icgp-5

Nostalgia no ICGP Brasil: Tributo ao passado

Sabe aquele cheiro de óleo 2T que preenchia as pistas há alguns anos? Quem esteve no Autódromo Internacional de Goiânia no último final de semana pode inspirar e encher os pulmões daquele delicioso cheiro de passado. Além de uma viagem no tempo, o ICGP (International Classic Grand Prix) promoveu um enorme tributo às motos clássicas de competição que rasgavam o asfalto (e os ouvidos) nas décadas de 1970 e 1980.

O ICGP 2016 realizou uma única etapa no último domingo (23/10), no Autódromo Internacional de Goiânia, quando cerca de 20 motos (de 2 e 4 tempos) encararam a pista para valer. Além dos pegas, também houve outras ações, como homenagens a pilotos brasileiros. Foram duas provas que proporcionaram grandes emoções ao público do campeonato mundial para motos de GP clássicas. O francês Jean-Paul Lecointe confirmou a pole position obtida nos treinos e venceu as duas provas na categoria 350, enquanto o belga Yves Hecq foi o melhor da 250 nas duas corridas. Entre os brasileiros, o destaque foi Leandro Mello, que além de piloto é apresentador do programa Auto Esporte, da Rede Globo, que obteve dois segundos lugares na 350.

Entre os pilotos brasileiros inscritos no ICGPBrasil, destaques para Milton “Cigano” Adib, Roberto Boettcher e Alex Machado. Outro ídolo goiano, Edmar Ferreira, afastado da motovelocidade desde 1980, participou somente da primeira corrida. Completou duas voltas e recolheu sua Honda aos boxes. Marco Antônio Greco e Sidnei Scigliano não largaram em nenhuma corrida devido a problemas nas motos. Mas valeu pela festa e pela nostalgia.Separador_motos



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.