Novo aplicativo 192 smart agiliza atendimento a vítimas de acidentes

Com apoio da Triumph e como uma atividade do “Maio Amarelo”, foi apresentado na sede da Triumph, em São Paulo, na última segunda-feira (29/5), o novo app 192 Smart. O evento de apresentação reuniu profissionais do setor de transportes, representantes de prefeituras, SAMUs (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Corpo de Bombeiros, entidades de classe e jornalistas.

O novo aplicativo, que já está disponível para download gratuito na Apple Store e na Google Play, cuja principal funcionalidade é comunicar de forma mais rápida e eficiente a ocorrência de um acidente de trânsito com vítimas, tem o apoio da Secretaria de Transportes da Prefeitura de São Paulo, da Associação Brasileira de Medicina de Trânsito (Abramet) e do CEDATT (Conselho Estadual para Diminuição dos Acidentes de Trânsito).

192 Smart

O novo aplicativo é capaz de realizar uma ligação automática de viva-voz para o número 192 a partir do celular de um usuário acidentado. Para utilizar o recurso, o dono do aparelho deve apenas baixar o aplicativo e preencher seus dados pessoais. Em caso de desaceleração brusca compatível com uma colisão a pelo menos 50 km/h, o número 192 é acionado automaticamente por uma ligação em viva voz. Com a implementação nas centrais de emergência, as equipes de regulação do SAMU e do Corpo de Bombeiros têm acesso, em tempo real, aos dados da localização do acidente e às informações pessoais da vítima, inseridas pelo usuário do aplicativo. Além disso, a tecnologia consegue prever a gravidade do acidente, através da última velocidade registrada antes da colisão.

Apresentação do 192 Smart na sede da Triumph, em São Paulo: ação no Maio Amarelo

Apresentação do 192 Smart na sede da Triumph, em São Paulo: ação no Maio Amarelo

A equipe responsável pela implantação do sistema por aqui conta que buscou a tecnologia desenvolvida por uma startup chilena e criou a plataforma unindo sua experiência na área médica para conectar com as centrais de urgência. A médica Adriana Mallet decidiu tomar essa iniciativa, após perder uma amiga, Anariá Recchia, vítima de atropelamento, o que, segundo ela, poderia ter sido evitado se a chamada ao SAMU tivesse sido feita mais rápido. “O socorro imediato é fundamental para salvar vidas e qualquer minuto a mais é crítico para o paciente em acidentes graves”, fala a médica, que é intervencionista do SAMU e coordena o Núcleo de Educação em Urgências do serviço em uma cidade no interior de São Paulo.

O sistema, já em processo de assinatura de cooperação com centrais de emergência pública no interior de São Paulo, atuará em redundância com o atual mecanismo. Com isso, os idealizadores buscam demonstrar a eficácia da tecnologia para agilizar o envio das ambulâncias e priorizar os atendimentos de maior gravidade. O movimento Viva Anariá, criado em homenagem à vítima do atropelamento fez doações para financiar o app. “O aplicativo e as parcerias com as centrais de emergência aumentam muito as chances de um atendimento mais eficaz e, com isso, esperamos evitar que outras pessoas sofram o que sofremos, afirma Sávio Mourão Henrique, marido de Anariá.

A expectativa é criar parcerias para a implantação da ferramenta em serviços de emergência públicos e privados ainda em 2017, em todo o Brasil. As prefeituras interessadas podem ter acesso gratuitamente aos dados da central do aplicativo onde estarão disponíveis as ocorrências na sua cidade. Não haverá custos para as administrações municipais e estaduais – elas terão acesso a uma página na internet com login e senha onde obterão as informações coletadas pelo aplicativo, no caso de acidentes.

Separador_motos



Sidney Levy

Motociclista e jornalista, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa.