Nevasca pode atrasar início do Dakar

Barcelona, Espanha – Apesar do frio ameno em Barcelona, as fortes nevascas que caem no norte da Espanha podem prejudicar o in¡cio do Rally Paris-Dakar.

Ontem, dezenas de estradas foram fechadas em decorrˆncia da grande quantidade de neve acumulada na pista. Mesmo em alguns trechos abertos, motoristas demoravam seis horas para percorrer 100 quil“metros. Como a maioria dos participantes ‚ da Europa, a organiza‡Æo j  se mostra preocupada sobre um poss¡vel atraso na chegada dos carros … Barcelona.

O brasileiro Klever Kolberg pode nÆo escapar do problema. Seu carro, um Mitsubishi Pajero Full, foi preparado pela conceituada Ralliart na Alemanha. A previsÆo ‚ que o ve¡culo desembarque amanhÆ na cidade catalÆ. “Se as nevascas continuarem, nÆo sei se vÆo conseguir trazer o carro”, disse o piloto, que participa do Dakar pela 18¦ vez. Na manhÆ desta segunda-feira, Kolberg e seu navegador, Lourival Roldan, aproveitaram para correr e fazer exerc¡cios f¡sicos em uma academia no centro de Barcelona.

Ontem … noite, a dupla caminhou pela rua Rambla, uma das mais famosas e movimentadas da cidade. Ao serem reconhecidos por brasileiros, deram aut¢grafos e tiraram fotografias. At‚ os espanh¢is que nÆo os conheciam paravam para ver os conterrƒneos de Ronaldinho, ¡dolo m ximo na cidade.

IrmÆos Azevedo tamb‚m j  estÆo em Barcelona
Andr‚ Azevedo, outro experiente integrante da equipe Petrobras Lubrax, tamb‚m j  est  em Barcelona. Assim como Kolberg, ele participa da prova pela 18¦ vez. Ao lado de seu primo, Luiz Azevedo, ele compete ao volante de um caminhao Tatra, produzido na Rep£blica Tcheca. Em 2003, Andr‚ foi vice-campeÆo do Dakar.

Seu irmÆo, Jean Azevedo, piloto da KTM 700, chegou esta manhÆ. Bem disposto, apesar das mais de 12 horas de viagem, ele j  planejava encontrar com seu mecƒnico Geraldo Lima para iniciar os acertos dos £ltimos detalhes no motor da motocicleta.