Orquestra apoiada pela CCR/NovaDutra faz concerto na Hebraica – SP, domingo (29)

A Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, que é apoiada pela CCR/NovaDutra, apresenta-se neste domingo (29), a partir das 12h00, no Clube A Hebraica, em São Paulo (SP).

O concerto acontece no Teatro Arthur Rubinstein e faz parte da programação Hebraica ao Meio-dia, que tem entrada franca.

A apresentação terá como destaque a violinista Ana de Oliveira, que há mais de oito anos é uma das spallas da Orquestra Sinfônica Brasileira. A solista apresentará o Concerto nº 5 para violino e orquestra em Lá maior K219, de Wolfgang Amadeus Mozart.

Sob a regência de Vantoil de Souza Júnior e Guilherme Bernstein, a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa também executará a obra “Tri Kartina”, do jovem compositor carioca Nikolai Almeida Brucher, e a Sinfonia nº 4 em Ré menor op 120, de Robert Alexander Schumann.

Apresentação da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa – Dia 29/6 – Domingo
Clube A Hebraica – Teatro Arthur Rubinstein
Rua Hungria, 1.000 – Jardim Paulistano/SP.
Entrada Franca

O Projeto Música nas Escolas – O projeto Música nas Escolas é desenvolvido pela prefeitura de Barra Mansa e atende a 5 mil crianças e adolescentes em 52 escolas da rede municipal de ensino. Além do apoio da CCR/NovaDutra, o projeto recebe patrocínio das empresas Light e Votorantim Metais e co-patrocínio da Saint-Gobain. A Orquestra conta com o incentivo do Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, e da Lei Estadual do ICMS, do Rio de Janeiro. Os recursos estão sendo investidos em instrumentos, partituras, uniformes e investimento em professores, produtores e assessoria.

Ana de Oliveira – Natural de São Paulo, a violinista iniciou os estudos musicais aos cinco anos de idade. Graduou-se na Escola Superior de Música, em Freiburg (Staatliche Hochschule für Musik), Alemanha, e cursou o mestrado da Escola Superior de Música da cidade alemã de Trossingen, como bolsista da Vitae e posteriormente do KAAD. Foi spalla da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal de São Paulo entre 1983 e 1986. Como solista atuou com diversas orquestras no Brasil e na Europa. Participou do grupo de Câmara do `Institut für Neue Musik`, com o qual excursionou pela Alemanha, Suíça e Polônia. Entre 1992 e 1996 exerceu intensa atividade pedagógica no Kolleg St. Blasien, em Waldshut, Alemanha. Atuou nos mais diversos Festivais no Brasil e exterior, como Festival de Montreux (Suíça), La Villette (Paris), Warschauer Herbst (Varsóvia), Donaueschingen (Alemanha), Rio International Cello Encounter, entre outros.

É uma dos spallas da Orquestra Sinfônica Brasileira há mais de 8 anos e com esta orquestra gravou ao vivo em CD “Scheherazade” de Rimski-Korsakov. É primeiro-violino do Quarteto da UFF (com Ubiratã Rodrigues, Nayran Pessanha e David Chew), do Trio Carioca (com David Chew e a pianista Tâmara Ujakova) e do Blas Rivera Quarteto. Como camerista tem atuado ao lado de grandes nomes da música brasileira e internacional, como a pianista Maria Clodes Jaguaribe, o compositor e instrumentista Egberto Gismonti, a harpista Cristina Braga e o Quinteto Villa-Lobos. É spalla da camerata Rio Strings cujo CD Fantasia Brasileira (Biscoito Fino) foi indicado ao Grammy 2005. Lidera o Ana de Oliveira Trio, formado pelo guitarrista Silvio D`Amico e o contrabaixista Tony Botelho.