Nino Rosa: a polêmica

Seja bem-vindo caro Nino; como comentado por alguns motonliners, todos n¢s sentimo-nos em casa quando estamos acessando o motonline e acredito nÆo necessitar de tanta formalidade nas respostas. Em particular, eu gosto mais das respostas diretas. Em rela‡Æo a pergunta do Romoaldo – Sapiranga – RS, eu tamb‚m tenho admira‡Æo pela FAZER. Contudo, em minha regiÆo o com‚rcio da Honda ‚ muito forte e se perde muito dinheiro adquirindo uma moto de outra marca. Portanto, como nÆo sou rico e considero a Twister um ¢tima moto, optei por ela que tanto atender  minhas necessidades como nÆo perderei tanto dinheiro quando for troc -la no ano que vem por uma mais nova.
Hermes – Mossor¢, RN

Tio Tite, Fala Nino, beleza? Primeiro, ao Tite: Cara, s¢ hoje tive tempo de ler com calma o editorial “O Trƒnsito Sociopata”. Cara, vc mais um vez demonstrou imensa lucidez ao conseguir analisar a sociedade brasileira atrav‚s do comportamento das pessoas, no trƒnsito ou em assuntos referentes a ele ou a seus ve¡culos. Como vc disse na mat‚ria, tamb‚m tenho a impressÆo que a capacidade das pessoas de CONVIVER parece que diminui cada vez mais. Certa vez ouvi um di logo, na TV, nÆo lembro quem dava uma entrevista, assim: “vc acredita em vida inteligente em outros planetas?” e a resposta: “NÆo acredito em vida inteligente nem NESTE PLANETA” E assim vamos n¢s. Parab‚ns pela mat‚ria. Ao Nino: Seja bem vindo. Mas, por favor, relaxa. Lembre-se, seu p£blico ‚ de motoqueiros (no bom sentido). Responda …s cartas como se estivesse tomando uma, pq senÆo o pessoal vai achar vc mais Rosa e menos Nino.
Eduardo – Jos‚ Bonif cio/SP
VOLTA … responder as cartas dos leitores Doc Tite !!!
Pedro – Angra dos Reis / RJ
Inacreditavel. Em qual reparticao publica vcs arrumaram esse Nino Rosa? Alias, cada vez temos menos Tio Tite e cada vez mais uns ilustr¡ssimos “colaboradores”. Uma pena, mas ultimamente o motonline esta perdendo o punch do Tite e parecendo uma ONG. Toamara que seja passageiro.
Juliana – sao paulo sp
Caro Nino, Talvez j  nos conhecemos por este mundÆo. Seja bem vindo e fique na sua e mostre para o que veio, pois o Tite e o Harada nÆo colocariam vocˆ no Motonline se nÆo possu¡sse capacidade para este fun‡Æo. Quanto ao mal humor do Tite, que conhe‡o bem, acho ¢timo e real e de “muito bom humor”, pois ‚ muito sacal ficar respondendo e escrevendo sobre o ¢bvio, que j  foi dissecado, dito e sabido. Chega de “qual acha melhor, como envenenar e outras bobagens” e vamos partir – e continuar o que estÆo fazendo muito bem – para melhorar a consciˆncia e educa‡Æo motociclistica inexistente no Lisarb, “o quarto fabricante de motos do mundo” e o mais subdesenvolvido culturalmente em todos sentidos.
Julio – SP-SP
Eu espero que o Nino Rosa seja uma brincadeira do Tite. Volta Tite! Quem reclama do seu mau humor, que v  ler o gibi da turma da m“nica.
Daniel – SÆo Paulo
Seja bem vindo! sucesso para vocˆ! e agora falando sobre o Tite. ele tinha cabelo!
Alan – Aracaju, Se
Doc pelo amor de deus volte a responder as cartas! nada contra o nino, mas ele ‚ muito chato. e tem mais se um cara te escreve perguntando quantas rodas tem uma moto,tem mais e que se esculachado mesmo.
Renato – Concei‡Æo do Castelo-ES
Olha, ficaram muito “mornas” as respostas da sec‡Æo de cartas. Apesar de parecer que o Nino Rosa entende do assunto, mas convenhamos, ele nÆo d  o mesmo toque de gra‡a de antes.
EFCC – DF
Tite Simäes, sei l  se ‚ vc q est  escrevendo com outro pseud“nimo mas nÆo agradei dessa forma de respostas do Nino Rosa. J  estava acostumado com sua maneira rude de responde-las e t“ achando meio “polido” demais esse novo processo de atendimento. T  at‚ parecendo telemarketing de cartÆo de cr‚dito! No mais, boa sorte ao Nino Rosa em sua nova empreitada e ao Tite com sua nova carreira de ator.
Tarc¡lio – Arcos – MG
Nino Rosa, NÆo tenho preconceitos, mas pelas delicadas respostas e pelo pseud“nimo, esse novo redator deve ser um tremendo boiola. Volta logo Tite.
Al£cio – Penedo – Al
Mr. Rosa ou melhor Rosinha, acho que tera um cargo bastante importante nesse momento, que eh de responder todas as cartas dos Leitores, pois tenho certeza que nao deve ser facil, mas parab‚ns pelo novo emprego e espero que vc consiga o seu espa‡o junto com os leitores assidos do Motonline. Muita for‡a e garra. Vc com certeza vai precisar.
FABAO – UBERLANDIA-MG
P“ Nino, seguinte, para quem conhece pessoalmente o velho Tite, a rabujice dele acaba sendo lend ria. SugestÆo, antes que te crucifixem. Relaxa, nÆo seja tÆo burocr tico, do tipo “encaminharemos sua sugestÆo aos canais competentes”. A galera por aqui t  acostumada com coice e pedaladas na cabe‡a. NÆo se acanhe e meta a boca na galera e dˆ a sua opiniÆo, fale mesmo. Para quem se acostumou a levar porrada do Tite nÆo aceita afagos educados.
eduardo – SP
Ol  Nino, muito boa sorte nesta nova empreitada. Sei que muitos (como eu) estÆo tristes em nÆo ter mais o Tite mau humorado respondendo as cartas, mas nem por isso acho justo que as pessoas venham a reclamar que a sessÆo de cartas “perdeu a gra‡a” o objetivo maior das cartas ainda continua sendo a respostas das d£vidas dos leitores. Sei tamb‚m que o Tite vai usar todo seu humor nos editoriais e testes (agora com mais frequˆncia) o que vai suprir a falta dele nesta sessÆo. Tenho certeza que tem muita gente querendo saber mais sobre vocˆ. Conte um pouco da sua hist¢ria.
Claudinei – SÆo Paulo – SP
Nino Rosa, seja bem vindo, realmente uma tarefa de responsabilidade, substituir o grande Tite, uma fera do motociclismo,te desejo sucesso.
Ronaldo – Maric /RJ.
EScrevo para apoiar a campanha de Fernando de Dourados: A campanha “Volta Tite”. N¢s motociclistas somos por natureza livres, brincalhäes e pouco formais. Quem nÆo gosta do personagem Tite, que v  consultar um terapeuta. Chega de engomadinhos, puxa-sacos e empedernidos.
Sardo – Santa Maria/RS

R: Sou obrigado a informar que minha fun‡Æo aqui no Motonline nÆo ‚ a de ser “engra‡ado”, mas informativo. A diretoria produziu uma nova enquˆte sobre meu trabalho e os senhores sintam-se livres para estarem votando em qual linha preferem adotar. Sr. Al£cio, digamos que pelo nome nÆo se pode julgar uma pessoa. Sr. FabÆo, prefiro que me tratem por Nino e nÆo “Rosinha”. Sr. Eduardo, estamos trabalhando no sentido de melhorar o relacionamento entre leitor e m¡dia e “porradas” nÆo estÆo mais no novo estilo de respostas. Preferimos adotar a gentileza e cordialidade. Sr Claudinei, minha breve hist¢ria foi relatada na se‡Æo de cartas de ontem (dia 26), por favor releia.