Produção e importação de bicicletas sofre redução

Na contramão da crise, as vendas de bicicletas mantém crescimento

Enquando o mercado de motocicletas patina pela falta de financiamento, no segmento de bicicletas não há crise e a produção no Polo Industrial de Manaus (PIM) cresceu 17% no acumulado de janeiro a agosto, em relação a igual período de 2011, passando de 513.836 unidades para 601.014 unidades.

Entre julho e agosto deste ano, houve aumento de 12,1%, com a fabricação de 95.007 unidades contra 84.722 unidades. Em comparação a agosto do ano passado, quando foram produzidas 91.459 unidades, o crescimento foi de 4%.

As vendas de bicicletas no atacado aumentaram 3% na comparação dos volumes acumulados de janeiro a agosto deste ano, em relação aos de igual período de 2011, totalizando, 561.264 unidades ante 546.942 unidades. De julho para agosto, a comercialização no atacado cresceu 31,3%, passando de 83.753 unidades para 109.977 unidades. Em relação a agosto do ano anterior (110.706 bicicletas), houve uma leve queda de 1%.

Já as importações de bicicletas nos primeiros oito meses deste ano totalizaram 203.322 unidades, volume praticamente igual ao de período similar de 2011 (202.835 unidades). Em relação a julho (20.410 unidades), houve um aumento de 97,8%, totalizando 40.381 unidades.