Tragico_luto1_24_06

O mundo dos esportes a motor está de luto

O último final de semana é daqueles para serem esquecidos, riscados da história das competições a motor mundiais. Quatro pilotos perderam a vida entre sábado e domingo em competições ocorridas no Brasil, França, Alemanha e Austrália.

No Brasil a ocorrência trágica foi na Moto 1000 GP, em que o piloto Cristiano Ferreira faleceu depois de ser atingido por outro piloto após queda na segunda parte da curva “S” do Senna, no Autódromo de Interlagos.

Nas 24 horas de Le Mans, morreu o piloto dinamarquês Allan Simonsen em decorrência de violenta batida do seu Aston Martin contra o guard-rail na terceira volta da prova.

Na Alemanha o piloto de endurance Wolf Silvester, de 55 anos, faleceu em decorrência de um ataque cardíaco fulminante durante o VLN Endurance Racing Championship. O carro de Wolf saiu da pista e quando a equipe de socorro chegou o encontrou imóvel no interior do carro. Os esforços de reanimação foram em vão e o piloto veio a falecer.

A quarta ocorrência foi em um campeonato amador de motovelocidade na Austrália. A prova havia recebido bandeira vermelha mas por razões ainda ignoradas um jovem piloto de 22 anos não viu os avisos de reduzir a velocidade e chocou-se com outra moto que já rodava em baixa velocidade, tendo morte instantânea. O outro piloto foi encaminhado ao hospital com fraturas múltiplas, inclusive sérias lesões na coluna.

Cristiano Ferreira, Allan Simonsen e Wolf Silvester

Cristiano Ferreira, Allan Simonsen e Wolf Silvester