Na ponta da tabela, Betinho Gardano tenta confirmar título em Artur Nogueira (SP)

Na ponta da tabela, Betinho Gardano tenta confirmar título em Artur Nogueira (SP)

Na ponta da tabela, Betinho Gardano tenta confirmar título em Artur Nogueira (SP)

Após vencer e assumir a liderança na penúltima etapa, piloto faz balanço da temporada no Asfalto Zero de Veloterra

O Campeonato Asfalto Zero de Veloterra termina neste fim de semana no Centro Esportivo AsfaltoZero, na cidade de Artur Nogueira, a 150 quilômetros de São Paulo. Após quatro etapas disputadas, o piloto Betinho Gardano está na liderança da competição e promete dedicação na prova deste domingo (29).

“Espero fazer uma boa largada e ser consistente durante a corrida, vou tentar fazer o melhor possível para chegar à frente do meu adversário direto e garantir o título. Essa é a minha meta”, disse Betinho, que tem 52 pontos no campeonato, um a mais que Diego Parmira.

Gardano fez um balanço da temporada, em que conquistou uma vitória, um terceiro e um quinto lugar e, devido a um acidente, não participou da segunda prova. “Foi um campeonato de recuperação. Não comecei muito bem nas primeiras etapas, além de ter sofrido o acidente, que me fez perder uma prova. Então, nas corridas seguintes tive que me esforçar muito mais para buscar os resultados, realmente fui atrás disso. Vencer a última etapa em Salto (SP) foi muito importante e especial”, comentou o piloto, que tem patrocínio de Ferramentas Beta, AutoNeg, GP Parts e Sebilosky Preparações.

Em seu segundo ano na categoria VX2 (para motos importadas com até 250 cm3 de cilindrada), Betinho crê estar mais maduro para a disputa. “2009 foi um ano de aprendizado para mim. Era minha primeira temporada na categoria, e estava vendo como era a disputa e o nível dos adversários. Na última etapa, estava brigando pelo vice campeonato e conquistei isso. Agora, já tenho mais experiência e calma na hora das corridas, já sei o que terei de enfrentar”, explicou.

Neste ano, o piloto ainda participou da primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Veloterra em Rio Negro, no Paraná, e no Veloterra do Seu Jorge, prova disputada na cidade de Pedreira (SP). Betinho ainda disputou uma corrida na categoria VX1 (para motos importadas de até 450 cm³), na primeira etapa do Asfalto Zero em Conchal (SP).

O Campeonato Asfalto Zero é a principal competição de Veloterra do estado, reunindo o maior número de pilotos dentre as categorias estaduais sediadas em São Paulo. O Veloterra é uma modalidade bem próxima do motocross e que privilegia a habilidade do piloto em um circuito em que não há rampas. O equipamento utilizado por Betinho é uma Honda CRF 250.

Ele ainda ressaltou uma característica interessante da competição. “Quatro entre cinco corridas da temporada foram disputadas em pistas novas. É uma coisa difícil, mas igual para todos. Acaba dando equilíbrio para a disputa. Já que, alguns teriam oportunidade de treinar mais em certas pistas do que os outros competidores”, analisou.

Em todas as corridas, Betinho conta com a companhia de seu pai, Roberto Gardano, que no final dos anos 1990 foi chefe de um time de kart privilegiado, reunindo Felipe Massa e Lucas Di Grassi, ambos na Fórmula 1 atualmente. “Meu pai tem muitos anos de experiências em corridas, então, ele pôde me passar um pouco dessa dessa ginga, para que eu pudesse brigar de igual para igual com outros competidores mais experientes. Além de me dar apoio em tudo que preciso”, concluiu.

As atividades de pista em Artur Nogueira têm início no sábado (28), com uma sessão de treinos livres. No domingo (29), o treino classificatório acontece no período da manhã. A última etapa do Campeonato Asfalto Zero de Veloterra está marcada para as 14h30.