motogp_01_slideshow_169

Os números do Estoril

 

150 –No bwin Grande Prémio de Portugal, Mika Kallio fará o seu 150º Grande Prémio; é o primeiro finlandês que consegue alcançar esta marca.

90 –Ao alcançar a segunda posição em Jerez, Dani Pedrosa garantiu pela 90ª vez uma presença no pódio de um Grande Prémio. O espanhol faz parte de um restrito número de dez pilotos que em 63 anos de história do campeonato do mundo, alcançou esta marca.

50% –Com a sua vitória no Grande Prémio de Espanha, Jorge Lorenzo conseguiu o seu décimo triunfo em vinte corridas disputadas desde a sua entrada para o Moto GP em 2010. Os outros vencedores nesse mesmo período, foram; Casey Stoner e Dani Pedrosa (4 vitórias) e Valentino Rossi, com dois triunfos.

49 –Em Jerez, Dani Pedrosa acabou no pódio pela 49ª vez na classe Moto GP. Se conseguir acabar de novo no pódio, fará dele o 11º piloto a conseguir 50 pódios na classe mais importante do campeonato.

19.339 sec –Jorge Lorenzo ganhou o MotoGP de Jerez, com 19.339 segundos de vantagem sobre o segundo, o que representa a maior margem de vitória alcançada por um piloto, desde a vitória de Valentino Rossi no Grande Prémio de Portugal de 2002, que o italiano ganhou por 22.2 segundos.

15–Jorge Lorenzo conseguiu em Espanha a sua 15ª vitória absoluta em MotoGP, igualando assim Alex Criville, até esta altura o mais vitorioso dos pilotos espanhóis na classe mais alta dos Grandes Prémios de Motociclismo.

14 –Esta é a 14ª vez que se disputa o Grande Prémio de Portugal. Os dois primeiros Grandes Prémios foram disputados em Espanha; o primeiro em 1987, em Jarama e o de 1988 em Jerez. Depois de 11 anos de intervalo, o Grande Prémio de Portugal passou depois a realizar-se no Estoril e desde 2000 que se mantém neste circuito.

13th –No Grande Prémio de Espanha, Marcel Schrotter terminou em 13º e deu ao novíssimo Mahindra team, os primeiros pontos do Campeonato.

11 –No dia das qualificações do Estoril, farão exactamente 12 anos desde que Kenny Roberts Jr. (Suzuki) ganhou o Grande Prémio de Espanha de 500 cc, disputado em duas mangas, no ano 2000. Valentino Rosso foi terceiro nessa corrida – o seu primeiro pódio na classe mais alta das motos – apenas na quarta corrida da sua carreira das 500 cc.

6 –Seis dos pilotos que marcaram pontos na corrida de 125 cc em Jerez, garantiram nessa altura o seu melhor resultado de sempre nesta categoria: Johann Zarco, Danny Kent, Taylor Mackenzie, Hiroki Ono, Zulfahmi Khairuddin e Josep Rodriguez.

5 –No MotoGP a Yamaha é ainda o construtor de maior sucesso no Estoril, com cinco vitórias. As outras corridas foram todas ganhas por pilotos da Honda. O Estoril foi a única pista em que a Yamaha garantiu quarto vitórias, deste a introdução das 800 cc no MotoGP.

5 –Valentino Rossi é o piloto com maior número de vitórias no Estoril, garantindo para já cinco triunfos. Toni Elias, Alvaro Bautista e Jorge Lorenzo têm todos três vitórias na pista portuguesa.

5 –O Estoril é um dos quarto circuitos do mundo do MotoGP em que Casey Stoner não ganhou desde a sua entrada para a Ducati. Os outros foram Jerez, Le Mans, Silverstone e Indianapolis.

4 –Hiroshi Aoyama conseguiu o seu melhor resultado no MotoGP em Jerez, ao alcançar o quarto lugar absoluto. É o melhor resultado alcançado por um piloto japonês desde que Shinya Nakano acabou também em quarto no Grande Prémio da República Checa de 2008.

4–Estoril é um dos quarto circuitos do calendário, em que a Ducati não conseguiu ainda uma vitória em MotoGP. Os outros são Indianapolis, Le Mans e Silverstone.

4 –No MotoGP em Jerez, a Ducati garantiu que quarto dos seus pilotos terminassem a prova nos sete primeiros, ao que acontece pela primeira vez nesta categoria.

2 –Bradley Smith terminou em quarto lugar na corrida de Moto2 em Espanha e o seu colega Kev Coghlan terminou em oitavo. A última vez que dois pilotos britânicos terminaram a mesma corrida no “top8” foi no Grande Prémio de Italia de 1999, com Jeremy McWilliams a concluir em 4º e Jason Vincent em oitavo.