O Erro das automáticas, Afobado na crítica, Como colocar a NX200 na trilha, TPS – Forçando a venda,

Com relação à resposta à carta do leitor Vinny em 21/10, está escrito: “As Burgman da Suzuki que além da 125 importa de várias cilindradas mas o único com CVT é o 125.” Eu sou o feliz proprietário de uma Burgman 400, que possui transmissão CVT, assim como a Burgman 650!
Desde já agradeço pela atenção. Até mais, Leonardo. 28, Itajubá, MG

R: Obrigado pela correção Leonardo. O release da Suzuki foi mal interpretado.

Errata: O release da Suzuki para o salão 2R somente informa ser CVT a Burgman 125, porém todas as Burgman da Suzuki têm essa tipo de câmbio automático.

Mensagem:Olá Bitenca. Minha Titan 150 acabou de sair da revisão feita na
Honda e passou a apresentar uma problema muito incômodo. Ela dá fortes engasgadas quando eu tento retomar a velocidade acelerando bem de leve. Por exemplo:estou numa descida a 90km/h, solto o acelerador até ela cair a 80, e quando tento retomar de leve ela engasga por uns 2 segundos e depois acelera com um tranco. Curiosamente o problema se acentua a partir dessa faixa de velocidade. Outra coisa: a moto está muito acelerada. Tem relação uma coisa com a outra ? Se puder me ajudar Bitenca, eu fico muito agradecido, pois vou levar a moto na Honda pra eles arrumarem e queria ter uma noção do que seja, pra evitar qualquer ato de má fé da parte deles. Parabéns pelo site, é minha leitura obrigatória. Evandro, 23, Cesário Lange, SP

R: Evandro, você não disse que ano é a sua moto, se é das injetadas ou não. De qualquer forma você deve levar de volta à concessionária, mas preste atenção. A sua expectativa corre o risco de ser atendida. Procure mudar de atitude frente ao atendimento da concessionária, ela pode ser a melhor possível e assim provavelmente sua expectativa pode ser atendida, só que agora numa forma positiva. Poucas têm essa má fé de que você fala e para obter melhor resultado fique com uma boa expectativa que assim a probabilidade de ser bem atendido será maior. Boa sorte,

Olá Bitenca sou eu novamente, e a respeito da sua sugestão na resposta da minha última carta, acho que vc tem toda a razão. Acho que fui meio afobado ao escrever de maneira tão agressiva. Mas então, minha CG 150 é do ano de 2006, com todas as revisões feitas e ela está com uns 42500 kms. Você tem alguma sugestão do que pode estar causando esse problema ? Se é somente algum ajuste ou é alguma peça defeituosa ? Obrigado Bitenca pela sua grande ajuda.

R: Evandro, acredito que possa haver algum entupimento de uma passagem de gasolina no carburador. O giclê de lenta entupido pode causar esse tipo de problema mas adicionalmente a moto morre sem avisar e pode ser bem difícil de pegar. Mas se tentar corrigir a mistura no parafuso de ar e da marcha lenta ela pode ficar acelerada como está a sua porque o motor não vai aceitar regulagem na rotação adequada. Uma boa limpeza e regulagem do carburador resolverá o problema. Verifique também se sua moto tem filtro de gasolina, se não tiver coloque um de boa qualidade, com boa vazão. Assim você evita problemas futuros.
obrigado,

Gostaria de saber mais sobre colocar uma NX200 para moto de trilha muito obrigado
Marcos, 21, São Paulo, SP

Marcos, essa moto é bem apropriada para trilhas, mas sem grandes compromissos. O ideal é retirar toda “roupa” indesejada, como as carenagens na dianteira, piscas, espelhos e o que mais não for usar. O máximo de peso
deve ser retirado da moto. Se necessário trafegar por locais urbanos você vai ter que colocar luzes especiais para motos trail, que há à venda no
mercado. Substitua também os para lamas traseiro e dianteiro (alto) mantendo a placa se
necessário e retire bagageiro, se houver. Uma pequena preparação no motor pode ser bem vinda, se você trocar o escapamento por um mais livre, esportivo. Aumente o acesso de ar para a caixa do filtro retirando os abafadores de ruído, mas verifique sempre e faça a melhor manutenção possível no filtro de ar com óleo SAE 90 e graxa nas áreas de contato da
espuma com a caixa. Fique atento para não deixar passar poeira para o lado do motor, isso causa desgastes desastrosos.
Não aconselho mudar a relação final (coroa e pinhão) pois com uma tocada mais agressiva pode se obter melhores resultados com a relação original.
Porém se você for andar mais devagar, em ritmo mais de passeio, um pinhão com um dente a menos pode facilitar a pilotagem. Boas trilhas,

Pessoal tenho uma moto Lander 250, que esta apresentando problemas no TPS, que é carissimo por sinal. Gostaria de saber se vocês tem alguma solução para esse problema. Boa Semana.Agradeço a atenção. Fabiano, 36, Santa Maria, RS.

R: Não temos nenhuma solução, que não passe pela assistência técnica da Yamaha Fabiano. Outros Motonliners se queixam do preço do sensor híbrido da Yamaha, que força a venda do corpo borboleta completo. Se você conseguir, compre apenas esse sensor híbrido, que contém o TPS junto com outros componentes.
Solicite isso junto ao seu revendedor, se os usuários insistirem junto a fábrica, quem sabe eles se sensibilizam em dar uma opção mais razoável. Boa sorte,