Tio Bel, a lenda do motociclismo brasileiro - foto: Roberto Maia

Notícia triste: perdemos o “Tio Bel”

Tio Bel, a lenda do motociclismo brasileiro - foto: Roberto Maia

Tio Bel, a lenda do motociclismo brasileiro – foto: Roberto Maia

Hoje o motociclismo brasileiro esta de luto: morreu aos 98 anos, na manhã desta terça-feira (30), o motociclista e empresário Alberto Gomes da Silva, mais conhecido como Tio Bel. Residente na cidade de Campina Grande (PB), Tio Bel era considerado o mais velho motociclista do Brasil em atividade (e talvez do mundo).

Tio Bel, ainda motociclista aos 95 anos

Tio Bel com 95 anos junto a sua Hayabusa

Para aqueles que não o conheciam ou não tinham ouvido falar, citamos ele em janeiro de 2013 na matéria “Nossos queridos velhos”. Naquela época o Tio Bel tinha 95 anos e ainda pilotava uma Suzuki GSX 1300R Hayabusa; o pessoal que andava com ele dizia que o “veinho” tinha a mão muito pesada.

Segundo o próprio Tio Bel, seu amor pelas duas rodas começou ainda na adolescência. “Eu era novinho ainda e a primeira moto que subi me apaixonei e tive muitas motos na história já”, disse.

Tio Bel tinha em seu currículo a participação em inúmeros encontros de motociclistas pelo Brasil e pelo mundo, sempre de moto, pilotando e curtindo a sua paixão que era a Hayabusa. Quando tinha 97 anos, sentindo o peso da idade avançada, trocou a Hayabusa por um tricíclo Cam-am.

Tio Bel se acidentou no último sábado, sofrendo traumatismo craniano. Socorrido, foi internado mas não resistiu aos ferimentos e nos deixou. Mas temos certeza que o Tio Bel nos deixou com um sorriso no rosto, pois partiu do jeito que sempre viveu, e mais gostava, pilotando.

Estado em que ficou o tricíclo do Tio Bel após o capotamento - foto de um popular anônimo

Estado em que ficou o tricíclo do Tio Bel após o capotamento – foto de um popular anônimo

Separador_motos



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.