_tin7294_800

MV Agusta F3 RC: ma che bella!

Lá vem a MV Agusta F3 RC pela reta; aceleração total, contenção, freios, curva, aceleração, freios, contenção, aceleração total novamente. Retas, chicanas, curvas rápidas, freadas fortes, arquibancadas cheias e o balé característico das competições. Essa é apenas uma tentativa de traduzir em palavras algo que a MV Agusta está acostumada, pois lá elas nasceram, nas pistas de competição. Sua história foi escrita a maior parte nas mais famosas pistas de corrida do mundo e está gravada no DNA da marca._tin8288_675

RC não significa simplesmente “Reparto Corse” (Departamento de Corrida). RC significa extrema atenção ao desenvolvimento técnico, tanto em termos de design quanto em funcionalidade. Isso significa conexão direta com os pilotos, buscando sempre a perfeição de pista para pista. RC também significa atenção aos detalhes, porque as corridas, como muitos já disseram, são decididas nos detalhes e cada componente é crucial e decisivo. RC significa desempenho absoluto: um modo de pensar conhecido apenas por aqueles que vivem a corrida. RC é o descendente direto da experiência que as pistas trouxeram para as ruas e estradas, trabalhada para os pilotos mais exigentes.

Oferecida em duas versões com design exatamente igual, mas motores diferentes, a F3 RC é a essência de uma moto feita para as pistas. O equilíbrio perfeito de tecnologia e design será representado por apenas 350 unidades destas pequenas obras de arte. O motores de três cilindros incrivelmente leves e compactos foram otimizados para atingir o desempenho máximo de potência e torque. Na F3 675 RC ele oferece 128 cv a 14400 rpm e 7,24 kgf.m de torque a 10.900 rpm. Já a F3 800 RC atinge os 148 cv a 13000 rpm e 8,97 kgf.m de torque a 10.600 rpm. Ambas trazem o CIVM (Sistema Integrado de Controle do Motor e do Veículo), que permite ao piloto gerenciar efetivamente o desempenho da moto de acordo com sua vontade, utilizando os múltiplos mapas de potência disponíveis. São três mapas predefinidos e um mapa totalmente personalizável, tudo em conjunto com 8 níveis de controle de tração._tin8248_675

O chassi é composto por uma estrutura em treliça de aço acoplado as placas laterais de liga de alumínio, que funcionam como ponto de apoio para o único braço oscilante de face icônica. A suspensão traseira é Sachs mono-amortecida e os garfos dianteiros são Marzocchi, ajustados para manter o chassi dentro dos limites da rigidez necessária, sem sacrificar a agilidade que uma superesportiva necessita. A relação entre o comprimento do braço oscilante e a distância entre eixos (576,5 / 1380 mm) garante o máximo de tração com uma perfeita distribuição de peso, segundo a informação da fábrica.

O DNA de corrida do modelo RC é evidente à primeira vista. Os gráficos que são réplicas das pistas são uma homenagem às muitas vitórias conquistadas por Jules Cluzel e Lorenzo Zanetti no WSS (World Superbike & Supersport) e cada moto é pessoalmente assinada pelos pilotos no lado dos painéis, como evidência de sua participação no desenvolvimento deste modelo exclusivo junto com o Departamento de Corrida da MV Agusta – “Reparto Corse”.

Em homenagem às inúmeras voltas e corridas lideradas pela MV Agusta no circuito internacional de competições, um kit de acessórios especiais é incluído com cada uma das 350 réplicas F3 RC. Esta coleção exclusiva de peças especiais inclui o suporte da placa, o assento único, a elegante tampa do motor de três cilindros, entre vários outros pequenos detalhes. Cada uma das 350 unidades da F3 RC vem com um certificado de origem que garante a exclusividade da motocicleta que reúne a tecnologia avançada, o artesanato, o design e o melhor desempenho nas pistas.Separador_motos



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.