Foto: Marronzinho defende a lideran‡a da MX1 no Brasileiro de Motocross

MX – Líderes tentam manter vantagem no Brasileiro

Foto: Marronzinho defende a lideran‡a da MX1 no Brasileiro de Motocross

Foto: Marronzinho defende a lideran‡a da MX1 no Brasileiro de Motocross

SÆo Paulo (SP) – A briga promete ser boa na quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, que ser  realizada neste final de semana na pista do Motopark Brasil, em Cachoeiro de Itapemirim (ES).

Os l¡deres terÆo a dif¡cil missÆo de manter as suas vantagens, j  que poucos pontos os separam dos advers rios na classifica‡Æo geral. Os ingressos serÆo vendidos a trˆs reais no local do evento e toda a renda ir  ajudar o Hospital Infantil SÆo Francisco de Assis.

Principal do Brasileiro, a categoria MX1 ganhou um novo l¡der ap¢s a terceira etapa, realizada em Canelinha (SC). O catarinense JoÆo Paulino da Silva J£nior, o Marronzinho, atual campeÆo nacional, venceu e assumiu a ponta com 54 pontos. Ele aproveitou a ausˆncia do mineiro Ant“nio Jorge Balbi J£nior, que estava em primeiro lugar por ter vencido as etapas iniciais em Indaiatuba (SP) e Carlos Barbosa (RS) – o piloto optou por disputar a abertura do AMA Motocross, o campeonato norte-americano da modalidade, realizada na mesma data do evento de Canelinha.

“Estou bem preparado para qualquer tipo de terreno ou situa‡Æo”, disse Marronzinho. “Preciso de um pouco de sorte para largar bem e nÆo cair. Depois disso, tudo fica mais f cil. Vou fazer o m ximo para seguir na lideran‡a”, continuou o piloto, que gosta bastante da pista capixaba. “ uma das melhores do Brasil. Possui um tra‡ado bem interessante, com descidas muito fortes.”

Enquanto Marronzinho trabalha para continuar na frente, Balbi quer recuperar a posi‡Æo. “Estive ausente na terceira etapa e acabei perdendo a lideran‡a do campeonato. Agora estou de volta. Estou feliz por correr de novo no Brasil”, comentou o mineiro. Em terceiro lugar na MX1, est  o ga£cho Douglas Parise (43 pontos).

Mais equil¡brio – A situa‡Æo nÆo ‚ diferente nas outras categorias. O paranaense Leandro Nunes da Silva assumiu a lideran‡a da MX2 na £ltima etapa, com 65 pontos. Em seguida, aparecem o paulista Marcello Ferreira de Lima (56 pontos) e o rondoniense Rodrigo Selhorst (41).

Na 85cc, o paulista Eduardo Ferreira de Lima est  na frente (60), seguido por Rodrigo de Castro Rodrigues (57) e Gabriel Gentil (38). E, na 65cc, o paranaense Endrews Armstrong ‚ o l¡der com 32 pontos – o mesmo que Daniel Guelman, segundo colocado. Com dois pontos a menos, Marcos Paulo Holtman ocupa a terceira posi‡Æo.

Diante de todo este equil¡brio, a categoria MX3 ‚ a £nica que possui um piloto isolado na ponta. O catarinense Milton Becker, o Chumbinho, venceu as etapas anteriores e atingiu 75 pontos. Nicomedes da Rocha aparece em segundo lugar (45) e Alexandro Valerim Martins (36) em terceiro.

O Brasileiro tem oito etapas no total e passar  ainda pelo Paran , Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goi s.

Programa‡Æo – Dia 10/6 – Treinos Livres
MX3 – das 9h30 …s 9h55
85cc – das 10h05 …s 10h25
65cc – das 10h35 …s 10h55
MX2 – das 11h05 …s 11h30
MX1 – das 11h40 …s 12h05

Treinos Cronometrados – MX3 – das13h20 …s 13h50
85cc – das 14h …s 14h20
65cc – das 14h30 …s 14h50
MX2 – das 15h …s 15h30
MX1 – das 15h40 …s 16h10

Dia 11/6 – Treinos de largada / Warm Up
MX3 – das 9h …s 9h13
85cc – das 9h20 …s 9h33
65cc – das 9h40 …s 9h53
MX2 – das 10h …s 10h13
MX1 – das 10h20 …s 10h33

Baterias – MX3 – 11h30 (30 minutos mais duas voltas)
65cc – 12h20 (15 minutos mais duas voltas)
85cc – 13h (20 minutos mais duas voltas)
MX2 – 13h50 (30 minutos mais duas voltas)
MX1 – 14h40 (30 minutos mais duas voltas)

O Campeonato Brasileiro de Motocross ‚ organizado e promovido pela CBM (Confedera‡Æo Brasileira de Motociclismo), tem patroc¡nio da Honda e Mobil, co-patroc¡nio de Dunas Race, Pro Tork e Yamaha e apoio da Pirelli.