do campeonato bem embolada, com a diferen‡a entre o segundo e o quinto colocado em apenas 50 pontos (lembrem-se que cada etapa sÆo 50 pontos em jogo).

Um detalhe interessante, e que mostra o quanto ‚ equilibrada a briga pelo t¡tulo, sÆo as 4 primeiras posi‡äes do campeonato preenchidas por quatro marcas diferentes de motos. Honda, Suzuki, Yamaha e Ducati, em ordem.

Ainda estamos no princ¡pio de 2007, mas 2008 j  promete. Para o pr¢ximo ano, teremos presen‡a oficial j  confirmada da MV Agusta, que acabou de firmar uma parceria com o tetra campeÆo da SBK Carl Foggarty; da Aprilia que est  desenvolvendo uma nova moto com um motor V4 superpoderoso. hehe, e como j  comentei, existe uma grande fofoca da HRC voltar ao circo. Competitividade ‚ que nÆo vai faltar. Al‚m disso, ainda tem a briga por cilindrada da Ducati, que quer o limite de capacidade c£bica dos motores 2 cilindros aumentada para 1200cc, para tirar uma “te¢rica” desvantagem que ela tem em rela‡Æo …s motos 4 cilindros. Na minha opiniÆo, ela quer ‚ uma vantagem t‚cnica para baratear seus custos e voltar a dominar o campeonato como fez na d‚cada de 90. Quem acompanhou o campeonato ano passado e est  assistindo esse ano, vˆ, claramente, que nÆo existe desvantagem de motor para as motos V2. Elas j  acumulam 3 vit¢rias, de um total de 6 p¢dios.

O regulamento atual, j  permite mais prepara‡Æo para as V2 do que para as 4 cilindros, ou seja, vantagem t‚cnica, as Vtwin j  tem. Comenta-se que a eletr“nica da moto do Bayliss ‚ a mesma da Desmosedici V4 do Capirossi, que corre na MotoGp, e que s¢ o controle de tra‡Æo custou mais de US$ 200.000. O negocio ‚ que a Ducati conta com isso como fato decidido, tanto que parou de fabricar a 999, para em seu lugar lan‡ar a 1098, que j  corre o campeonato Superstock 1000, com uma licen‡a especial da FIM. E, como a discussÆo aqueceu, o time Alstare Suzuki declarou que se a Ducati tiver sua vontade atendida, eles se retiram do campeonato, talvez migrando para a MotoGp. J  a Ducati Xerox, afirmou o contr rio, que se nÆo for atendida, tamb‚m se retirar  do campeonato. Coitado de quem tiver que tomar essa decisÆo.

A pr¢xima etapa ser  dia 13 de maio, em Monza, palco de batalhas memor veis.