motogp_slideshow_169 - Copy

Os números do Grande Prémio Aperol de São Marino e da Riviera de Rimini

54 – A vitória de Casey Stoner no GP de Indianapolis representou o seu 54º pódio na categoria de MotoGP. O australiano está agora empatado com Randy Mamola, em sétimo, na lista de pódios de todos os tempos da categoria rainha. Os únicos seis pilotos que contam com mais pódios no MotoGP que Stoner são: Rossi, Doohan, Agostini, Lawson, Rainey e Biaggi.

29 – A pole position de Casey Stoner em Indianapolis foi a 29ª do piloto no MotoGP. Este é o mesmo número de poles obtido por Kevin Schwantz durante o tempo que pilotou nas 500cc. Durante a era moderna dos Grandes Prémios, quando passaram a estar disponíveis os registos completos das qualificações (1974), apenas dois pilotos partiram mais vezes da primeira posição da grelha que Casey Stoner: Mick Doohan, com 58 poles, e Valentino Rossi com 49 .

Há 28 anos – No dia corrida de Misano passam exactamente 28 anos sobre o Grande Prémio de São Marino de 1983 disputada em Imola, prova onde a corrida de 500cc foi ganha por Kenny Roberts e que foi a sua última participação num Grande Prémio, com Freddie Spencer a terminar em segundo e a conquistar o Campeonato do Mundo com apenas dois pontos de margem sobre Roberts. Spencer tornou-se, assim, no mais jovem vencedor do ceptro da categoria rainha de todos os tempos – recorde que ainda detém.

25 – Efren Vazquez celebra o 25º aniversário no primeiro dia de treinos no GP de São Marino.

21 – No primeiro dia de treinos do Grande Prémio de São Marino passam exactamente 21 anos desde que Mick Doohan se estreou a vencer em GPs, no primeiro Grande Prémio da Hungria disputado em 1990.

15 – Há 15 corridas que não há um vencedor italiano no MotoGP. Esta é a mais longa sequência sem pilotos transalpinos no mais alto do pódio da categoria rainha desde que se registou um intervalo de 17 provas entre a vitória de Max Biaggi em Brno em 1998 e o seu triunfo na África do Sul em 1999.

14 – Misano recebeu já 14 Grandes Prémios, o primeiro deles em 1980. Nas dez vezes que o GP foi disputado em Misano até 1993 as corridas foram efectuadas na direcção oposta aquela em que se tem disputado nos últimos quatro anos.

14 – Os pilotos de São Marino já somam um total de 14 vitórias em Grandes Prémios repartidas por dois pilotos – Manuel Poggiali com 12 (7 x 125cc, 5 x 250cc) e Alex de Angelis com duas (1x 250cc, 1 x Moto2).

14 – Com Pol Espargaro e Esteve Rabat a terminarem no pódio pela primeira vez este ano em Indianapolis o Campeonato passou a contar com 14 nomes diferentes entre os três primeiros na categoria de Moto2 em 2011.

13– Já se disputaram 13 Grandes Prémios de São Marino. O primeiro GP de São Marino foi disputado em Imola em 1981. Houve três circuitos diferentes a receberem o Grande Prémio de São Marino: Imola duas vezes (1981 e 1983), Mugello quatro vezes (1982, 84, 91 e 93) e Misano por sete vezes (1985, 86, 87) e para o GP de São Marino e Riviera de Rimini GP (2007, 2008, 2009 e 2010).

10º – O décimo posto de Valentino Rossi no GP de Indy iguala o seu pior resultado numa corrida de MotoGP onde caiu e voltou à pista. A única ocasião em que terminou tão abaixo na classificação foi no Grande Prémio da Turquia de 2007 quando sofreu graves problemas com o pneu traseiro.

5 – A primeira vitória do ano de Marc Márquez na Moto2, no GP de França, fez dele o piloto mais jovem de sempre a vencer um GP da categoria intermédia. A sua vitória em Indianapolis foi a quinta na categoria e ele continua a ser mais novo que o anterior detentor do recorde de mais jovem vencedor da categoria intermédia, Dani Pedrosa. O Grande Prémio de São Marino será a sua última oportunidade de dilatar o total de triunfos antes de ultrapassar a idade em que Pedrosa conquistou a primeira vitória na categoria intermédia.

3 – O pódio de Moto2 de Indianapolis foi preenchido por três pilotos espanhóis, com Marc Márquez a ser seguido por dois estreantes no pódio de Moto2 – Pol Espargaro e Esteve Rabat. Esta foi a primeira vez que um Grande Prémio da categoria intermédia foi composto por três espanhóis.

0 – Nenhum dos pilotos da grelha de 125cc para o Grande Prémio de São Marino conta com vitórias no circuito de Misano.