Os números de Indianápolis

Os números de Indianápolis

Os números de Indianápolis

Estatísticas, factos e números interessantes para o ajudar a preparar-se para o Red Bull Indianapolis Grand Prix neste fim-de-semana.

276 – A vitória de Nico Terol na corrida de 125cc de Brno foi a 276ª da Aprilia em Grandes Prémios. Trata-se de mais um triunfo que a MV Agusta, a mais bem sucedida marca não nipónica de todos os tempos em termos de Grandes Prémios. Os únicos fabricantes com mais vitórias que a Aprilia em Grandes Prémios são a Honda, com 632 GPs, e a Yamaha, com 458.

50 – A vitória de Jorge Lorenzo em Brno foi a 50ª por parte de pilotos espanhóis em Grandes Prémios da categoria rainha. Espanha é apenas a quinta nação a atingir o marco de 50 triunfos na categoria rainha; as outras são Itália, Estados Unidos, Inglaterra e Austrália.

Há 34 anos – O dia da corrida no Grande Prémio de Indianápolis marca o 34º aniversário sobre primeira vitória do multi-Campeão do Mundo Toni Mang num Grande Prémio, na classe de 125cc na Alemanha de Leste, em Nurburgring, em 1976.

19 – As últimas 19 corridas de 125cc foram ganhas por pilotos espanhóis. A última corrida de 125cc a ser ganha por um não espanhol foi o Grande Prémio da Catalunha do ano passado com Andrea Iannone a subir ao mais alto do pódio. Esta é a mais longa sequência de triunfos em GP de 125cc por parte de uma nação nos 62 anos de história do Campeonato.

17 – Este será a 17ª vez que se disputa um Grande Prémio de motociclismo nos Estados Unidos. Os primeiros dois eventos tiveram lugar em 1964 e 1965, disputados em Daytona. Laguna Seca recebeu 12 provas e Indianápolis recebe agora o terceiro Grande Prémio.

14 – Os 14 primeiros pilotos a cruzarem a meta na corrida de Moto2, em Brno, já tinham todos ganho Grandes Prémios.

4 – Indianápolis é um de apenas quatro circuitos do calendário deste ano (que já receberam Grandes Prémios) onde a Ducati não venceu no MotoGP. Os outros são Le Mans, Silverstone e Estoril.

3 – Indianápolis é um de apenas três circuitos do calendário deste ano (que já receberam Grandes Prémios) onde a Honda não venceu no MotoGP. Os outros são Misano e Silverstone.

2 – A Yamaha venceu as duas corridas de MotoGP já disputadas no circuito de Indianápolis.

1 – Com a queda de Andrea Dovizioso em Brno, Jorge Lorenzo é agora o único piloto de MotoGP a ter somado pontos em todas as corridas já disputadas este ano.