Olhos voltados para Gaildorf – Mundial de MX – Parte I

A cl ssica pista alemÆ j  presenciou v rias decisäes de t¡tulos no passado, e ser  que nesse final de semana, Ben Townley e Stefan Everts adicionaram os seus pr¢prios cap¡tulos a essa hist¢ria?

Townley chega a Gaildorf com uma vantagem de 93 pontos para Tyla Rattray, seu companheiro de equipe. Townley precisar  vencer as duas baterias – o que ele j  fez 4 vezes nessa temporada – para conquistar o campeonato por antecipa‡Æo da classe MX2. Rattray precisa de dois segundos lugares para evitar que seu amigo Kiwi se torne o segundo neo zelandˆs da hist¢ria a se tornar campeÆo mundial de MX. Pelo menos at‚ o momento.

Na classe MX1, Everts tamb‚m tem uma vantagem de 93 pontos em rela‡Æo a Mickael Pichon. O cen rio ‚ praticamente o mesmo, mas com um agravante para o francˆs, j  que ter  que apagar de sua mem¢ria o terr¡vel acidente que lhe tirou das pistas em 2003 com o joelho machucado, exatamente nesse circuito.

At‚ agora Everts (6), Pichon (4), Townley (7) e Rattray (3) somam juntos 20 vit¢rias nessa temporada, com Melotte, Jorgensen, Coppins, Sword, McFarlane e Cairoli, todos eles tendo vencido um GP cada um. Portanto no mundial de MX, temos 10 pilotos vencedores diferentes, para 13 etapas disputadas. Enquanto no americano de MX 2004, apenas 3 pilotos venceram as 10 etapas disputadas.

Se Everts, o sete vezes campeÆo do mundo, conquistar o t¡tulo em Gaildorf, esta ser  a primeira vez que isso acontecer  em solo AlemÆo. H  dez anos, Everts perdeu uma dura batalha travada com Greg Albertyn e teve que se contentar em apenas observar o sul africano deixar o circuito com mais um t¡tulo conquistado.

Continua… Veja Parte II.