O motor Ducati L-4

O motor Ducati L-4

O motor Ducati L-4

A italiana Ducati Motor Holding SpA, famosa por seus magn¡ficos motores bicil¡ndricos, estava perdendo muitas competi‡äes de MotoGP pelo fato das novas regras favorecerem motores multi-cil¡ndricos.

Sem querer abandonar toda sua tradi‡Æo de twins, seus engenheiros desenvolveram o Desmosedici Twinpulse – na realidade dois bicil¡ndricos juntados na base, trabalhando em ‘pulsos gˆmeos’ numa ordem de igni‡Æo 2+2, com um pistÆo adjacente de cada fila do L (V) queimando a mistura ao mesmo tempo e reproduzindo o ciclo de trabalho do bicil¡ndrico. Em assim fazendo, o motor aumenta a vida £til do pneu e melhora a retroalimenta‡Æo ao piloto nas sa¡das de curva.

O Ducati quatro que se comporta como um dois, desloca 949 cm3 e tem um trem de v lvulas desmodr“mico – as v lvulas abrem e fecham por ressaltos dos eixos-comando (cames), sem molas – uma opera‡Æo que se tornou famosa nos Mercedes 300 SL do meio da d‚cada de cinqenta. Desmo vem de desmodr“mico, e sedice ‚ italiano para 16 (v lvulas).