MUNDIAL MX – Swian Zanoni não corre provas do Honda GP Brasil de Motocross

Indaiatuba (SP) – O piloto oficial da Equipe Honda Mobil, Swian Zanoni, não disputará as duas baterias da categoria MX2 do Honda GP Brasil de Motocross. Depois de uma ressonância magnética realizada no fim da manhã deste sábado (21), em uma clínica em Indaiatuba, foi constatada uma pequena fratura na mão direita do mineiro, no osso do segundo metacarpo.

Durante um treinamento em Cremona, na Itália, na véspera da terceira etapa do Mundial de Motocross, nos Estados Unidos, o piloto sentiu fortes dores depois de escorregar na pista com a moto. “Estava treinando na Europa e a pista estava um pouco lisa. Na curva acabei escapando e caí”, coloca o piloto.

Ainda no Velho Continente o brasileiro fez radiografias, porém apenas uma torção foi constatada. Nos EUA, durante a etapa de Glen Helen, Swian permaneceu com dores, no entanto, suportáveis para disputar uma prova. No ambulatório da pista localizada na cidade californiana de San Bernardino, o competidor novamente passou por um exame, mas os médicos não conseguiram dectar nada além de uma pequena torção.

Nesta semana, Swian Zanoni fez tratamento para correr a prova no Brasil. Chegou a realizar o treino livre desta manhã, mas as dores aumentaram. Levado pela direção da Moto Honda ao médico Rodolpho Annicchino, especializado em ortopedia e traumatologia, foi constatada uma pequena fratura. Agora o piloto ficará de 8 a 10 dias fazendo fisioterapia.

Triste em não correr no Brasil, o piloto oficial da Equipe Honda Mobil agradeceu a todos que vieram especialmente para vê-lo correr e espera voltar às pistas o mais rápido possível. “Estou bastante frustrado. Gostaria de pedir desculpas aos meus familiares e as pessoas que vieram aqui somente para me ver. Isso acontece. Quero me recuperar para dar o meu máximo possível na pista”, finaliza.