Foto: divulgação

Nova Yamaha XVS 950 Midnight Star

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Desempenho full-size com peso leve, designe limpo e simples inspirado nos carros esportivos da década de trinta, porém com tecnologia de última geração.

Impulsionado por um motor de projeto atual de 942 cc, OHC, V-2, refrigerado a ar de alto torque, acomodado em um chassi de excelente ciclística, a nova XVS 950 Midnight Star apresenta um excitante e refrescante estilo esporte clássico.

Esta nova máquina sem igual e original é indicada aos motociclistas que desejam uma genuína custom limitada a 1.000 cc, mas leve e forte aliado a um alto desempenho com estilo longo e baixo que não intimida os motociclistas menos experientes. A XVS 950 Midnight Star cria um novo capítulo com seu estilo moderno e genuíno para os motociclistas de todas as idades.

Embora o modelo se beneficie do uso da avançada tecnologia Yamaha, foi tomado grande cuidado para assegurar que essa nova motocicleta mantivesse a simplicidade e designe essencial de uma big custom clássica.

Por exemplo, os engenheiros da Yamaha passaram muito tempo desenvolvendo um sistema de exaustão que acentuasse as baixas freqüências atenuando as de alta no seu exclusivo escapamento dois-em-um, assim como no desenvolvimento de um sistema de admissão que não só aumentasse o desempenho, mas também emitisse um som pulsante na admissão a baixa e alta velocidades.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Novo propulsor alimentado por injeção eletrônica

O compacto motor V-2 a 60 graus, oito válvulas, OHC de 942 cc, refrigerado a ar desenvolve 53,6 cv a 6.000 RPM e é totalmente novo. Nele também foi considerado para seu desenvolvimento o desempenho, força e designe. Para um ótimo rendimento a baixas e médias rotações. O propulsor trabalha quase quadrado com curso e diâmetro de 85.0 mm x 83.0 mm, que quando combinado a câmara de combustão e as oito válvulas nos cabeçotes conferem se torna uma autentica usina de força; forte aceleração e potência extra, em pouquíssimo tempo.

As características técnicas do projeto uniram características custom e de alta tecnologia, como: inexistência do balanceador no eixo do virabrequim, arrefecimento a ar, maior conjunto do filtro de ar, pistões forjados mais leves, tratamento cerâmico nos cilindros, oito válvulas nos cabeçotes. Assim como novas soluções tecnológicas para câmaras, válvulas, corpo da borboleta de alimentação, bomba de óleo, embreagem, caixa de mudanças, sistema de exaustão, entre outros.

O câmbio de cinco velocidades foi projetado especificamente para acentuar as características do novo propulsor. Tem cinco velocidades e privilegia as baixas e médias rotações, já a quinta marcha foi projetada para proporcionar uma relaxante e confortável velocidade de cruzeiro.
Para melhor desempenho em todos os regimes com o mínimo de emissões, as câmaras de combustão contam com dois bicos injetores de quatro furos cada. Esses bicos pulverizam o spray diretamente sobre a superfície das válvulas com eficiente atomização do combustível para uma rápida e melhor queima. O corpo da borboleta tem 35 mm de diâmetro.

Vários sensores são responsáveis por transmitir dados sobre a temperatura do ar, pressão atmosférica e pressão do ar admitido, temperatura do motor, velocidade, posição da borboleta e níveis de oxigênio na saída dos escapes, que são processados na ECU e então ajustados o sistema de injeção de combustível.
Os escapes do tipo 2 em 1 levam um catalisador de três vias e asseguram ao novo motor V-2, emissões muito menores que as exigidas pelo PROMOT 3.

Novo projeto do chassi berço duplo em aço

O novo chassi berço duplo em aço foi projetado para passar a sensação de pouco peso, o que foi obtido com o projeto de uma estrutura que oferecesse diferentes graus de rigidez em segmentos distintos. O chassi é especialmente rígido em torno da área principal da tubulação central, assim a rigidez de torção é ajustada em um nível relativamente mais baixo a fim de proporcionar um grau de resistência de acordo com as características de manipulação, que proporciona um maior conforto para o motociclista.

A relação entre os níveis de torção laterais e longitudinais da rigidez do chassi foram estudados com cuidado e por meio de extensivos testes resultaram em um chassi estradeiro e seguro com características que completam o desempenho do propulsor de elevado torque. Do ponto de vista estético o projeto do chassi berço duplo transmite uma relação de simplicidade e funcionalidade, que combina perfeitamente com as linhas clássicas do novo motor V-2 arrefecido a ar.

Comparada a outras motocicletas de sua categoria, a XVS 950 Midnight Star passa uma experiência de condução muito mais leve e mais esportiva. A esportividade é caracterizada por um ângulo de cáster de 3210, e 145 mm de trial projetando seu peso sobre a dianteira e traseira, de modo a assegurar maior conforto na condução em estradas.

A baixa altura do assento – 675 mm – confere elevado nível de conforto e facilidade em montar na motocicleta. Esse assento é estreito na parte dianteira a fim combinar com a seção traseira do tanque de combustível ficando mais fácil para motociclistas apoiarem os pés no chão, quando parado ou nos congestionamento.
Outro importante fator que influenciou na maneabilidade e peso foi a utilização na dianteira de uma roda em liga de 18 polegadas calçada com pneu de 130/70 x 18 63H, enquanto na traseira leve um conjunto 170/70B x 16 75H. As rodas de pouco peso e esportividade complementam o projeto clássico.

Usando técnicas de 3D CAD, os engenheiros da Yamaha criaram um tanque de combustível clássico em forma de lagrima, amplo e de desenho limpo, com capacidade de 17 litros. Visto de lado, tem um perfil baixo – mesmo com a bomba de combustível interna, passando um visual de velocidade e, em sua produção é empregada tecnologia exclusiva.

Como os modelos XVS/XV de maior cilindrada disponíveis no exterior, a XVS 950 Midnight Star é equipada com um sistema de transmissão secundária durável e eficiente. Uma correia dentada de 28.6 mm de largura reforçada com kvlar e fibra de carbono, uma maneira extremamente eficaz de transmitir os elevados níveis de torque produzidos pelo V-2, ideal para o longo curso da suspensão traseira, com propriedades absorventes a impacto e resistente à corrosão.

A suspensão dianteira da marca Kayaba leva tubos internos de 41 mm de diâmetro e 135 mm de curso, enquanto na traseira traz um sistema de Monocross com 110 mm de curso e ajuste da pré-carga da mola, projetada para oferecer um curso inicial macio, que se torna progressivamente mais firme enquanto a suspensão é comprimida. O conjunto de suspensões foi desenvolvido para proporcionar elevados níveis de conforto para o piloto e a garupa.

Para uma frenagem progressiva e eficiente na dianteira foi adotado um freio a disco com 320 mm de diâmetro e dois pistões que foi otimizado com o estudo da forma do manete, diâmetro do cilindro mestre, a taxa de expansão da mangueira e peso. Na traseira a XVS 950 Midnight Star é equipa com um freio a disco de 298 mm de diâmetro.

O painel de instrumentos é um show a parte, acomodando em um único instrumento de grande diâmetro, sobre o tanque de combustível em estilo clássico, todas as informações necessárias. Velocímetro análogo, seis luzes espia e uma janela da exposição multifuncional do LCD com; um hodômetro, dois trip, fuel trip e relógio operado por um interruptor no punho direito.

O modelo XVS 950 Midnight Star será comercializado a partir da quarta semana de maio de 2009 em toda Rede Autorizada Yamaha nas cores vermelha com aplicação de gráficos no tanque de combustível e pára-lama traseiro ao preço público sugerido, posto Manaus, de R$ 34.900,00, enquanto a versão na cor preta fica em R$ 34.600,00.