O custo da Segurança nas estradas

O custo da Segurança nas estradas

O custo da Segurança nas estradas

àrgÆos do setor de transporte costumam estimar a constru‡Æo e a manuten‡Æo de rodovias num per¡odo de 10 anos em algo em torno de US$ 250 mil d¢lares por quil“metro. Por‚m, no Brasil, comumente este valor ‚ ultrapassado. Com um detalhe: praticamente o total dele ‚ utilizado na implanta‡Æo e conserva‡Æo da estrutura aplicada na superf¡cie da estrada. Pouqu¡ssimo ‚ destinado … sinaliza‡Æo.

Calcula-se que nÆo chegue nem a 0,1% a aplica‡Æo de recursos nas estradas brasileiras no que tange … sinaliza‡Æo vi ria horizontal – aquelas demarca‡äes existentes na superf¡cie do pavimento. Um ¡ndice baixo que expäe ainda mais a gravidade do problema da seguran‡a na malha rodovi ria nacional. Em pa¡ses desenvolvidos, este ¡ndice, por vezes, aproxima-se de 2%.

Pode-se imaginar que o ¡ndice baixo da participa‡Æo da sinaliza‡Æo horizontal no valor total de constru‡Æo e manuten‡Æo de uma rodovia seja algo tamb‚m relacionado ao seu custo. De fato, a sinaliza‡Æo possui um custo total bem menor do que o servi‡o de implementa‡Æo e conserva‡Æo do pavimento. Por‚m, o ¡ndice m‚dio que ela representa como custo nas estradas brasileiras ‚ question vel, comparado com o que ‚ normalmente aplicado.

O fato ‚ que este item, por muitas vezes, tem sido introduzido sob o prisma do embelezamento da rodovia e nÆo como sistema essencial … seguran‡a das pessoas. Muitas vezes, tamb‚m ‚ empregado sem atender …s caracter¡sticas de durabilidade e eficiˆncia, fazendo com que estes materiais de sinaliza‡Æo habitualmente implementados tornem-se in£teis em um curto espa‡o de tempo.

Tais configura‡äes expäem, dessa forma, que estÆo sendo introduzidos nas estradas materiais de sinaliza‡Æo vi ria de qualidade duvidosa. E quando se päe em xeque a qualidade de qualquer coisa por esta instƒncia, deve-se questionar tamb‚m o seu pre‡o – invariavelmente apresentado mais baixo do que a m‚dia praticada no mercado, mas com resultado p¡fio.

Dessa forma, torna-se preponderante que, em empreendimentos nesse campo, em todas as suas instƒncias, esteja contemplada de forma correta a questÆo da sinaliza‡Æo. E, neste aspecto, incluem-se desde governos, passando por construtoras, at‚ empresas respons veis pelo fornecimento e aplica‡Æo desse tipo de material. Conviver com custos altos em obras nas estradas ‚ duro. Mais duro ainda ‚ saber que pouco ou quase nada ‚ destinado … seguran‡a de forma correta.

*µurea Rangel ‚ qu¡mica, mestre em engenharia de materiais e diretora executiva da Hot Line.