Nivaldo Viana e Anderson Amaral confirmam favoritismo e levam títulos da Superliga de Motocross

O fim de semana foi perfeito para a 2B Duracell Racing, equipe patrocinada pela Mormaii. Nivaldo Viana e Anderson Amaral conquistaram os títulos da CRF-230 e MXJR, respectivamente, na última etapa da Superliga Brasil de Motocross 2010. A prova foi disputada em Poços de Caldas, Minas Gerais, nos dias 20 e 21 de novembro.

Na MXJR, Anderson Amaral chegou a Poços de Caldas com o objetivo de superar o líder Endrews Armstrong para conquistar o título da categoria. Na segunda posição do campeonato, ele precisava vencer a prova e torcer para que seu adversário chegasse, no máximo, na terceira colocação para ficar com o título. Porém, logo nos treinos as coisas ficaram mais fáceis para o piloto patrocinado pela Mormaii.

Endrews Armstrong sofreu uma lesão no pulso e quase ficou de fora da prova. Já Anderson Amaral largou na frente e no início da corrida mostrou que queria o título. O jovem piloto da 2B Duracell Racing abriu vantagem, se isolando na liderança, até cruzar a linha de chegada em primeiro. Endrews ficou com o quarto lugar.

“Sabia que tinha que vencer e foi com este objetivo que entrei para a pista. Se eu vencesse, teria feito a minha parte e o resultado do Endrews dependia somente dele. Não havia nada que eu pudesse fazer para prejudicar a prova dele”, explicou o piloto.

Este foi o terceiro título nacional de Anderson Amaral no ano, que já havia vencido as categorias 85cc do Arena Cross e do Brasileiro de Motocross. Com mais este título, Anderson faz a “temporada perfeita”.

“Quando o ano começou nem eu acreditava que tudo ia dar tão certo. Fiquei muito feliz em conquistar mais este título. Foi um belo ano e espero que este seja apenas o primeiro de muitos anos de sucesso na minha carreira”, afirmou o piloto.

Em situação mais confortável, Nivaldo precisava apenas de um sexto lugar para ficar com o título. Sabendo disso, o piloto santista entrou para a pista disposto a poupar o equipamento e fazer uma prova consciente.

Nivaldo largou na frente, mas, pressionado pelos adversários, abriu mão da vitória e priorizou a conquista do título. Na segunda posição durante quase toda a corrida, o piloto fez uma prova tranquila e conquistou o campeonato na categoria CRF-230.

“Faz dois anos que eu faço parte deste time e sempre quis dar um título para eles e compensar tudo o que eles fizeram por mim. Este primeiro lugar me dá muita alegria e muita segurança que o trabalho está sendo bem feito”, declarou, sem esconder sua satisfação pelo título.

O outro integrante da equipe, Gustavo Amaral, terminou na 12º posição na MX2, e Higor Passos, piloto patrocinado pela Mormaii, fechou a prova na mesma categoria em 15º lugar.