kawasaki-ninja-400-1

Ninja 400: Kawasaki promete uma nova era na categoria

Há exatos 10 anos a Kawasaki trazia ao Brasil sua esportiva de entrada, a Ninja 250R, que possibilitou que novos motociclistas conhecessem o universo Ninja e pudessem se divertir no comando de uma pequena esportiva. Depois, o modelo ‘cresceu’ para a Ninja 300 e hoje a linhagem escreve um novo episódio, com a chegada da Ninja 400 – que promete ser novo divisor de águas para a marca. A Kawasaki Ninja 400 chega às lojas brasileiras no próximo mês, a partir da segunda semana de setembro. O preço? Competitivos R$ 23.990,00 (preço sugerido, sem despesas com frete e seguro, claro).

A Ninja 400 está chegando! Modelo estará nas concessionárias Kawasaki do Brasil a partir de setembro

A Ninja 400 está chegando! Modelo estará nas concessionárias Kawasaki do Brasil a partir de setembro

A Ninja 400 foi uma das sensações da Kawa no Salão Duas Rodas 2017 (ao lado de modelos como a clássica Z900 RS e a Versys-X 300) e é vendida em outros mercados desde o início de 2018. Segundo a Kawasaki, a motocicleta tem novo chassi, recebeu um motor concebido especialmente pra ela e inspirou-se na poderosa Ninja H2 em diversos aspectos – ou seja, está longe de ser uma Ninja 300 com acréscimo de cilindrada. No Brasil, a Ninja 400 estará disponível nas cores Lime Green, Metallic Spark Black e Lime Green – KRT Replica (esta, por R$ 24.990).

Com três opções de cores, preços sugeridos da Ninja 400 variam entre R$ 23.990,00 e R$ 24.990,00

Com três opções de cores, preços sugeridos da Ninja 400 variam entre R$ 23.990,00 e R$ 24.990,00

Ninja 400 – novo motor, mais leve e 48 cv

Como já acontecia na Ninja 250R e na Ninja 300, o novo modelo segue apostando no motor DOHC (duas válvulas no cabeçote), bicilídrico (com os pistões em linha), mas, agora, são 399 cm³. O propulsor foi projetado para ser compacto como um de 250 cm³ e leve, assim, sofreu realocação de componentes e ganhou árvore do comando de válvulas forjada – dentre várias outros aperfeiçoamentos. O resultado veio em números: a Ninja 400 produz 48 cv a 10.000 rpm, ou seja, 9 cv a mais que a Ninja 300 e 7 cv acima da Yamaha R3, principal concorrente. Contudo, o maior ganho não está na potência, e sim no torque (tradicionalmente um ponto fraco nas pequenas Ninja’s): saltou dos 2,8 kgf.m da 300 para 3,9 kgf.m na Ninja 400 – ante os 3,02 kgf.m da Yamaha.

Motor desenvolvido especialmente para a Ninha 400 gera 49 cv e, mais importante, produz expressivos 3,9 kgf.m de torque... Não é a toa que o modelo ocupa os três primeiros lugares na categoria 300 cc do World SuperBike

Motor desenvolvido especialmente para a Ninha 400 gera 48 cv e, mais importante, produz expressivos 3,9 kgf.m de torque… Não é a toa que o modelo ocupa os três primeiros lugares na categoria 300 cc do World SuperBike

O acréscimo de potência vem acompanhado de redução de peso e aperfeiçoamento em ciclística. A nova Ninja marca 164 kg a seco na balança (8 kg mais leve que a antecessora) e tem um entreeixos menor (de 1.405 mm para 1.370 mm), garantindo mais agilidade ao modelo. O novo chassi é inspirado na Ninja H2, possibilitando o novo posicionamento do braço oscilante (mais longo, agora fixado à parte traseira do motor) e seu desenvolvido foi crucial para minimizar o peso da motocicleta. A ciclística também buscou melhorar o conforto, por isso a posição das mãos foi elevada e a pedaleira está levemente à frente.

Tecnologia

Como herança da irmã de 300 cilindradas, a Ninja 400 também tem embreagem deslizante – que foi aperfeiçoada e agora oferece uma alavanca 20% mais leve, e freios ABS (assinados pela Nissin). O sistema passa a contar com os maiores discos de freio da categoria: na dianteira, são 310 mm (mesmo tamanho dos utilizados na Ninja ZX-14R) e disco semi-flutuante, e 220 mm na traseira.

Freios ABS Nissin se destacam pelo grande disco dianteiro. Com 310 mm, é do mesmo tamanho do disco usado na ZX-14R

Freios ABS Nissin se destacam pelo grande disco dianteiro. Com 310 mm, é do mesmo tamanho do disco usado na ZX-14R

Painel é o mesmo da Ninja 650

Painel é o mesmo da Ninja 650

O moderno painel de instrumentos possui um grande tacômetro ladeado por lâmpadas de advertência em um lado, e tela LCD multifuncional no outro, e integra velocímetro digital, indicador de marcha, hodômetros total e dois parciais, autonomia restante, consumos médio e instantâneo, temperatura externa, temperatura do líquido de arrefecimento, relógio e indicador de pilotagem econômica – ou seja, é o mesmo da Ninja 650, para reforçar o ‘aspecto premium’ da Ninja 400.

O design, destacado pela dianteira com faróis esguios e carenagem mais volumosa, deriva da H2 e da ZX-10R – de quem herda, por exemplo, o estilo da rabeta e lanterna traseira (em LED) e spoilers na parte inferior da carenagem dianteira.

Além de desempenho, a Ninja 400 também foi desenvolvida pensando no conforto. Modelo tem guidão mais elevado e pedaleiras menos recuadas, a fim de facilitar o uso em viagens curtas ou médias

Além de desempenho, a Ninja 400 também foi desenvolvida pensando no conforto. Modelo tem guidão mais elevado e pedaleiras menos recuadas, a fim de facilitar o uso em viagens curtas ou médias

Além disso, pensando em conveniência, o espaço de armazenamento sob o banco tem dois níveis e a moto recebeu pontos de fixação que facilitam a acomodação de bagagem, nos suportes de pedaleira traseiros e na parte de baixo da rabeta. Os recursos são úteis em viagens, situação que também é beneficiada pelos 5 ajustes de pré-carga da mola na suspensão traseira e pela já citada posição de pilotagem mais confortável.

Ficha técnica Kawasaki Ninja 400

MOTOR

Tipo DOHC, 8 válvulas, bicílindrico paralelo, arrefeicimento a líquido
Cilindrada 399  cc
Diâmetro x curso 70 x 51.8 mm
Taxa de compressão 11.5:1
Potência máxima 48 cv a 10.000 rpm
Torque máximo 3.9 kgf.m a 8.000 rpm
Sistema de alimentação Injeção eletrônica de combustível: Ø 32 mm x 2
Sistema de lubrificação Forçada, cárter húmido
Transmissão Seis velocidades
Embreagem Multidisco, húmida
Sistema de partida Elétrica
Combustível Gasolina

CHASSI, FREIOS E SUSPENSÃO

Tipo Treliça, aço de alta resistência
Suspensão dianteira Garfo telescópico de 41 mm, com curso de 120 mm
Suspensão traseira Braço oscilante Uni-Trak, mono-amortecido a gás com ajuste de pré-carga, com curso de 130 mm
Freio dianteiro Disco em forma de pétala de 310mm. Pinça de duplo pistão, com actuação simultânea
Freio traseiro Disco de 220mm em forma de pétala. Pinça de 2 êmbolo
Pneu dianteiro 110/70R17 M/C 54H
Pneu traseiro 150/60R17 M/C 66H

DIMENSÕES

Comp x Larg x Alt 1,990 x 710 x 1,120 mm
Distância entre eixos 1,370 mm
Distância mínima do solo 140 mm
Altura do assento 785 mm
Capacidade do tanque 14 litros
Peso em ordem de marcha 164 kg

separador_kawasaki



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.