Yamaha-Factor-150-2016-9

Yamaha Factor 150 – mais moderna e eficiente

Com o lançamento da Fazer 150 em setembro de 2013, estava claro que a Yamaha teria que mexer na sua moto de entrada, a Factor 125. Apesar desta moto ter mantido desempenho de mercado sempre muito bom desde seu lançamento há mais de 15 anos, a necessidade de modernização em função das normas de emissões que entrarão em vigor em janeiro de 2016 (PROMOT 4, fase 2) fez com que a Yamaha mudasse sua caçulinha e desse a ela mais fôlego e competitividade.Yamaha-Factor-150-2016-17

Neste cenário surge esta nova Factor 150, uma moto mais moderna e competitiva que provavelmente substituirá a Factor 125, apesar de a Yamaha não declarar isso e informar que as duas conviverão no showroom das lojas da marca a partir de janeiro de 2016. Este movimento da Yamaha faz todo o sentido e fica claro para que a marca dê opções razoáveis aos consumidores. Em julho deste ano a Yamaha unificou a Fazer 150 para uma única versão e posicionou seu preço próximo dos R$ 9.000,00. Agora chega a Factor 150 em duas versões – E e ED -, com preços de R$ 7.390,00 e R$ 7.990,00 respectivamente. Talvez faça falta uma moto com preço próximo dos R$6.000,00, mas aí já é tarefa para uma cub da marca, como a Crypton.

Factor 125, no alto, deve sair de linha em 2016; semelhanças entre a nova Factor 150 e a Fazer 150 (direita) são muitas

Factor 125, no alto, deve sair de linha em 2016; semelhanças entre a nova Factor 150 e a Fazer 150 (direita) são muitas

Esta nova moto está muito parecida com a Fazer 150 e até causa uma certa confusão com nomes e números parecidos. Na aparência, ela compartilha com a irmã mais cara vários itens que se vê facilmente: lanterna traseira, motor, bloco óptico dianteiro, entre outros itens. A ideia é posicionar a fazer 150 com um caráter mais esportivo e deixar para a Factor 150 a função de ser a moto urbana para o dia-a-dia, seja para transporte ou uso profissional.

A nova Yamaha Factor 150 tem um design inovador e agressivo - Proposta de maior conforto ao motociclista

A nova Yamaha Factor 150 tem um design inovador e agressivo – Proposta de maior conforto ao motociclista

Além de estar mais forte de fato, a nova Yamaha Factor 150 oferece um desenho moderno, evidenciado pelas tomadas de ar injetadas em polipropileno, com textura hexagonal esportiva e também pela lanterna traseira bipartida. Isso sem falar do completo painel de instrumentos 100% digital, que adotou como diferenciais o marcador de marchas e o conta-giros.

A nova Yamaha Factor 150 foi especialmente projetada para maior robustez e economia

A nova Yamaha Factor 150 foi especialmente projetada para maior robustez e economia

Esta moto é na verdade, o resultado de modificações sobre a Fazer 150 para oferecer ao motociclista brasileiro, seja ele iniciante ou experiente, uma motocicleta com mais vigor para atender a principal categoria do mercado nacional: as streets de 150cc. As principais diferenças entre as duas versões de acabamento – E e ED – está nas rodas raiadas e freio a tambor na dianteira para a versão E, enquanto que na verão ED o freio dianteiro é a disco e as rodas são de liga-leve. No restante, as duas versões da motocicleta são idênticas.

O motor, mesmo da Fazer 150 recebeu modificações para maior economia e robustez

O motor, mesmo da Fazer 150 recebeu modificações para maior economia e robustez

Motor

O motor da Factor 150 é derivado da Fazer 150 mas com diferenças. Ele tem um cilindro, com 149,3 cm³ de deslocamento volumétrico, com comando único no cabeçote (SOHC), injeção eletrônica de combustível e arrefecimento a ar. Difere da Fazer porque conta com pequenas alterações para ser mais econômico, robusto e durável. Demanda baixa manutenção, este que já se consagrou como um motor que pode ser abastecido com gasolina, etanol ou com a mistura de ambos em qualquer proporção.
O cilindro tem uma configuração especial na camisa de aço que permite transportar maior quantidade de calor ao bloco de alumínio e assim rodar em temperatura mais baixa.

Nessa segunda geração do sistema BlueFlex, ela é capaz de produzir até 12,2 cv, quando alimentada com gasolina, e 12,4 cv com etanol, na mesma faixa de giro máxima: 7.500 rpm. O torque máximo é de 1,285 kgf.m com gasolina e 1,295 kgf.m com etanol, disponível a 5.500 giros.

A relação secundária está mais longa (na Fazer é 41/14 e na nova Factor 150 é 39/14) para deixar a rotação do motor em um patamar mais baixo, que resulta em melhor aproveitamento do torque, principalmente em baixas rotações. Outro aprimoramento importante foi o ajuste do ponto de ignição.

Há também alterações que visam o menor atrito entre as partes móveis e a melhor lubrificação interna, o motor conta com um baixo nível de vibração, que resulta em maior conforto para o piloto. A redução do consumo de combustível, traduz em maior autonomia e eficiência energética para ficar de acordo com as novas regras ambientais. Assim, o novo motor da Factor 150 também foi projetado para atender à segunda fase de emissões de gases e evaporativos do Promot 4, que entra em vigor a partir de janeiro de 2016.

A maior autonomia resulta das alterações no motor e no tanque de combustível, que passou de 14 litros para 16 litros, se comparado ao da Factor 125. As duas versões da Factor 150 – ED e E – adotaram câmbio de cinco velocidades, com transmissão final por corrente.

O chassi da Factor 150 é constituído de tubos de aço e o motor faz parte da estrutura

O chassi da Factor 150 é constituído de tubos de aço e o motor faz parte da estrutura – O modelo E tem freios a tambor

Chassi

O chassi é feito em tubos de aço, a Factor 150 traz um conjunto ciclístico bastante equilibrado. É equipado por uma  suspensão dianteira com garfo telescópico convencional e curso de 120 mm e suspensão traseira amortecida por sistema de dois amortecedores que proporcionam um curso de 111 mm na roda traseira. Já o sistema de frenagem conta com disco de 245 mm de diâmetro de acionamento hidráulico e freio traseiro a tambor, com 130 mm de diâmetro, de acionamento mecânico, isso na versão “ED”. Na versão “E”, a moto traz freios a tambor em ambas as rodas.

A nova Factor 150 adota o pneu traseiro de medidas 90/90-18, o mesmo que calça a Factor 125. A ideia de adotar esta medida está diretamente ligada à reposição do componente, já que este pneu oferece melhor custo-benefício, proporcionando economia também no momento da manutenção da motocicleta.

Painel completo, todo em cristal líquido, vem inclusive com indicador de marchas

Painel completo, todo em cristal líquido, vem inclusive com indicador de marchas

Conforto

Em questão de conforto, a Factor 150 permite uma posição de pilotagem mais relaxada e confortável. A nova street de 150 cc recebeu um assento em dois níveis e com espuma de maior densidade, para um maior nível de conforto. Em função desse banco mais anatômico, e em harmonia com a alça 180º para a garupa, o passageiro rodará com bastante conforto e segurança.

Design

O design inovador da Factor 150 destaca-se também pela excelente integração entre o conjunto formado pelo tanque de combustível e as tomadas de ar injetadas em polipropileno com textura hexagonais. Elas transmitem maior volume e robustez ao conjunto, seguindo os preceitos adotados nas motos de maior capacidade cúbica da marca. Além disso o seu acabamento preto oferece menor custo para reposição. O farol é esportivo, a lanterna traseira é bipartida e a rabeta mais afilada.

Painel

O painel de instrumentos é completo,  com mostrador totalmente digital e proporciona boa visualização das informações. Traz indicador de marchas, relógio, hodômetro parcial e total e função fuel trip, que inicia uma contagem progressiva a partir do momento que o combustível do tanque da motocicleta entra na reserva. Além, das luzes espia para o farol alto e injeção eletrônica.

Para uma maior segurança do piloto, a Factor 150 foi equipada com lampejador de farol alto. Outro grande diferencial é a adoção do conta-giros integrado à ECU, que dispensa o uso de cabo.

Para orientar o piloto a uma condução ainda mais econômica, a Factor 150 traz, seguindo o padrão adotado nas motos de maior capacidade cúbica, o indicador ECO no painel de instrumentos, cujo indicador acende quando o motor trabalha na faixa de rotação de maior eficiência.

Cores:

A Factor 150 2016 na versão ED, conta com rodas de liga e freio a disco, pode vir em quatro opções de cores: branca, laranja, preta e vermelho. Já a versão E – rodas raiadas e freio a tambor em ambas as rodas, está disponível em três opções: branca, preta e vermelha. Vale destacar que as duas versões têm lampejador de farol alto, partida elétrica e um generoso protetor sob o escapamento (anti-queimadura), também injetado em plástico de alta resistência, baixo nível de condução de calor e design que combina com a proposta urbana da moto.

Ficha técnica Yamaha Factor 150

Ficha-tecnica_factor_150

A revisão Preço Fixo

é um sistema no qual o cliente sabe exatamente quanto pagará desde a primeira até a sétima revisão (até os 30.000 quilômetros), permitindo controle, economia, valorização do modelo e maior segurança. Além disso, a Factor 150 possui uma linha de peças de reposição Y-TEQ, com qualidade Yamaha e preços mais em conta.

O seguro Preço Fixo

é outro diferencial comercial do modelo. O seguro de R$ 1.400,00 (um mil e quatrocentos reais), que pode ser quitado à vista ou parcelado em 12 vezes fixas de R$131,00. Não há taxa de adesão, nem análise de perfil e sem franquia. As regiões que contemplam esse seguro são: SP, RJ, Campinas e Baixada Santista. O seguro cobre roubo e furto, com base na tabela Fipe, tem assistência 24 horas e ainda conta com rastreador Ituran.

 Consórcio

PLANO SOU + YAMAHA está disponível para a nova Factor 150. O grande destaque deste plano de 60 meses é a contemplação de 2 motos por sorteio, 3 motos por lance fixo de 25% e até 10 motos por lance livre. As contemplações mensais podem chegar até 20 motos na inauguração e até 15 motos mensais nas assembleias seguintes, conforme saldo de caixa do grupo.

As vendas começam a partir de 05 de outubro de 2015, em toda a Rede Yamaha e o plano também poderá ser adquirido no site do Consórcio Yamaha pelo endereço: www.consorcioyamaha.com.br.



Pioneiro no Motocross e no off-road com motos no Brasil, fundou em 1985 o TCP (Trail Clube Paulista). Desbravou trilhas em torno da capital paulista enquanto testava motos para revistas especializadas.