Os números do Red Bull GP de Indianápolis

Os números do Red Bull GP de Indianápolis

Os números do Red Bull GP de Indianápolis

Alguns dos mais importantes factos e números relacionados com a acção deste fim-de-semana no Brickyard.

150 – O quinto posto de Loris Capirossi em Brno foi a 150ª vez que terminou nos pontos na categoria rainha. Só um conta com mais resultados entre os 15 primeiros: Alex Barros com 195.

56 – A pole de Valentino Rossi em Brno foi a 56ª vez que partiu da pole em todas as classes ao longo da sua carreira nos Grandes Prémios. Este é exactamente o mesmo número de poles somadas pelo seu grande rival Max Biaggi ao longo de toda a sua carreira de Grandes Prémios. Desde 1973, quando passaram a ficar disponíveis as estatísticas das poles, apenas um piloto partiu da primeira posição da grelha por mais uma vez que o italiano, foi Mick Doohan que garantiu 58 poles ao longo da carreira.

33 anos – O dia da qualificação em Indianápolis marca o 33º aniversário sobre a última vitória de Giacomo Agostini nas 500cc, no GP da Alemanha de 1976, em Nürburgring, aos comandos de MV Agusta. Esta foi também a última vitória de uma 500cc a 4 tempos.

31 segundos – O ritmo de desenvolvimento das 800cc de MotoGP é ilustrado pelo tempo da corrida do GP checo, que foi 31 segundos mais rápido que o anterior melhor registo de sempre numa corrida garantido por uma 990cc de MotoGP, assinado por Loris Capirossi numa Ducati, em 2006.

22 anos – O dia da corrida em Indianápolis marca o 22ª aniversário da primeira vitória da Aprilia num GP de 250cc, em San Marino em 1987, com Loris Reggiani.

15 – Esta será a 15ª vez que se disputa um Grande Prémio de motociclismo nos Estados Unidos. Os dois primeiros eventos tiveram lugar em 1964 e 1965 e foram disputados no circuito de Daytona. Onze provas foram disputadas em Laguna Seca e esta será a segunda a realizar-se na Indianapolis Motor Speedway.

7 – Os pilotos Yamaha partiram da pole nas últimas sete corridas de MotoGP. Esta é a mais longa sequência de poles consecutivas da Yamaha na categoria rainha desde 1986.

3 – Indianápolis é uma das apenas três pistas do calendário deste ano onde a Ducati não conseguiu ainda uma vitória de MotoGP. As outras são o Estoril e Le Mans.

3 – Após o GP checo, em que Casey Stoner não iniciou a corrida e Marco Melandri caiu, há agora apenas três pilotos na classe de MotoGP com pontos somados em todas as corridas do ano: Colin Edwards, Chris Vermeulen e Alex de Angelis.

3 – Valentino Rossi partiu da pole nas últimas três corridas de MotoGP. Um resultado que iguala a mais longa sequência de poles aos comandos de uma Yamaha nas últimas duas corridas de 2006 e na primeira de 2007.