Os pneus da CB 500 e tome Tornado

Caro Tite, obrigado por sua resposta, a medida original da CB 500 ‚ 130/80-17, acredito que a medida que lhe falei era 150/70-17 e nÆo acarretaria um diƒmetro maior. Sinceramente pela sua resposta ningu‚m vai transformar as Falcon em Supermotard e elas ficam lindas. Visto que se fossem mantidas apenas a originalidade nÆo ter¡amos os carros e motos que temos hoje Obrigado, mas tira uns trinta de final na Tornado que coloco pneus originais.
Ôdson Souza
Canoas – RS
P“, Ed, at‚ vocˆ com esta hist¢ria de Tornado! Seguinte, claro que vai mudar o per¡metro sim senhor (nÆo confunda per¡metro com diƒmetro, sÆo medidas diferentes). Se o pneu original tem perfil 80 e vocˆ vai usar um de perfil 70 ‚ claro que vai alterar o per¡metro. Se vocˆ dividir o valor da largura pelo da altura ter  um n£mero: 130:80 = 1,625 ‚ a razÆo largura/altura do pneu original. Agora, se passar a usar o 150:70 = 2,142. Como se vˆ, sÆo n£meros diferentes. Eu tenho em algum lugar no meu arquivo um imenso tratado sobre este assunto. Assim que achar vou publicar, junto com um que trata de rela‡Æo de transmissÆo. O comportamento da moto vai mudar, com certeza e nÆo ser  para melhor. Ningu‚m pro¡be de mudar o que quiser na moto, desde que vocˆ saiba das conseqˆncias. Para fazer uma Supermotard apenas mudando a roda dianteira vocˆ ter  um resultado meramente est‚tico. Para ter um resultado eficiente ‚ preciso trabalhar a geometria de suspensÆo dianteira, mexer na altura da suspensÆo traseira, mudar freio dianteiro, etc. Se uma moto nasceu com roda dianteira de 21″, nÆo v  acreditar que ter  a mesma estabilidade e dirigibilidade com roda de 17″. Compare uma moto que nasceu Supermotard como a Suzuki SM 400 e uma Falcon adaptada e me diga sinceramente se elas sÆo iguais. Cuidado com as manias e modas que surgem do nada.

D -lhe Tornado
Li a mat‚ria sobre a Tornado e a Twister e concordo com o site. Tornado, na minha opiniÆo, ‚ mais moto. J  pilotei as duas e o que constatei, respeitando as diferen‡as entre ambas, l¢gico, ‚ que a Twister nÆo ‚ ruim, mas tamb‚m nÆo ‚ uma Brastemp. Na boa, pessoal: motos street como a Twister e Strada nÆo tˆm a menor gra‡a. O tipo de motor que elas carregam ‚ melhor em motos on-off, na minha opiniÆo. Mas tudo que colocam aqui o povo engole goela abaixo. Vejam: seria legal se motos como a RS 250 fossem mais acess¡veis a n¢s, proletariados. Essas sim devem ser divertidas de andar! Fala s‚rio! Imaginem se a Honda coloca a XR 650? Ter¡amos uma op‡Æo a mais, e nÆo s¢ a XT da Yamaha. A¡, aqui no Rio quem tem Twister anda com aquele neg¢cio n  mÆo porque a moto ‚ visada igual bunda de mulata por turista em Copacabana. O problema ‚ que …s vezes o consumidor pensa estreito demais. Oh, Tite, tu s¢ esqueceste de comentar sobre aquela famosa pergunta que fazem quanto vocˆ p ra com sua moto no sinal e um motoqueiro vira pra vocˆ e diz: “Essa moto ‚ boa?”.
Kleber
Rio de Janeiro
Ufa! algu‚m pra me salvar!