Swian Zanoni, piloto da Equipe Honda Mobil no Mundial de MX

MUNDIAL MX – Swian Zanoni faz últimos ajustes antes da etapa dos EUA

Além de seguir a rotina de treinamentos com a moto, piloto realiza também intensa preparação física
Los Angeles (EUA) – O piloto da Equipe Honda Mobil Swian Zanoni já está no estado da Califórnia (EUA) para a disputa da terceira etapa do Campeonato Mundial de Motocross, na pista de Glen Helen neste fim de semana (14 e 15), na categoria MX2.

Swian Zanoni, piloto da Equipe Honda Mobil no Mundial de MX

Swian Zanoni, piloto da Equipe Honda Mobil no Mundial de MX

O representante brasileiro na temporada 2011 da competição faz últimos ajustes no equipamento, a Honda CRF-250R, para encarar mais esse desafio. “Tenho trabalhado bastante para acertar a suspensão. Ainda estou no processo de adaptação da moto que é um pouco diferente da que eu utilizava nas competições brasileiras”, explica Swian.

Além da diferença de peças e equipamentos, Swian tem no dia a dia na Europa pistas diferentes para treinar, como em Trento e Cremona. “Os terrenos que tenho corrido com a moto não têm nada de parecido com o que se encontra no Brasil. Os obstáculos também são diferentes e mais difíceis. Mas minha adaptação tem sido fácil, tenho adquirido confiança e pegado alguns macetes”.

Auxiliado pela equipe Martin Racing, Swian tem tido uma rotina intensa. Acorda todos os dias às 7h da manhã, come um misto quente no pão integral e pedala por cerca de duas horas. Na volta, mais ou menos por volta das 11h, vai para a pista e começa uma série de baterias. Quando não está cansado, volta para as ruas com sua bicicleta. O almoço e o jantar são repletos de saladas, carnes e massas. Tudo para manter o físico e aguentar as acirradas corridas.

Na pista, o piloto Honda já percebeu alguns pontos que podem favorecê-lo contra seus concorrentes durante as etapas. “No início da corrida, os pilotos do segundo pelotão costumam imprimir um ritmo muito forte. Porém, da metade para o final, não conseguem manter uma regularidade. Na minha estreia foi assim, não fui tão veloz quanto gostaria, mas mantive uma regularidade e consegui chegar em uma boa colocação”, finaliza.